Vacina chegará primeiro aos EUA e Europa. América latina só a terá em março ou abril

A vacina contra a covid-19 deverá chegar à América Latina em março ou abril de 2021, depois de ser distribuída pelos Estados Unidos e Europa, segundo o grupo farmacêutico que vai produzir a vacina de Oxford.

Até ao momento, ainda não foi aprovada para comercialização nenhuma das 175 vacinas que estão a ser desenvolvidas no mundo.

No entanto, a aprovação de algumas das vacinas deverá ocorrer em breve, ainda este mês ou no próximo, caso não surjam imprevistos, lembrou Hugo Sigman, fundador e diretor geral do grupo farmacêutico Insud, que irá produzir a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e da AstraZeneca.

As declarações do farmacêutico Hugo Sigman foram feitas esta quinta-feira durante o seminário online organizado pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e estão a ser citadas pela agência de notícias espanhola EFE.

Segundo o farmacêutico, ainda não é possível saber quanto tempo irão durar os anticorpos de uma pessoa vacinada, mas prevê-se que seja pelo menos um ano, à semelhança do que acontece com a vacina da gripe.

A vacina da Universidade de Oxford, juntamente com a candidata da Pfizer e da BioNTechque, são atualmente apontadas como as que têm mais hipóteses de serem as primeiras a ser submetidas à aprovação regulatória. “Todos os países iberoamericanos estão a fazer planos de compras muito importantes”, afirmou o farmacêutico.

Portugal autorizou a compra de 6,9 milhões

Em Portugal, o Governo autorizou a compra de 6,9 milhões de vacinas contra a covid-19, que vão custar 20 milhões de euros, através de um processo que está a ser coordenado entre países da União Europeia (UE).

Sobre as críticas de quem teme que os danos de tomar uma vacina sejam superiores aos benefícios, o farmacêutico garantiu que os mecanismos de segurança são “muito bons” e que “o custo-benefício de se vacinar é superior ao de não se vacinar”.

O objetivo é que pelo menos 70% da população seja vacinada para criar imunidade de grupo. O farmacêutico lembrou que a covid-19 veio fortalecer o processo de elaboração de um tipo de vacinas que já tinha sido iniciado com a prevenção de outros coronavírus.

Os laboratórios já estavam a trabalhar para combater a SARS (Severe Acute Respiratory Syndrome, que em português se traduz para Síndrome Respiratória Aguda Grave), que foi identificada pela primeira vez em 2003, assim como a MERS (Síndrome Respiratória do Médio Oriente), que surgiu em 2012.

Hugo Sigman manifestou-se ainda confiante quanto à forma como a pandemia deverá evoluir no próximo ano, uma vez que já serão conhecidas as medidas para o tratamento e prevenção da doença e porque haverá uma maior notificação dos casos assintomáticos, o que poderá diminuir a propagação do vírus.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 47,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 2.694 pessoas dos 156.940 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …

Fisco enviou 50 mil notificações de IUC indevidas e vai anulá-las

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 mil notificações indevidas para pagamento do IUC, que serão anuladas. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 …

A dança das cadeiras de Boris está a ser interpretada como uma preparação das próximas eleições

A remodelação governamental que Boris Johnson levou a cabo esta quarta-feira está a ser lida como uma preparação para as próximas eleições, ainda que o calendário político não exija uma ida às urnas antes de …

MP deteta omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF

O Conselho Superior do Ministério Público detetou falhas e omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF e a transferência das competências administrativas. O Diário de Notícias escreve, esta quarta-feira, que o …

Talibãs confiscam fortunas de antigos funcionários do Governo afegão

O novo Governo talibã confiscou milhões de dólares em dinheiro e ouro de antigos funcionário do Governo do Afeganistão. O Banco Central do Afeganistão, agora controlado pelos talibãs, diz ter confiscado mais de 10 milhões de …

Seis recordes (indesejados) no Sporting-Ajax

Aos 68 segundos já havia um registo inédito em Alvalade. FC Porto continua bem fora de casa, Atlético de Madrid continua mal em casa. Pelo segundo ano consecutivo, o início do Sporting numa competição europeia foi …