Vem aí mais frio. Saiba o que fazer.

foto: shannonyeh.photography / flickr

foto: shannonyeh.photography / flickr

A partir de amanhã e pelo menos até quinta-feira as temperaturas vão baixar ainda mais. Os valores de temperatura que se têm feito sentir, abaixo do normal para um mês de novembro, acontecem de 10 em 10 anos, e a onda de frio deverá manter-se até ao próximo dia 5 de dezembro. A Protecção Civil e a Deco aconselham prudência e alguns cuidados.

Mantenha-se atento aos avisos das autoridades de saúde, do Instituto de Meteorologia e Geofísica e da Autoridade Nacional de Proteção Civil. Na estrada, tome particular cuidado com a geada, que torna o piso escorregadio. Em casa, a Protecção Civil chama a atenção para os sistemas de aquecimento (lareiras ou equipamentos eléctricos), para evitar intoxicações por inalação de gases.

A acumulação de monóxido de carbono em locais fechados pode ser fatal, pelo que deve deixar uma porta ou janela aberta para haver circulação do ar.

Temperaturas baixas agravam problemas cardíacos e respiratórios, como gripes e constipações. Em dias de mais frio, agasalhe-se bem e procure evitar mudanças bruscas de temperatura. Em situações extremas, o enregelamento e a hipotermia podem levar a amputações ou mesmo à morte. Vigie de perto crianças, idosos e doentes crónicos, que não têm grande percepção das mudanças climáticas.

Alguns conselhos da DECO para os dias de frio:

Encurte as horas entre refeições. Opte por sopas e bebidas quentes, como leite e chá. Se a saúde o permitir, ingira alimentos mais calóricos. É o caso do chocolate e dos frutos secos. Mas deve evitar as bebidas alcoólicas. O álcool faz o organismo libertar calor e arrefecer. Além disso, deprime o sistema nervoso central, o que diminui a capacidade de sentir o frio.

No banho, a água demasiado quente remove a protecção cutânea. Passe creme hidratante nas áreas mais expostas ao frio. Proteja sobretudo as mãos e os lábios, para não ficarem secos ou gretados.

Não pratique actividades físicas intensas, como correr ao ar livre. As temperaturas baixas não favorecem a circulação sanguínea e obrigam o coração a um esforço maior. No entanto, o exercício moderado aumenta a circulação sanguínea e a produção de calor. Mas evite arrefecer com peças de roupa transpiradas.

Vestir várias camadas de roupa é preferível a usar uma só peça, ainda que de tecido grosso. O ar entre as camadas funciona como isolante e ajuda a manter a temperatura.

Roupas muito justas ou que provoquem transpiração são desaconselháveis. As primeiras dificultam a circulação sanguínea e as segundas provocam perda de calor. Use ainda calçado isolante, para conservar a temperatura.

Proteja também o rosto, por exemplo, com um cachecol. Como se perde muito calor pela cabeça, o gorro é outro bom amigo.

Se for apanhado por uma chuva inesperada, mude de roupa o mais rápido possível. Meias ou outras peças molhadas não permitem conservar o calor.

O General Inverno não traz só coisas desagradáveis. Siga estas instruções e tem pelo menos uma boa desculpa para durante uns dias furar a dieta com o seu chocolate preferido e aquelas iguarias mais calóricas que compensam o mal que fazem com o bem que sabem.

ZAP / Deco

PARTILHAR

RESPONDER

Foi a escuridão (e não o frio) que ditou a extinção dos dinossauros

Uma nova investigação sobre o asteróide que causou a extinção dos dinossauros sugere que foi a escuridão, ainda antes do frio, que ditou o fim destes animais. De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram …

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …