Vereador de Coimbra pagou 1.500 euros por ter violado lei da greve

cv antonioseguro / YouTube

Carlos Cidade, vereador da Câmara Municipal de Coimbra

Carlos Cidade, vereador da Câmara Municipal de Coimbra

O vereador da Câmara de Coimbra Carlos Cidade foi condenado a pagar 1.500 euros ao Estado por ter substituído trabalhadores da recolha do lixo durante uma greve, anunciou hoje o sindicato do setor.

Há algumas semanas, um procurador-adjunto do Ministério Público, adstrito ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra, determinou o arquivamento do inquérito depois de Carlos Cidade ter cumprido a obrigação que lhe foi imposta de entregar a quantia ao Estado.

Antes, os autos do inquérito tinham sido “suspensos provisoriamente”, pelo período de um mês, por despacho de outra magistrada do DIAP, dando ao vereador e dirigente do PS, antigo coordenador da União dos Sindicatos de Coimbra, a estrutura regional da CGTP, a possibilidade de optar pelo referido pagamento e, assim, encerrar o processo judicial.

Carlos Cidade, que tem no município o pelouro do Ambiente e Qualidade de Vida, que abrange a recolha de resíduos sólidos urbanos, era acusado de um crime de prevaricação, por ter recorrido a trabalhadores da empresa multimunicipal ERSUC para substituir os seus colegas da Câmara de Coimbra, que aderiram a uma greve de quatro dias, há um ano, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL).

A denúncia “por conduta criminosa” tinha sido apresentada pelo coordenador regional do STAL, Aníbal Martins, contra Carlos Cidade e o presidente da Câmara Municipal, Manuel Machado.

Até ao início da greve, em 30 de maio, o STAL “não foi contactado” pela autarquia para analisar as reivindicações dos grevistas, nem para abordar a proposta de serviços mínimos prevista no pré-aviso de greve, segundo o texto da denúncia ao DIAP, hoje divulgado pelo sindicato com outras peças processuais.

No processo, realça-se que o arguido “conhecia tal proibição (substituição de trabalhadores em greve, então proibida por lei), pois, para além do mais, tinha exercido funções de dirigente sindical” até 1993, admitindo, no entanto, que o vereador procurou “assegurar um interesse comunitário”, como a salubridade pública.

“Cumpri a minha obrigação ao pagar os 1.500 euros. E a cidade, nos quatro dias da greve, esteve limpa”, disse hoje Carlos Cidade à Lusa, rejeitando “fazer mais comentários”, uma vez que o inquérito foi arquivado.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …