A sonhar alto e com recados para dentro e para fora, Ventura arrasou Rui Rio (após recepção com protestos)

Paulo Novais / Lusa

André Ventura - Chega

André Ventura no Congresso do Chega em Coimbra.

Arrancou em Coimbra, nesta sexta-feira, o Congresso do Chega com um protesto “anti-fascista” e com André Ventura a discursar para dentro e para fora, com muitos recados pelo meio e um sonho sem “meias medidas”. Mas o que ficou notório foi o ataque declarado a Rui Rio e ao PSD, o seu antigo partido.

André Ventura chegou ao congresso do Chega, em Coimbra, com um atraso de cerca de duas horas para ser acolhido por uma sala longe de estar cheia. Mas isso não desmotivou o líder do partido de extrema-direita que escolheu o PSD e Rui Rio como os principais alvos das suas críticas.

“Não vamos negociar com o PSD, vamos impor ao PSD”, apontou Ventura. “Não vamos pedir para ser governo, os portugueses é que nos vão colocar no governo de Portugal”, salientou ainda.

Com Rio no horizonte, o deputado do Chega vincou que é “muito mau líder do PSD“. “Chegou ao ponto de acabar com os debates quinzenais da Assembleia da República porque o primeiro-ministro ficava muito desgastado”, criticou.

“Se é isto que é ser oposição em Portugal, então vou ali e já venho”, atirou ainda, apontando que “isso é ser um servente do Partido Socialista“.

Ainda com Rio na mira, Ventura afirmou também que “nunca passaria pela vergonha de ir a um chamado congresso das direitas, dizer que não sou de direita e que quero acordos com o primeiro-ministro socialista, para que esse primeiro-ministro venha, um dia depois, dizer que não quer acordos com quem fala com o Chega”.

Para humilhação já basta o estado em que colocaram Portugal, a direita não se pode humilhar”, concluiu.

Mas o CDS também foi alvo das críticas de Ventura. “Se é para ser uma espécie de CDS 2.0, nós não queremos ser mais moderados“, vincou.

No dia em que quiserem moderação, não será com este homem que têm aqui hoje”, salientou ainda naquilo que pode ser visto também como um recado para os críticos internos no seu partido.

Chega quer ser “terceira força política” nas autárquicas

No seu discurso, Ventura falou também das metas do Chega para as próximas eleições autárquicas. “Não sou de meias medidas”, começou por apontar, frisando que “um resultado aceitável” será o seu partido ser “a terceira força política”.

“Este partido não nasceu para protestar, nasceu para ganhar e nós vamos ganhar muitas destas eleições autárquicas”, considerou ainda.

“É neste congresso que o partido vai determinar claramente que o Chega não será muleta de nenhum partido”, frisou Ventura já em declarações aos jornalistas junto à Universidade de Coimbra, de onde partiu uma marcha até à Praça Heróis do Ultramar.

O dirigente político vincou que “esta direita veio para ser anti-sistema” e que, ou o PSD aceita isso, “ou não haverá Governo à direita”.

Salientando que as exigências do Chega são “inegociáveis”, Ventura disse que o seu partido terá de se sentar à mesa com os sociais-democratas “de igual para igual para que haja um Governo à direita, capaz de afastar os socialistas”.

“Nunca negociar com o PSD como um diminuído, mas sim de igual para igual”, sublinhou.

O líder partidário também adiantou que as condições para essa coligação com o PSD vão ser apresentadas sábado, ao final da tarde, durante a sua intervenção no congresso.

“Se o congresso apoiar, cá estaremos para exigir essas condições, mas, se optarem por outros modelos, não será comigo”, avisou o presidente do Chega, referindo que o partido só terá futuro “se se mantiver fiel aos seus princípios”.

Protesto “anti-fascista”

Depois das declarações aos jornalistas, o líder do Chega encabeçou uma marcha com quase meio milhar de pessoas desde o Largo da Porta Férrea da Universidade de Coimbra até à Praça Heróis do Ultramar, acompanhada de um forte dispositivo policial.

A marcha decorreu sem incidentes, apesar de ao longo do percurso algumas pessoas terem exibido gestos obscenos e gritado “fascismo nunca mais”, frase inscrita em alguns cartazes afixados no local onde terminou a iniciativa.

Antes disso, já tinha havido um protesto em Coimbra contra o Chega e o congresso naquela cidade. Munidas de tambores, bandeiras, tarjas e cartazes, centenas de pessoas concentraram-se ao final da tarde na Praça 8 de Maio, na Baixa de Coimbra, onde estava inicialmente previsto o final da marcha do partido.

“Já ninguém atura o facho do Ventura”, “Coimbra! Anti-fascista!” e “Fascistas, fascistas, chegou a vossa hora, os imigrantes ficam e vocês vão embora”, foram algumas das frases de ordem dos manifestantes.

https://twitter.com/Mariorsb/status/1398351469791825921

As pessoas que participaram neste protesto tentaram ir ao encontro da marcha do Chega, desviada para a Praça Heróis do Ultramar, mas acabaram impedidos por um forte aparato policial.

Ventura quer “mandato claríssimo”

O Congresso do Chega prossegue, neste sábado, e Ventura já pediu aos delegados e dirigentes um “mandato claro, claríssimo”, para que ninguém tenha dúvidas, dentro e fora do partido.

E pediu que quem “votar a favor” da sua direcção, “apenas e tão só” o faça se acreditar numa atitude de força com o PSD. “Não vamos negociar, vamos impor, não vamos pedir, vamos exigir”, afirmou também.

Neste sábado, serão debatidas e votadas as moções sectoriais e são algumas dezenas, mas a organização não as distribuiu aos jornalistas. Também será discutida e votada a moção global de Ventura, ficando a eleição dos órgãos nacionais para a manhã de domingo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. O (des)Ventura, do chega de bolor, chegou atrasado ao circo, desognado por congresso?!
    Não admira!
    Ele chegou atrasado décadas à democracia e, atrasado no tempo e na História, permaneceu no tempo marcelista e salazarista!

    • E tu permaneces desde á cerca de 4 décadas, no atoleiro da corrupção, gerido por mafiosos vigaristas ladrões. Portugal vive numa espiral de dívida, que nem sequer os teus netos vão conseguir pagar, nota que quem defende ladrões vigaristas corruptos, (psd/cds e ps) pertence ao mesmo grupo!! Além disso não vives em nenhuma democracia, mas sim numa DITADURA DE ESQUERDA MARXISTA!!

  2. Este só GRITA….e critica .
    Quando lhe perguntam o que fazia em concreto , com a Educação, saúde, ….
    Volta a GRITAR e a criticar .

    Faz lembrar alguns ,… criticar é fácil, fazer e trabalhar é para os outros.

    Fujam ….destes.

    • Fugir? Ah, não! Nem fugir, nem ilegalizar. Enfrentar e contestar! Aliás, os argumentos destes “chegas” são tão pobres que não custa nada esborrachá-los. Por isso é que eles gritam. Gritar é a maneira de evitar conversas com pés e cabeça. E de angariar gente zangada que, por estar zangada (e tantas vezes com tanta razão!) não consegue pensar direito.

  3. Democracia deve ser este sistema em que vivemos agora cheio de corruptos de esquerdistas tipo venezuelano, que conduzem este país para o abismo e impõem regras e princípios ditatoriais. Chega de xusialismo chega dos que apoiam Venezuela, Cuba, Coreia do norte, Bielorussia e todos os países de índole esquerdista que são aqueles que tem pior nível de vida.

  4. Se votar nos do sistema é aumentar a dívida pública (das maiores do mundo num dos mais pequenos países do mundo) prefiro votar Ventura. Não tenho dívidas e não gosto de ver Portugal caloteiro e apelidado de boémio mulherengo. Há muito para poupar em despesa e só o chega os tem no sítio para enfrentar os parasitas e encostados.

    • Portugal não é caloteiro. E os apelidos de boémio, etc, vêm de gente ignorante e preconceituosa, que vive em países do Norte da Europa e não sabe nada sobre Portugal. Eles dirão sempre isso, façamos nós o que fizermos, pois serão sempre ignorantes. Frequentemente, esses apelidos vêm de gente que, nos países deles, apoia os “Chega” lá do sítio.
      Isso é normal acontecer, visto que é onde há mais ignorância que os “Chega” desta vida pastam e medram.
      Para mim, distância dessa porcaria. O facto de eu detestar o governo PS ainda não me lobotomizou!

  5. Apoio este partido Chega e não o seu dirigente que gosto como ele fala, eu também penso da mesma maneira, mas realmente há algo que me intriga, estou farto dos outros como o BE, CDU, PS que se proclamam fora da EU, fora da Nato e outros estes é que são fascistas, não se esqueçam que tenho 53 anos não sou uma criança, já vi muito de lá até aqui. mas agora estou farto quero ver diferente se errar assumo a minha culpa, mas se errei até agora e espero 4 anos também vou dar o direito da dúvida e espero mais 4.

  6. Ruivp descobriu vossa excelência que ha corruptos a esquerda . Muito bem é verdade !!! Mas não foi o desventura, que quando tinha poder , não isentou de impostos os amigos ????
    Há isso agora ,já não e corrupção????
    Percebi, é como o outro , padre , que antes de o ser dava “porrada” na mulher , e nos filhos , depois …arrependeu-se e foi para padre .Deus lhe dê o eterno descanso .
    Cuudem-se , já em 1938 esse discurso
    Era velho , e vejam no que deu !!!!!
    Afinal a miséria não é so da esquerda .
    E ainda vem o outro , queixar-se que tem 52 anos, mas quando nasceu , não viveu já nada ,ponha os olhos nos que viveram e sofreram antes dele nascer .

RESPONDER

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …

Cheias atingem campos no Bangladesh. Pelo menos seis refugiados Rohingya mortos

Pelo menos seis refugiados Rohingya morreram após as cheias inundarem os campos de refugiados em Bangladesh nos últimos dias, destruindo os abrigos de bambu e plástico e deixando pelo menos 5.000 desabrigados, informou o Alto-comissariado …

Defesa de Salgado alega diagnóstico preliminar de Alzheimer do ex-banqueiro

A defesa do antigo presidente do BES, que está a ser julgado por três crimes de abuso de confiança no âmbito da Operação Marquês, pediu ao tribunal uma perícia médica devido ao seu diagnóstico preliminar …

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …

Terceira dose da vacina da Pfizer aumenta "fortemente" a proteção contra a variante Delta

Farmacêutica norte-americana pretende submeter um novo pedido de autorização de emergência para a administração da terceira dose ao regulador, depois de já ter visto um pedido anterior ser recusado por falta de evidências científicas. Depois de …

Estabelecimentos abertos até às 02h00. Máscaras na rua acabam em setembro

O primeiro-ministro anunciou, esta quinta-feira, a partir do Palácio Nacional da Ajuda, as novas medidas de desconfinamento decididas no Conselho de Ministros. António Costa começou por referir que, graças às medidas restritivas dos últimos tempos, é …

Surpresa na Liga dos Campeões: Celtic é uma equipa de "terceira divisão"

Críticas à qualidade do plantel do gigante escocês, que nem passou da segunda pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. O Midtjylland fez a festa. Há uns tempos seria uma surpresa mas, nos anos mais recentes, …

Morreu o poeta e tradutor Pedro Tamen, aos 86 anos

O poeta e tradutor, de 86 anos, morreu, esta quinta-feira, em Setúbal, onde estava hospitalizado, disse à agência Lusa fonte próxima da família. Pedro Tamen, que além de poeta também foi tradutor, estreou-se, em 1956, com …

Corrida à Câmara de Lisboa divide CDS. Mesquita Nunes junta-se aos críticos

A escolha de Filipe Anacoreta Correia, em vez de João Gonçalves Pereira, para número dois da lista à Câmara de Lisboa está a gerar uma guerra interna no CDS. A escolha de Filipe Anacoreta Correia para …