As vaquitas estão extinguir-se à nossa frente. Já só há 10 em todo o mundo

A vaquita marinha, o cetáceo mais pequeno do mundo, está à beira da extinção, havendo apenas cerca de dez criaturas vivas, segundo cientistas. O ser humano é o principal responsável pelo seu contínuo desaparecimento.

As vaquitas são um animal não muito conhecido no mundo marinho. O que faz sentido, visto que só há cerca de dez destes animais vivos. Na última semana, cientistas anunciaram que a sua população pode variar seis e 22 — no melhor dos casos.

O Phocoena sinus, ou vaquita marinha, é normalmente encontrado nas águas do norte do golfo da Califórnia. É também conhecido como marsuíno-do-golfo-da-califórnia, toninha-do-golfo, boto-do-pacífico e cochito.

A sua população tem vindo a diminuir com o passar dos anos. Ainda em 2016, o ZAP noticiava que restavam apenas cerca de 60 vaquitas em todo o mundo. Agora, quase três anos depois, o número de vaquitas é seis vezes menor.

O Comité Internacional para a Recuperação da Vaquita (CIRVA) anunciaram os números com base num programa de monitorização acústica realizado em 2018. Entretanto, desde a elaboração do estudo, foi anunciada a morte de mais uma vaquita.

De acordo com o Science Alert, na última terça-feira, a Sea Shepherd, organização de vida selvagem marinha, fez uma patrulha de rotina numa pequena área de refúgio de vaquitas na parte mais setentrional do golfo.

Esta pequena porção de água é o lar onde as poucas vaquitas que restam vivem. A utilização de redes para pesca é proibida por lei nesta zona, mas, mesmo assim, continuam a ser a causa de morte de muitos animais desta espécie.

“Uma das criaturas mais incríveis da Terra está prestes a ser varrida do planeta para sempre”, disse a advogada Sarah Uhlemann, diretora de programas internacionais do Centro de Diversidade Biológica, com sede nos EUA.

Apesar do México ter banido o uso de redes nesta zona, críticos afirmam que não houve reforço do policiamento marinho. O trabalho de combater o seu uso fica a encargo dos voluntários da Sea Shepherd, que durante a noite procuram e removem as redes. Só no ano passado, segundo o Science Alert, foram removidas quase 400.

Se pararmos as operações, a vaquita ficará extinta“, disse Jack Hutton, imediato da Sea Shepherd, à Associated Press no início do mês. “Sabemos que vamos continuar a ser atacados. Sabemos que estamos a arriscar as nossas vidas, mas se não o fizermos, a vaquita não tem chances”, acrescentou.

É possível ajudar a Sea Shepherd na proteção das vaquitas, fazendo uma doação única ou mensal à fundação, aqui.

ZAP // ScienceAlert

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É uma notícia que dá bem para pensar e reflectir sobre a atitude humana perante o planeta que habita e o futuro que lhe vai traçando.

RESPONDER

Homicídio com 32 anos resolvido com a menor amostra de ADN de sempre

Um caso de homicídio ocorrido há 32 anos, que muitos consideraram impossível de ser resolvido, foi finalmente desvendado (e tudo graças à amostra de ADN mais pequena de sempre usada para decifrar um caso). De acordo …

Braços robóticos controlados remotamente podem vir a realizar cirurgias delicadas

Um equipa de investigadores está a trabalhar para eliminar movimentos rígidos nos braços robóticos, de modo a torná-los mais ágeis. O objetivo é que no futuro estes possam empilhar pratos ou até realizar cirurgias delicadas. Os …

Alemão foi forçado a remover estátua do pai por esta se parecer com Hitler

Um alemão foi obrigado a retirar uma figura de madeira de um cemitério, que seria para homenagear o seu falecido pai, por ter semelhanças com o antigo ditador nazi. As autoridades do município de Weil im …

Podcast evita morte de um condenado (seis vezes)

Curtis Flowers foi julgado seis vezes pelo mesmo promotor de justiça. Um programa de investigação mudou o seu destino. O promotor continua a acreditar que Curtis é culpado. A própria equipa responsável pelo 60 Minutes, programa …

EUA venderam álbum único dos Wu-Tang Clan (que pertencia a Martin Shkreli)

O álbum do grupo Wu-Tang Clan, confiscado em 2018 ao antigo gestor de fundos Martin Shkreli, também conhecido como "o empresário mais odiado do mundo", foi agora vendido pelo Governo norte-americano. Num comunicado divulgado esta terça-feira, …

Bezos ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA para entrar na corrida da próxima viagem à Lua

O empresário norte-americano ofereceu 1,7 mil milhões de euros à NASA numa tentativa de reacender a batalha espacial entre a sua empresa, a Blue Origin, e a do "rival" Elon Musk, a SpaceX. De acordo com …

Clientes com certificado digital válido impedidos de entrar em restaurantes

Estão a ser reportados vários casos de clientes que, ao apresentarem o certificado digital para poderem entrar num restaurante, não conseguem fazê-lo porque o documento está a ser considerado inválido pelos dispositivos eletrónicos. Segundo a rádio …

Covid-19 trouxe "paranoia" ao mercado

Diretor do Norwich City, da Premier League, acha que os responsáveis por alguns clubes não sabem bem o que estão a fazer nos últimos tempos. O Norwich City iria jogar contra o Coventry City, num encontro …

Israel cria "task force" para reverter boicote da Ben & Jerry's na Cisjordânia

Israel criou uma task force para pressionar a empresa de gelados norte-americana Ben & Jerry's e a sua proprietária, Unilever, a reverterem a decisão de boicotar a ocupação israelita na Cisjordânia. "Precisamos de aproveitar os 18 …

Violência armada. 430 mortos na última semana nos EUA e 2021 pode ser dos piores anos de sempre

Só na semana passada registaram-se cerca de 430 mortos e mais de 1000 feridos associados a tiroteios, num ano que está a ser marcado pelo aumento da violência armada nos Estados Unidos. O ano passado foi …