Velhice? Algo estranho se passa com a Voyager 1 (e ainda não foi resolvido)

1

Sonda tem problemas de telemetria, poderá estar perdida. Voyager 1 foi lançada pela NASA há 45 anos e ainda funciona bem – quase sempre.

Estávamos em 1977 quando a Voyager 1 foi lançada pela NASA, com a intenção central de analisar os planetas Júpiter e Saturno.

45 anos depois, ainda continua a receber e a executar ordens enviadas a partir da Terra e continua a reunir e a enviar dados científicos para a NASA.

Ainda há um ano a sonda detectou o zumbido constante de gás interestelar, ondas de plasma.

Mesmo estando há mais de quatro décadas no Espaço, e mesmo estando a mais de 23 mil milhões de quilómetros da Terra (uma distância bem maior do que se previa, no momento do lançamento), no geral a sonda está a funcionar bem – mas nem sempre.

Há cerca de uma semana foram anotados problemas de telemetria. A sonda pode estar perdida no Espaço.

As leituras do sistema de articulação e controlo de altitude, que controlam a orientação da sonda, não são condizentes com as suas tarefas. As leituras de dados parecem aleatórias.

A agência espacial norte-americana (NASA) admitiu que algo se passa mas assegurou que essa anomalia não interfere, nem com as acções da Voyager 1, nem com a execução de comandos enviados a partir da Terra.

“O problema não activou qualquer sistema de protecção contra falhas a bordo (…). O sinal da Voyager 1 também não enfraqueceu, o que sugere que a antena de grande alcance permanece na sua orientação prescrita com a Terra”, indicou a NASA.

Não houve qualquer actualização nos últimos dias, por isso os engenheiros da NASA estarão a tentar descobrir onde está o problema. Não se sabe quando a questão ficará resolvida.

E também ainda não se sabe de que forma – e em que escala – este problema vai afectar a recolha e a transmissão de dados da Voyager 1.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.