Vai ser proibido fumar em locais públicos no México

Diretor-geral da OMS saudou o passo ousado do país e apelou aos outros governos que adotem estratégias semelhantes.

O governo mexicano implementou uma das leis mais agressivas no que respeita à proibição de fumar. De acordo com a nova medida, recentemente anunciada e aplicada, os fumadores vão deixar de poder desfrutar dos seus cigarros em hotéis, praias, parques — assim como todos os restantes locais públicos.

Para além desta proibição, também os estabelecimentos estão impedidas de promover ou patrocinar produtos de tabaco, o que também passa por não os ter expostos. A decisão trata-se de um avanço face a outra lei, em vigor desde 2008, que já estabelecia a proibição de fumar em bares, restaurantes e escritórios. A lei não visa apenas o tabaco tradicional, mas também os cigarros eletrónicos e os vapings.

Criticada por alguns, a lei já mereceu elogios do Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus. No Twitter, o responsável garantiu que a organização recebe de braços abertos “uma medida tão ousada para limitar o controlo do tabaco. Apelamos a todos os países para que reforcem as políticas contra o tabaco e que nos ajudem a prevenir oito milhões de mortes todos os anos”.

De acordo com o Raw Story, cerca de 142 milhões de pessoas utilizam produtos com tabaco no continente americano, dos quais 122 milhões são fumadores, com 1 milhão a morrer por ano. A OMS especifica, no seu site, que uma morte ligada ao tabagismo ocorre a cada 34 segundos. Já no México, 10% das mortes, cerca de 63 mil por ano, são atribuídas ao tabaco e à exposição ao fumo, aponta a mesma autoridade.

Como seria de esperar, nem todos estão felizes com a medida. Alguns, sobretudo fumadores, caracterizam a lei de draconiana, já que os fumadores ficam quase limitados ao espaço de sua casa para desfrutarem dos cigarros. Por outro lado, há ainda quem questione se a lei é aplicável, considerando que o elevado nível de supervisão que é necessário.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.