/

Web Summit continua em Portugal por mais 10 anos

2

Miguel A. Lopes / Lusa

Abertura da Web Summit, em Lisboa

A Web Summit veio para ficar. A cimeira de tecnologia e inovação vai continuar a ser realizada em Lisboa por mais uma década, anunciou oficialmente a organização nesta quarta-feira.

“Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, António Costa, Primeiro-ministro de Portugal, e Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, anunciaram hoje que Lisboa continuará a ser a cidade anfitriã do Web Summit durante a próxima década“, anunciou a organização através de um comunicado.

A continuidade da Web Summit na capital portuguesa por mais 10 anos foi anunciada oficialmente, numa cerimónia que decorreu na Altice Arena, no Parque das Nações, local que tem acolhido a cimeira nos últimos dois anos, a par da FIL.

O anúncio contou com a presença de Paddy Cosgrave, António Costa e Fernando Medina. Na cerimónia esteve presente também o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que participou na sessão de perguntas e respostas, após a saída do primeiro-ministro.

“Os apoios anunciados são de 11 milhões por ano“, disse o ministro da Economia, acrescentando que no acordo está contemplada uma “cláusula de rescisão. Caso a Web Summit sair há uma indemnização prevista para compensar o esforço que Portugal está a fazer”, apontou.

De seguida, o presidente da Câmara explicou que parte do investimento será alocado ao Fundo de Desenvolvimento Turístico do município. A par disto, será também feita a expansão da FIL, que ficará com instalações “quase duas vezes e meia a área atual”, disse Fernando Medina, apontando que a intervenção será realizada “em vários anos”.

Quanto ao investimento para esta obra, Medina escusou-se a estimar um número, mas afirmou que o dinheiro também será proveniente do fundo criado com a Taxa Municipal Turística, a par de investimento privado.

A notícia foi avançada pela Antena 1 nesta terça-feira, que dava conta que o Governo e a organização da feira tecnológica – uma das maiores do mundo – já tinham acertado a continuidade na cidade de Lisboa.

A renovação do acordo entre os organizadores e Lisboa acontece por “cinco anos, que são renováveis por mais cinco”. A edição deste ano, a terceira realizada no país, vai ocorrer entre os dias 5 e 8 de novembro.

A informação, que foi depois confirmada pela à Lusa, surgiu no mesmo dia em que a organização da Web Summit partilhou, através das suas redes sociais, uma publicação revelando que tinha “novidades” sobre o evento.

Existiam várias cidades na corrida pela cimeira tecnológica, entre as quais a cidade espanhola de Valência, que apresentou a sua candidatura a 4 de junho. Madrid e Londres estavam também na corrida.

A Web Summit nasceu na Irlanda em 2010. O governo irlandês pagou 700 mil euros para ter a sede da cimeira em Dublin durante três anos e Portugal investiu 3,9 milhões para ser anfitrião do evento em Lisboa até 2018. O contrato vigente previa a possibilidade de extensão do contrato por mais dois anos, nota o Sapo 24.

Na segunda edição do evento em Portugal, em 2017, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, duas mil startups, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Na edição deste ano – que decorre de 5 a 8 de novembro -, são esperados cerca de 70 mil participantes oriundos de 170 países de todo o mundo.

  ZAP // Lusa

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.