/

Vai a leilão a primeira selfie tirada no Espaço. É de Buzz Aldrin

1

Buzz Aldrin/NASA/c/o Christie's

A primeira selfie captada no Espaço, tirada por Buzz Aldrin durante a missão Apollo 11 da NASA em julho de 1969, vai a leilão através da casa Christie’s London, avança o jornal britânico The Guardian.

No momento em que esta peça foi escrita, a oferta para a histórica fotografia em causa rondava os 4.000 dólares, cerca de 3.391 euros.

O evento vai também leiloar outras imagens históricas: a única fotografia captada por Neil Armstrong na primeira vez que caminhou sobre a Lua, bem como a icónica fotografia “Earthrise”, na qual se pode ver a Terra a surgir atrás da superfície lunar.

“Através das suas câmaras, os astronautas que se tornaram artistas foram capazes de transmitir à Humanidade a beleza e a profundidade da sua experiência no Espaço, mudando para sempre a forma como nos vemos e o nosso lugar no Universo”, escreveu a Christie’s, num comunicado esta semana divulgado.

“A coleção é a coleção particular mais abrangente de fotografias da NASA já apresentada em leilão e abarca todos os marcos visuais do programa espacial, desde os primeiros dias de Mercúrio, os avanços técnicos do [projeto] Gemini e da órbita lunar até aos triunfos da missão Apollo”, pode ler-se na missiva.

Vão também a leilão a primeira imagem do outro lado da Lua, uma fotografia de Laika, o primeiro cão no Espaço, e a primeira imagem de toda a Terra tirada a partir do Espaço.

A maioria das fotografias foram arquivadas no Manned Spacecraft Center em Houston, cidade no estado norte-americano do Texas, antes de serem colocadas à venda.

Foi o colecionador de arte Victor Martin-Malburet quem reuniu, ao longo de 15 anos, as mais de 2.400 fotografias que agora vão a leilão, depois de estas terem sido exibidas em várias exposições em todo o mundo.

Tal como frisa o jornal britânico, não se sabe ao certo como é que Victor Martin-Malburet as adquiriu, nem porque é que as está a vender agora.

A Christie’s espera que algumas das fotografias mais procuradas ascendam aos 66.000 dólares (50.858 euros). O lote das fotografias pode ser consultado no site da leiloeira.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.