Vídeo filmado por Amber Heard mostra Johnny Depp descontrolado e violento

Johnny Depp surge descontrolado, a dizer palavrões e a atirar uma garrafa e um copo de vinho ao chão num vídeo divulgado por um site de celebridades e que foi filmado por Amber Heard, na cozinha do casal, que está em processo de divórcio, com acusações de violência doméstica.

O vídeo, publicado pelo TMZ, mostra Johnny Depp descontrolado, a atirar as portas dos armários da cozinha com fúria e a dizer palavrões, enquanto Amber Heard vai pedindo desculpa, não se sabe porquê.

Heard parece tentar acalmá-lo, e pergunta-lhe se bebeu quase uma garrafa de vinho inteira durante a manhã.

A modelo e actriz pediu o divórcio do actor, acusando-o de violência doméstica e de consumo excessivo de álcool.

Nas imagens, é possível perceber que Johnny Depp atira um copo cheio de vinho e uma garrafa ao chão, num momento em que parece aperceber-se de que está a ser filmado.

Depp aproxima-se então de Amber Heard, aparentemente para lhe tirar o telefone.

Segundo o TMZ, o vídeo agora divulgado terá sido filmado meses antes do incidente de 21 de Maio, em que Amber Heard alega ter sido agredida pelo actor.

A publicação cita também fontes próximas de Johnny Depp, que argumentam que o vídeo terá sido “fortemente editado”.

Segundo estas fontes, há partes em que a modelo surge “a sorrir e a incitá-lo”, que terão sido removidas, e o vídeo “foi uma completa encenação de Amber“.

O site também acrescenta que as imagens não deverão vir ser aceites como prova em tribunal, porque o actor não sabia que estava a ser filmado.

Entretanto, Amber Heard faltou, pela terceira vez, a uma audiência em tribunal, onde se esperava que fizesse declarações fortes quanto às alegações de violência doméstica contra Johnny Depp.

O TMZ revelou que a atriz justificou a falta com a impossibilidade de conseguir voo a partir de Londres.

O advogado especialista em divórcios Mitch Karpf refere no entanto ao E! News que este pode ser um indício de que os advogados estão “a fazer progressos nos bastidores” e eventualmente, a tentar chegar a um acordo que evite o julgamento.

SV, ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma tipo Bárbara Guimarães. Isto desde que as gajas perceberam que há uma caça às bruxas com a violência doméstica, já fazem de tudo para incriminar os gajos. é isso e abuso sexual de menores. quando uma gaja se quer sair bem no divórcio, faz qualquer coisa para tentar provar que o gajo lhe batía e violava os filhos todos diáriamente.

    Não estou a dizer que essas coisas não aconteçam… Estou é a dizer, sem qualquer margem pra dúvida, que o grande aumento de casos desses, se deve às mulheres terem percebido que encenar e caluniar situações dessas é a forma mais fácil de levarem sempre a melhor dos divórcios, e de preferência arruinando a vida ao Ex-Marido, pra facturar com a coisa.

    Epá mas eu estou-me mesmo nas tintas sobre o q é que o gajo faz em casa. Quero saber é dos filmes.

  2. Ninguém pode julgar o Depp. A questão da violência doméstica bem como os direitos dos amimais é uma falácia total de uma sociedade efeminada e dominado pelo lobby gay…

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …