Venda de carros cresce 28% por receio de aumento de impostos

Em agosto, as vendas de automóveis ligeiros cresceram 28%. A transição para um novo sistema de medição das emissões de CO2 gerou uma “antecipação de compras”.

As vendas de automóveis ligeiros cresceram 28% em agosto, segundo dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), que refere que a transição para um novo sistema de medição das emissões de CO2 gerou uma “antecipação de compras” deste tipo de veículos.

De acordo com a ACAP, no mês passado foram matriculados 15.281 automóveis ligeiros de passageiros novos, o que representa um crescimento de 28% face ao mesmo mês de 2017. O novo sistema de medição de emissões de CO2 WLTP (Worldwide Harmonized Light Vehicles Teste Procedure) entra em vigor este mês em substituição do NEDC (New European Driving Cycle).

Esta nova regulamentação implica a adoção de métodos para reduzir a discrepância entre os consumos anunciados e os consumos reais dos automóveis, estimando-se que possa provocar um agravamento no preço dos veículos, bem como a atualização das tabelas do Imposto Único Automóvel (IUC) e do Imposto sobre Veículos (ISV).

Inicialmente, o mercado acreditava que este impacto nos preços seria sentido já em setembro, no entanto, em 3 de agosto, as Finanças esclareceram que as tabelas do IUC e do ISV, por este motivo, só vão ser atualizadas através do Orçamento do Estado para 2019.

Entre janeiro e agosto, o número total de veículos matriculados em Portugal avançou 7,6%, face ao período homólogo, para 198.350 unidades, ainda de acordo com a ACAP.

Só em agosto, no total foram matriculados pelos representantes legais de marca a operar em Portugal 18.621 veículos, mais 25,4% em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Nos primeiros oito meses do ano, as matrículas de veículos ligeiros totalizaram 169.827, o que se traduziu num aumento de 8,4% em comparação com o mesmo período de 2017. Por seu turno, o mercado de ligeiros de mercadorias cresceu em agosto 17%, em comparação com o mês homólogo do ano anterior, para 2.894 unidades matriculadas.

Entre janeiro e agosto, foram registados 25.121 veículos, mais 3,9% do que no acumulado dos oito primeiros meses de 2017.

Já quanto ao mercado de veículos pesados, que engloba os tipos de passageiros e de mercadorias, verificou-se um aumento de 1,8% em agosto, face ao mesmo mês do ano anterior, para 446 veículos registados. Até agosto, as matrículas desta categoria totalizaram 3.402 unidades, menos 2,4% relativamente ao período homólogo de 2017.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros …

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …