Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas que visam afirmar que o Chega não está apenas focado em Lisboa, onde Ventura voltou a fazer “mossa” no Parlamento, depois de ter chegado atrasado a uma reunião, onde atirou acusações aos deputados Joacine Katar Moreira e João Cotrim de Figueiredo, saindo mais cedo em protesto.

André Ventura abandonou em protesto a reunião do grupo de trabalho que procura racionalizar o número e o tipo de votos que são apresentados para deliberação em plenário da Assembleia da República. O deputado do Chega esteve presente pouco mais de 30 minutos numa reunião que durou mais de duas horas.

Mal pediu a palavra ao coordenador deste grupo de trabalho, o socialista Pedro Delgado Alves, Ventura acusou os maiores partidos de estarem “a tentar matar a política”, burocratizando um direito de apresentação de votos.

No início da reunião, o deputado do Bloco de Esquerda (BE) José Manuel Pureza apresentou dados que indicam que, na anterior legislatura (em 4 anos), subiram a plenário 886 votos. E só nesta primeira sessão legislativa (que começou em final de Outubro) já entraram 164.

BE, PS, PCP, PSD, Iniciativa Liberal e Livre defendem, assim, que é preciso acabar com “a banalização” dos votos – uma posição contestada pelo PAN e fortemente criticada pelo Chega.

Sem se referir a esses dados avançados por José Manuel Pureza, Ventura preferiu antes apontar que as maiores forças políticas já antes tinham estado “numa tentativa de silenciamento” e de “corte do direito à palavra” no início da presente legislatura. E afirmou mesmo estranhar “o posicionamento” dos outros deputados únicos neste processo de revisão do regimento, referindo-se a João Cotrim de Figueiredo (Iniciativa Libera) e a Joacine Katar Moreira (Livre).

“Ética, ética, senhor deputado”, reagiu Joacine Katar Moreira. “A senhora deputada pode não gostar dos nossos votos, pode considerá-los racistas ou extremistas, mas são os votos do Chega, e devem ser avaliados”, ripostou Ventura.

Na sua intervenção, o deputado do Chega visou sobretudo o coordenador do grupo de trabalho, o vice-presidente da bancada socialista Pedro Delgado Alves.

“O PS quer dar-nos um voto potestativo por sessão legislativa, mas o PS que tenha a coragem de assumir que nos quer dar zero. Os senhores usam o argumento que o plenário do Parlamento não tem tempo para os votos, mas que argumento delicioso. Não tem tempo?” perguntou, levantando o seu tom de voz. O que está em causa é “o local em que esses votos são apreciados, o plenário ou em comissão”, contrapôs Pedro Delgado Alves.

O deputado do PSD Pedro Rodrigues referiu-se por duas vezes em tom muito crítico ao comportamento de André Ventura. Na primeira vez, lamentou que, ao fim de meia hora de reunião, o deputado do Chega ainda não estivesse presente na sala, já que se tratava de um assunto em que directamente ele é parte interessada; e na segunda vez, pela posição que tomou Ventura em relação ao Regimento da Assembleia da República e à própria Constituição da República.

“Teria sido interessante se o professor de Direito Constitucional André Ventura tivesse ouvido a intervenção aqui proferida pelo deputado André Ventura“, comentou com ironia o deputado social-democrata.

Já longe das “batalhas” do Parlamento, André Ventura vai ser recebido, neste sábado à tarde, no Palácio da Bolsa, no Porto, pelo presidente da Associação Comercial do Porto, Nuno Botelho. Uma audiência pedida pelo próprio Ventura, como frisa Nuno Botelho em declarações ao Expresso.

Não é apenas o tecido empresarial de Lisboa que conta e que é importante e merecedor da atenção”, aponta Ventura ao semanário, notando que pretende aferir in loco “das dificuldades e dos obstáculos com que os empresários” da região “se vêem confrontados”, mas também estabelecer “uma forma de parceria” para, eventualmente, poder “fazer verter nas propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020 algumas destas preocupações”.

Após o encontro no Palácio da Bolsa, André Ventura vai jantar com cerca de 400 apoiantes do Chega no Mercado Ferreira Borges.

O partido vai ter uma sede no Porto, na zona da Boavista, a partir de 1 de Fevereiro. A distrital portuense vai ser liderada pelo presidente da Associação Pediátrica Oncológica do Hospital do Hospital São João (APOHSJ), Jorge Pires, que se tem debatido pela construção da ala pediátrica daquele centro hospitalar.

“Tal como o André, sou uma pessoa de direita, defendo o valor da família como base da sociedade e sou contra o aborto e a eutanásia”, sublinha Jorge Pires ao Expresso, realçando que “o país mais conservador está fora de Lisboa, em especial no norte, e é preciso dar-lhe voz”.

ZAP ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …