Tipo de vacina recebida pode determinar destinos das viagens

Duncan Chen / Flickr

Aeroporto Internacional Guangzhou Baiyun

No caso da União Europeia, será permitida a entrada durante o verão de americanos imunizados com vacinas aprovadas pela EMA, segundo sinalizou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Assim, as pessoas vacinadas com imunizantes das fabricantes chinesas Sinovac Biotech e Sinopharm vão provavelmente ser impedidas de entrar na região num futuro próximo, o que terá sérias consequências para a atividade empresarial global e o renascimento do turismo internacional.

Para cidadãos chineses que viajam para o exterior de forma regular e ocidentais que pretendem encontrar oportunidades de negócios na segunda maior economia do mundo, surge o dilema sobre que opção escolher.

Até agora, a China reconhece apenas as vacinas chinesas e os seus imunizantes ainda não foram aprovados nos Estados Unidos ou na Europa Ocidental.

A China tem tentado a todo o custo promover as suas vacinas contra a covid-19, sendo que até introduziu uma nova medida promete flexibilizar a entrada no país a todos os estrangeiros que aceitem ser inoculados com as injeções chinesas.

No entanto, estas regras podem fazer com que mais países se tornarem seletivos sobre quais imunizantes são reconhecidos, especialmente devido às diferentes taxas de eficácia, cria a possibilidade de as pessoas enfrentarem limitações para viajar, mesmo que totalmente imunizadas – com consequências para a atividade empresarial internacional e para o setor de turismo.

“Uma divisão global das pessoas com base na adoção da vacina só vai exacerbar e perpetuar os efeitos económicos e políticos da pandemia”, disse Nicholas Thomas, professor associado de segurança sanitária na Universidade da Cidade de Hong Kong.

Acrescentando que há o risco de o mundo ser dividido em silos de vacinas com base no nacionalismo de imunizantes, em vez da necessidade médica”.

A China não é o único país que restringe o acesso a pessoas imunizadas com determinadas vacinas. A Islândia atualmente omite imunizantes da China e da Rússia da lista de vacinas aprovadas para entrada, escreve o Jornal de Negócios.

A questão do reconhecimento de vacinas é fundamental para países dependentes do turismo, já que o setor global de viagens, que movimenta 9 biliões, está efetivamente paralisado desde o início da pandemia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …