Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual norte-americana Avaaz.

A organização não-governamental analisou os vídeos que o YouTube recomenda quando os utilizadores pesquisam por “aquecimento global”, “alterações climáticas” ou “manipulação climática”.

A base da investigação foram as sugestões de vídeos e a barra abaixo da janela de reprodução da plataforma em dispositivos móveis e no lado direito do monitor dos computadores.

“O YouTube é a maior plataforma de transmissão [de vídeos] do mundo e está a encaminhar milhões de pessoas à desinformação climática. Não se trata de um discurso livre, trata-se de uma publicidade gratuita”, atentou a ativista da Avaaz Julie Deruy.

A Avaaz indica que o YouTube promove mais vídeos do que aqueles que são vistos pelos utilizadores.

De acordo com o relatório da Avaaz, 16% dos 100 vídeos analisados relacionados com “aquecimento global” continham informações erradas, numa média de um milhão de visualizações por vídeo.

O estudo revelou ainda que 21% da pesquisa pela expressão “manipulação climática” é incorreta, bem como 8% da informação sobre “alterações climáticas”.

É apenas a ponta do iceberg, uma vez que as recomendações do algoritmo do YouTube são responsáveis por cerca de 70% do tempo total que as pessoas passam na plataforma”, anota a o relatório da investigação.

A Avaaz encontrou mais de 100 empresas com publicidade de informação climática falsa nos vídeos. Samsung, L’Oreal, Deacthlon, Carrefour, WWF, Greenpeace Espanha, Nikin e Ecosia são algumas das empresas visadas que desconheciam a inclusão de anúncios falsos nos seus vídeos. Segundo a Avaaz, todas as empresas citadas já pediram ao YouTube para tomar medidas.

No entanto, a ONG fez uma série de recomendações ao YouTube para que “desintoxique” os algoritmos de recomendações e “ponha termo à promoção gratuita de conteúdos falsos”.

Citada pela agência EFE, a Avaaz pediu ao YouTube para excluir os vídeos de desinformação sobre alterações climáticas, trabalhando com verificadores independentes para informar os utilizadores da veracidade dos conteúdos, assim como publicar correções.

Por seu turno, o YouTube, em resposta à AFP, garantiu que “os seus sistemas de recomendações não foram projetados para filtrar ou remover vídeos ou canais com base em perspetivas específicas“.

A investigação da Avaaz ocorreu entre agosto e dezembro de 2019, tendo analisado dados da Alemanha, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França e Reino Unido.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …