Web Summit continua em Portugal por mais 10 anos

Miguel A. Lopes / Lusa

Abertura da Web Summit, em Lisboa

A Web Summit veio para ficar. A cimeira de tecnologia e inovação vai continuar a ser realizada em Lisboa por mais uma década, anunciou oficialmente a organização nesta quarta-feira.

“Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, António Costa, Primeiro-ministro de Portugal, e Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, anunciaram hoje que Lisboa continuará a ser a cidade anfitriã do Web Summit durante a próxima década“, anunciou a organização através de um comunicado.

A continuidade da Web Summit na capital portuguesa por mais 10 anos foi anunciada oficialmente, numa cerimónia que decorreu na Altice Arena, no Parque das Nações, local que tem acolhido a cimeira nos últimos dois anos, a par da FIL.

O anúncio contou com a presença de Paddy Cosgrave, António Costa e Fernando Medina. Na cerimónia esteve presente também o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que participou na sessão de perguntas e respostas, após a saída do primeiro-ministro.

“Os apoios anunciados são de 11 milhões por ano“, disse o ministro da Economia, acrescentando que no acordo está contemplada uma “cláusula de rescisão. Caso a Web Summit sair há uma indemnização prevista para compensar o esforço que Portugal está a fazer”, apontou.

De seguida, o presidente da Câmara explicou que parte do investimento será alocado ao Fundo de Desenvolvimento Turístico do município. A par disto, será também feita a expansão da FIL, que ficará com instalações “quase duas vezes e meia a área atual”, disse Fernando Medina, apontando que a intervenção será realizada “em vários anos”.

Quanto ao investimento para esta obra, Medina escusou-se a estimar um número, mas afirmou que o dinheiro também será proveniente do fundo criado com a Taxa Municipal Turística, a par de investimento privado.

A notícia foi avançada pela Antena 1 nesta terça-feira, que dava conta que o Governo e a organização da feira tecnológica – uma das maiores do mundo – já tinham acertado a continuidade na cidade de Lisboa.

A renovação do acordo entre os organizadores e Lisboa acontece por “cinco anos, que são renováveis por mais cinco”. A edição deste ano, a terceira realizada no país, vai ocorrer entre os dias 5 e 8 de novembro.

A informação, que foi depois confirmada pela à Lusa, surgiu no mesmo dia em que a organização da Web Summit partilhou, através das suas redes sociais, uma publicação revelando que tinha “novidades” sobre o evento.

Existiam várias cidades na corrida pela cimeira tecnológica, entre as quais a cidade espanhola de Valência, que apresentou a sua candidatura a 4 de junho. Madrid e Londres estavam também na corrida.

A Web Summit nasceu na Irlanda em 2010. O governo irlandês pagou 700 mil euros para ter a sede da cimeira em Dublin durante três anos e Portugal investiu 3,9 milhões para ser anfitrião do evento em Lisboa até 2018. O contrato vigente previa a possibilidade de extensão do contrato por mais dois anos, nota o Sapo 24.

Na segunda edição do evento em Portugal, em 2017, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, duas mil startups, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Na edição deste ano – que decorre de 5 a 8 de novembro -, são esperados cerca de 70 mil participantes oriundos de 170 países de todo o mundo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou, esta terça-feira, que sua vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, tem uma eficácia de 95%, segundo resultados preliminares. Em comunicado no site oficial da vacina russa, o Centro …

Emigrantes querem votar por correio nas presidenciais

O movimento de emigrantes "Também somos portugueses" pede a alteração urgente das leis eleitorais para que possam votar por correio, no mesmo dia em que Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente da República, anuncia a …

"Um objectivo histórico". Efacec leva luz a todo o Ruanda

A Efacec instalou três sub-estações de alta tensão no Ruanda, contribuindo atingir "um objetivo histórico da República do Ruanda" com "a electrificação total do país em 2023". O projecto da empresa portuguesa está orçado em …

Portugal com mais 85 mortes e 3919 casos de covid-19. Número de internados nunca foi tão alto

Portugal regista, esta terça-feira, mais 85 mortes e 3919 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3919 novos casos, 2284 …

Vésperas de feriado sem confinamento obrigatório

Nos dias 30 de novembro e 07 de dezembro, que antecedem os dois feriados, não serão aplicadas as restrições de circulação definidas para os fins de semana e feriados, embora as escolas interrompam a atividade …

Eduardo Catroga: Foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar apoio do PCP e do BE

Eduardo Catroga, antigo ministro das Finanças de Cavaco Silva, defende que foi o PS quem ultrapassou as "linhas vermelhas" após aceitar o apoio do PCP e do Bloco de Esquerda, partidos "anti-tudo". O ex-ministro das Finanças …

Ministra garante que situação nas prisões está "controlada". PSD diz que Governo está "sem rei nem roque"

Esta segunda-feira, a ministra da Justiça Francisca Van Dunem esteve reunida com Marcelo Rebelo de Sousa, em Belém, num encontro em que participou também a ministra da Saúde, Marta Temido. À saída de uma audiência com …

Autarcas do Norte aceitam novas restrições, mas falam em falta de preparação e coerência por parte do Governo

A maioria dos autarcas do distrito do Porto concorda que era preciso apertar mais as restrições na região norte. Os líderes da câmaras aceitam as decisões com medo da alternativa, mas deixam algumas críticas à …

Porto é o único distrito do Norte onde novos casos diminuíram. Bragança, Viana e Vila Real em crescimento

De acordo com um relatório da Administração Regional de Saúde do Norte, o distrito do Porto registou, entre a segunda e terceira semana de novembro, uma diminuição de novos casos de infeção por covid-19. É …

Astrónomos detetaram milhões de sinais de uma civilização inteligente. Mas éramos nós

Uma equipa de astrónomos da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, detetou "assinaturas de tecnologia", ou emissões de rádio de baixa frequência, que podem apontar para uma possível tecnologia alienígena. No entanto, uma análise posterior …