As primeiras vacinas de combate à covid-19 exigem conservação a temperaturas negativas. A ciência explica porquê

O mês de novembro trouxe notícias encorajadoras sobre a produção de vacinas de combate à covid-19. Contudo, tanto a promissora descoberta da Moderna como a da Pfizer /BioNTech, usam uma tecnologia que obriga a que as vacinas estejam armazenadas em temperaturas extremamente baixas.

Alguns laboratórios que estão a desenvolver pesquisas de vacinas optaram por usar o vírus SARS-CoV-2 inativado, outras decidiram usar a técnica vetorial com vírus não replicativo, ou seja neste caso o vírus é geneticamente modificado para reduzir a sua carga viral e evitar que se replique. Este tipo de vacinas, que seguem o modelo clássico, são as mais comuns.

Por sua vez, a Moderna e a Pfizer testaram e desenvolveram um novo tipo de vacina que usa um pequeno fragmento do RNA mensageiro do vírus (mRNA) para converter as células de um paciente.

A sequência de mRNA injetada pela vacina não é suficiente para causar os danos que um vírus completo faria, mas é o suficiente para que o nosso sistema imunológico aprenda a reconhecê-lo e seja capaz de desencadear uma resposta imunológica para combater futuras infeções.

Ao detetar a sequência da proteína o nosso sistema imunológico produz anticorpos e estimula as chamadas células T.

A construção da vacina

Num artigo do The Convsersation, os autores Luis Monje, José Miguel Sanz Anquela e Manuel Peinado Lorca explicam este processo.

Dada à fragilidade reativa de algumas biomoléculas, protegê-las não é fácil, pois as reações orgânicas obedecem cegamente aos genes.

De acordo com o artigo, para os biotecnologistas que trabalham com RNA, o problema é que esta é uma molécula que está sob constante ameaça de ser destruída pelas ribonucleases (RNases). As ribonucleases são a principal linha de defesa contra os agentes infecciosos que usam o RNA como informação genética e por isso são extremamente comuns.

O mecanismo de proteção utilizado em biotecnologia é o inibidor da ribonuclease (IR), que se liga a certas ribonucleases com maior afinidade, impedindo-as de “atacar” o RNA. O IR é usado na maioria dos laboratórios que estudam RNA para proteger as suas amostras da degradação por RNases ambientais em condições de laboratório.

Por isso, os biotecnologistas primeiro fizeram algumas modificações na estrutura molecular do mRNA para torná-lo mais estável. Basicamente, o que os cientistas fizeram foi modificar os nucleotídeos do mRNA usando versões modificadas mais estáveis. É algo como mudar alguns ingredientes do chocolate para que este não derreta muito sem perder a sua essência.

Para evitar qualquer erro, os investigadores não só precisam de fazer alterações químicas no mRNA e envolvê-lo numa camada protetora, como também necessitaram armazená-lo em baixas temperaturas até que as reações químicas parem.

Conforme a temperatura vai descendo, tudo isto acontece de uma forma mais lenta, portanto, as reações químicas desencadeadas pelas enzimas que bloqueiam o RNA são retardadas. É o mesmo que congelar os alimentos para evitar que se estraguem.

Por que razão são necessárias baixas temperaturas ?

Além do seu mecanismo de ativação imunológica, as duas vacinas com aprovação pendente têm algo em comum. Uma membrana de nano-partículas lipídicas que envolve o mRNA e o cobre com uma espécie de proteção. Nos diferentes lipídios utilizados pela Moderna e Pfizer / BioNTech residem as diferenças de temperatura que a preservação de suas respetivas vacinas exige.

A longo prazo, a vacina da Moderna pode ser armazenada a -20 ⁰C, enquanto a vacina da Pfizer / BioNTech precisa ser congelada a -70 ⁰C, uma temperatura ainda mais baixa do a que se faz sentir no inverno da Antártica.

Ambas as vacinas exigem que os pacientes recebam duas injeções com três semanas de intervalo. Isso significa duplicar os requisitos de capacidade, o que traz algumas complicações logísticas, como é o caso de centros de saúde, hospitais e outros locais de vacinação que neste momento não se encontram preparados para armazenar vacinas a  tão baixas temperaturas.

Para já, estão em processo de desenvolvimento os primeiros ensaios de uma vacina termoestável, mas ainda há um longo caminho a percorrer.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …