Loki, o maior vulcão de Io, pode estar prestes a entrar em erupção

(dr) NASA / JPL

Loki, o vulcão da lua de Júpiter Io

O maior vulcão de Io, uma das quatro grandes luas de Júpiter, pode estar prestes a explodir. Décadas de observação mostram um ciclo periódico nas erupções deste vulcão.

De acordo com o Science Alert, o vulcão Loki, o maior da lua de Júpiter Io, foi originalmente descoberto com um ciclo de cerca de 540 dias — uma conclusão baseada nas observações dos cientistas entre 1988 e 2000 e depois descritas num artigo liderado pela física e cientista planetária Julie Rathbun, do Instituto de Ciência Planetária, nos EUA.

Até 2001, o Loki funcionou como um relógio suíço. No início de uma erupção, iluminava-se e permanecia brilhante durante cerca de 230 dias, antes de ficar mais escuro novamente (e depois o ciclo repetia-se). Depois desse ano, o vulcão parou de brilhar e escureceu.

Porém, em 2013 — e desde então —, o vulcão começou novamente a ter o mesmo comportamento, embora com um ciclo um pouco mais curto: 475 dias, em vez de 540.

“Se este comportamento se mantiver, o Loki vai entrar em erupção em setembro de 2019. Já conseguimos prever corretamente que a última erupção ocorreria em maio de 2018”, afirma Julie Rathbun, que apresentou as suas descobertas no EPSC-DPS Joint Meeting 2019, na cidade suíça de Genebra.

A equipa de cientistas interpretou Loki como um lago de lava numa depressão semelhante a uma cratera chamada patera, com cerca de 200 quilómetros de largura. À medida que a crosta de arrefecimento na superfície do lago se torna gravitacionalmente instável e entra em colapso, o poço “tomba”, sendo inundada por lava fresca.

Esta conclusão foi suportada por observações relatadas em 2017 que viram ondas de lava a rolar lentamente por patera, num processo que pode demorar até 230 dias.

Ainda não se sabe o que causou o hiato entre 2001 e 2013, mas uma possível explicação poderia implicar mudanças no conteúdo volátil do magma, o que afeta a densidade do magma e da crosta. Mesmo uma pequena mudança pode produzir grandes variações no tempo que a crosta demora para se afundar.

No ano passado, a última erupção começou entre 23 de maio e 6 de junho. Isto significa que a janela de 475 dias deste ano é entre 9 e 24 de setembro (logo, pode já até ter começado).

“Os vulcões são difíceis de prever porque são muito complicados. Muitas coisas influenciam as erupções vulcânicas, incluindo a taxa de suprimento de magma, a composição do magma — particularmente a presença de bolhas no magma, o tipo de rocha em que o vulcão se encontra, o estado de fratura da rocha, entre outros”, afirma Rathbun.

“Achamos que Loki pode ser mais previsível por ser muito grande. Devido ao seu tamanho, a física básica provavelmente irá dominar quando entrar em erupção, logo as pequenas complicações que afetam vulcões menores não o afetarão tanto”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …