Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página.

“Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que estava desaparecida”, disse Benoît Kieffer, autarca de Ville de Bitche, em declarações à CNN. “No início, perguntamo-nos se houve um problema técnico. Porém, com o passar do tempo, pode ser considerada uma censura real”.

A cidade, que tem cerca de 5.100 habitantes, criou uma nova página no Facebook chamada Mairie 57230, baseada no seu código postal.

“O nome da nossa cidade parece ter sido mal interpretado”, afirmou Kieffer, em comunicado.

A página foi restabelecida esta terça-feira, com um pedido de desculpas pessoal do presidente do Facebook de França.

Embora o Facebook não tenha especificado um motivo para o bloqueio, a cidade assumiu que o culpado tivesse sido o algoritmo anglófono do Facebook. “Uma hipótese, presumimos que a nossa página migrou para um servidor anglo-saxão que criou moderações e algoritmos que removem conteúdo ilegal e problemático”, escreveu o autarca.

“Podemos ficar felizes que as redes sociais assumam a responsabilidade, que removam conteúdo ilegal e problemático”, disse ainda Kieffer. “Mas o outro problema é considerar que o olhar humano tem a vantagem sobre a inteligência artificial.”

No seu site, o Facebook afirma que os nomes das páginas devem ser precisos e não podem conter frases que possam “ser abusivas”.

A palavra inglesa “bitch” é normalmente usava de forma pejorativa usada para uma ofender uma pessoa.

Por outro lado, essa hipótese não explica por que, noutros lugares, o Facebook permite o aparecimento da palavra, como é o caso, por exemplo, da publicação feminista Bitch Media.

Contactado pelo Gizmodo, o Facebook confirmou a remoção acidental, culpando uma “análise incorreta pelos nossos sistemas” e disse que o Facebook França entrou em contacto com Ville de Bitche.

Ville de Bitche, localizada na fronteira entre França e a Alemanha, resistiu a diversos conflitos, incluindo um cerco por austríacos na Guerra dos Cem Dias e, mais tarde, a ocupação nazi.

Outra cidade próxima chamada Rohrbach-lès-Bitche tomou medidas preventivas e rebatizou a sua página para Ville de Rohrbach em 12 de abril.

“Por precaução, para que a nossa página não seja suspensa, já que pode durar várias semanas ou mesmo meses, preferimos evitar qualquer problema e remover Les-Bitche junto a Rohrbach, obviamente temporariamente, até que este mal-entendido com o Facebook possa ser resolvido”, disse o autarca Vincent Seitlinger, em declarações à Rádio Mélodie. “Acho deplorável ver que hoje uma empresa como o Facebook pode facilmente suspender páginas que são regulares e oficiais.”

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A censura é feita por uma armada de gente nem sempre culta, pelos vistos 🙂
    Ou, temos que dar Vivas! ao algoritmo?
    Facebook meta agua até afundar.

RESPONDER

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …

Santuário medieval recebe escultura em pedra que usa máscara contra a covid-19

Uma catedral histórica do Reino Unido renovou um santuário do século XIV, acrescentando um detalhe que coloca em evidência o momento pandémico que o mundo vive. Agora, a nova escultura está a usar uma máscara …

Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez. Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela …

Hegemonia económica da China cada vez mais longe. Queda demográfica coloca Pequim sob pressão

O objetivo do país é tornar-se na maior potência económica do mundo nos próximos anos, mas a corrida pela hegemonia - disputada com os EUA - pode não ser uma meta fácil de alcançar. O …

Miss Universo 2021. Concorrente da Singapura usa roupa com o slogan "Stop Asian Hate"

Bernadette Belle Ong, uma concorrente do Miss Universo 2021, vestiu uma roupa com as cores de Singapura que continha as palavras Stop Asian Hate ("parem com o ódio contra os asiáticos"). Bernadette Belle Ong aproveitou o …

A Índia está a tornar quase impossível a vacinação dos sem-abrigo

A Índia está a dificultar o processo de vacinação dos sem-abrigo, uma vez que o programa requer um número de telemóvel e uma morada residencial. Muitas pessoas não têm nem um, nem outro.  Na Índia, quase …

Violência contra as mulheres é "uma pandemia", alerta ONU

Uma década após a criação da Convenção de Istambul, o marco dos tratados de direitos humanos para acabar com a violência de género, as mulheres enfrentam um ataque global aos seus direitos e segurança, alertaram …

Já se sabe qual a ocasião mais perdida do ano devido à pandemia (e há uma campanha para compensar)

Tomar um café com um amigo ou um familiar é o momento mais perdido do último ano devido à pandemia de covid-19. Nos últimos 12 meses, e em todas as cidades europeias, estima-se ter havido …