Nem vegans, nem vegetarianos. É a dieta flexitariana que está a ganhar terreno em Portugal

Cerca de 9% da população portuguesa adoptou uma alimentação veggie, apostando no consumo de vegetais. Mas a nova tendência não são nem os vegetarianos que excluem a carne e o peixe da sua alimentação, nem os vegans que não consomem produtos de origem animal. A “moda” é a dieta flexitariana que permite o consumo de carne e de peixe de vez em quando.

Estes dados são divulgados pelo estudo “The Green Revolution – Edição de 2019” que foi feito pela consultora de inovação espanhola Lantern e que é divulgado pelo Público.

De acordo com esta análise, há, em Portugal, 764 mil adultos veggies, ou seja, pessoas que adoptaram uma alimentação vegetariana, vegan ou flexitariana. Está em causa apenas 9% da população portuguesa. Em Espanha, a percentagem de veggies é de 9,9%, de acordo com o mesmo estudo.

O crescimento das pessoas que adoptam uma dieta flexitariana revela uma maior preocupação com a saúde, como destaca ao Público um dos sócios da Lantern, David Lacasa, salientando que “74% dos flexitarianos adoptam esta dieta por essa razão”.

“Este tipo de consumidor entende que um maior consumo de verduras e leguminosas é mais saudável”, refere David Lacasa, notando que, por outro lado, “as dietas mais extremas, como o veganismo ou o vegetarianismo, são mais complexas de seguir e mais rígidas de implementar”.

O estudo apurou que, no último ano, “43% dos portugueses reduziram ou eliminaram totalmente o consumo de carne vermelha e 54% da população adulta reduziu ou cortou definitivamente o consumo de enchidos”, como cita o Público.

Entre as razões para este comportamento, além da intenção de seguir uma alimentação mais saudável, está também a preocupação com “a sustentabilidade e o bem-estar animal”. “No momento de escolher uma roupa, um perfume ou um produto de cosmética, mesmo os consumidores não veggies (51%) já revelam uma preocupação com a escolha de marcas ‘amigas do ambiente’ e que não testam em animais“, aponta David Lacasa.

Os resultados do estudo indicam também que 63% dos portugueses não compram produtos feitos em pele e que 44% prefere produtos farmacêuticos que não fazem testes em animais.

Mas “um em cada três veggies admite ser complicado ou muito complicado encontrar pratos adequados à sua dieta fora de casa, sendo que o grau de insatisfação com os produtos substitutos disponibilizados é superior a 55%”, aponta o estudo.

Este dado é visto por David Lacasa como uma oportunidade de negócio e, por isso, aconselha as marcas a olharem para “esta tendência” para apostarem “no factor inovação e, com isso, criar e acrescentar valor” aos seus negócios.

Neste momento, “são as pequenas empresas e as indústrias locais, mais artesanais, craft, as que melhor se estão a adaptar e a ganhar todo esse market share“, diz o sócio da Lantern, notando que “estão a assumir o espaço que as grandes empresas ainda estão a ‘deixar vago’”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A carne anda uma boa m****, cheia de antibióticos, vacinas, pesticidas e outras porcarias, o peixe cheio de plástico, antibióticos, hormonas e outras porcarias. E ainda pagar para isso? Estou fora.
    Tenho um amigo vegano que ele pratica o veganismo há mais de quarenta anos, ele diz que ser vegano em Portugal é quase impossível e por isso ele manda vir tudo de fora, desde sapatos, vestuário, alimentação e medicamentos naturais ecológicos e biológicos.

  2. Não concordo com “ fanatismos” . Está no nosso “ equilíbrio” o equilíbrio do universo !!! Sou da linha flexitariana ! Contudo não consumo carnes vermelhas , lácteos e ou produtos industrializado ( enlatados , precozinhados , etc) !

RESPONDER

A tecnologia ressuscitou o "plágio" de escritores medievais

Os trabalhos de autores medievais foram "ressuscitados" com a tecnologia do século XXI numa inesperada colaboração na Universidade de St Andrews, na Escócia. Um arquivo das obras de autores ingleses medievais, que revelava uma visão internacional …

Num cenário apocalíptico, a espécie humana poderia sobreviver "com populações na casa das centenas"

Cientistas de todo o mundo debruçam-se sobre a preparação das populações (e de abrigos) para sobreviver a um possível apocalipse. Para o antropólogo Cameron Smith, não seria necessário um número muito elevado de pessoas, desde …

Príncipe Harry diz que viver com a família real é "uma mistura entre o Truman Show e estar num zoo"

Depois de uma entrevista a Oprah Winfrey, o duque de Sussex faz novas revelações numa nova entrevista e descreve como era a sua vida antes de ir viver, primeiro para o Canadá e, depois, para …

Pentear o cabelo pode tornar-se uma tarefa mais fácil com a ajuda de um robô

Uma equipa de cientistas desenvolveu recentemente um braço robótico com uma escova de cabelo macia, equipada com uma câmara que ajuda o braço a "ver" e a avaliar a ondulação, para oferecer ao utilizador uma …

Benfica 4-3 Sporting | Águia vence dérbi espectacular

Mas que grande dérbi! Benfica e o novo campeão Sporting presentearam os adeptos com um jogo espectacular, um dos melhores dos últimos anos em Portugal, com futebol de ataque e golos, muitos golos. Foram nada menos …

Portugal é o 2.º país com mais divórcios e menos casamentos na UE

A taxa de casamentos na União Europeia caiu drasticamente nos últimos 55 anos, ao mesmo tempo que a taxa de divórcios subiu. Portugal é o segundo país onde esta tendência mais prevalece. De acordo com dados …

"É parte da nossa identidade". Pequena cidade na Suécia luta para preservar uma antiga língua moribunda

A organização Ulum Dalska, sediada numa pequena cidade sueca chamada Älvdalen, tem uma missão. Durante décadas, os seus membros têm trabalhado arduamente para ajudar a salvar a língua elfedaliana, um remanescente do nórdico antigo. "Tivemos a …

Papa diz que abuso infantil é uma espécie de “assassinato psicológico”

O Papa Francisco criticou hoje o abuso infantil dizendo que é “uma espécie de ‘assassinato psicológico’ e, em muitos casos, um cancelamento da infância” e pediu para “parar de encobrir” o fenómeno da pedofilia. Francisco falava …

Jerónimo considera “precipitado” discutir Orçamento de 2022 e “deitar borda fora” o atual

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou hoje “no mínimo precipitado” antecipar a posição do partido sobre o próximo Orçamento do Estado e “deitar borda fora” a concretização do atual. À margem de uma visita …

Plano da CIA para capturar Bin Laden originou um problema de saúde pública no Paquistão

Um novo estudo indica que um plano secreto da CIA para capturar Osama Bin Laden, no início de 2011, teve como consequência uma queda significativa das taxas de vacinação no Paquistão. O plano, que usava uma …