Utentes da ADSE vão pagar menos

(dr) Hospital de São João

A garantia é do Presidente do subsistema de saúde dos funcionários do Estado, que garante que os utentes da ADSE vão pagar menos com as novas tabelas.

Embora admita que a nova tabela que entrou este domingo em vigor não esteja completa, dado que ainda há áreas onde não foi possível chegar a acordo com os operadores privados, Carlos Liberato Batista garante que os utentes da ADSE “vão pagar menos, sim”.

A garantia foi dada à Renascença pelo presidente do subsistema de saúde dos funcionários públicos, cujas tabelas passam agora a incluir limites máximos nos preços dos atos médicos, resultando numa descida do copagamento por parte dos utentes beneficiários.

“Na altura de pagar, o utente só tem de pagar 20% de um valor fixo e não de um valor que muitas vezes é indeterminado e que pode ser muito mais alto do que o que é o valor por hora fixado”, explica.

No entanto, ainda há muitas negociações ainda em curso, como na área dos procedimentos cirúrgicos, na qual “até agora só conseguimos chegar a acordo em 112” de um total de 350. “Portanto, ainda faltam 240 procedimentos que vamos continuar a discutir com os operadores privados”, afirma.

Os privados, por sua vez, não se mostram contentes com as propostas apresentadas. Óscar Gaspar, presidente da Associação de Hospitalização Privada, diz à Renascença desconhecer qualquer estudo que justifique os cortes pretendidos pela ADSE.

“Recebemos esta errata da ADSE na passada segunda-feira, às 22h30, e sem nenhum tipo de quantificação. Essa é uma das críticas que apontamos”, afirma, confirmando que os hospitais não sabem quanto vão perder com as novas tabelas.

Assim, Óscar Gaspar considera a nova tabela “incompleta, desajustada e desatualizada, na qual os próprios médicos não se reveem, porque aquilo que está na tabela atual já não tem correspondência com nada”.

As negociações entre a ADSE e os hospitais privados vão prosseguir, estando marcada uma nova reunião para esta semana.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. É justo. Também trabalham menos horas por semana, logo também devem pagar menos. Os do privado que se f****

      • Quer chegar ao ponto que nesta republica das bananas, há cidadãos de primeira e cidadão de segunda, uns a trabalhar para outros gozarem, quantos mais exemplos quer?

        Porque é que uns tem obrigações que outros não tem assim como uns tem direitos que os outros não tem?

        Já agora veja esta noticia dos chulos que nos governam e continuam a atirar areia para os olhos dos tristes como o sr…

        https://zap.aeiou.pt/estado-gastou-pib-197674

        • Ó Caixa automática, pelo modo como fala, fico com a impressão que Vc. é o Duas velocidades, e cada vez menos consigo entender onde quer chegar. Por isso pergunto-lhe:
          1- Que há cidadãos de primeira e de segunda todos sabemos disso. Mas quais são? Dê só dois exemplos para que eu o entenda e chegue à conclusão de que estamos (ou não) a falar dos mesmos.
          2 – Quanto a obrigações, quais são os que as têm e quais os que não as têm?
          3 – Sobre a notícia que sugeriu que eu visse, eu já a conhecia. Mas o que é que essa notícia tem que ver com o assunto aqui em questão, que é o da prestação de cuidados de saúde?
          4- Por último, por que me chama triste? O Sr. conhece-me? Aconselho-o a pelo menos fingir que é inteligente.

  2. Até agora este subsistema de saúde tem funcionado mais ou menos. Em 2017 o nº de “personagens” que passou a fazer parte da sua direcção/administração aumentou exponencialmente. Nunca cheguei a entender as razões desse alargamento, mas desde logo fiquei com a pulga na orelha.
    O que agora está a acontecer não me parece que seja para bem dos utentes, mas espero estar enganado.
    Aguardemos, atentos.

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …