Ficaram vazias 74% das vagas criadas na Universidade para a “via verde” do Ensino Profissional

Wikimedia

Um documento revela que 74% das vagas criadas no Ensino Superior, ao abrigo da chamada “via verde” para o Ensino Profissional, um regime especial de acesso à Universidade, ficaram vazias.

“Menos de 700 alunos entraram no Ensino Superior através do concurso especial criado no ano lectivo passado” para o Ensino Profissional, destaca o Público com base num relatório da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES) que foi entregue ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

Esse documento aponta que as vagas que não tiveram ocupação, em 2020, “foram significativas”. Assim, quase três quartos dos lugares terão ficado por preencher.



A “via verde” para o Ensino Superior dos alunos dos cursos profissionais permitiu abrir 2615 vagas, sendo que 2068 eram em cursos de institutos politécnicos.

Mas, após as duas fases de ingresso na Universidade, apenas se matricularam 671 alunos oriundos do Ensino Profissional por via deste concurso especial de acesso.

Os outros 4719 estudantes que entraram na Universidade, a partir do Ensino Profissional, fizeram-no através do concurso nacional de acesso que abrange todos os estudantes. Isto significa, para os alunos dos cursos profissionais, estudar mais, pois, nas suas áreas de ensino, não abordam algumas das matérias que saem nos exames nacionais.

O presidente da Associação Nacional de Escolas Profissionais (Anespo), Luís Presa, acredita que estes dados indicam que houve “falhas na comunicação” do novo sistema de acesso ao Superior.

“A informação não chegou de forma clara e atempada aos alunos“, aponta em declarações ao Público.

Também o presidente da CNAES, António Fontainhas Fernandes, salienta no jornal que o processo da “via verde” para o Superior foi feito “muito em cima da hora”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois, seria interessante saber os cursos que ficaram com vagas por preencher. Será que foram alguns dos muitos cursos que praticamente não têm alunos?
    Sinceramente, parece-me estranho terem ficado vagas por ocupar em cursos com muita procura, em que as vagas “tradicionais” esgotam.
    Talvez as vagas tenham sido distribuídas principalmente por cursos que ninguém quer (qual seria o objetivo?…), e talvez os alunos do professional não tenham sido menos criteriosos do que os alunos “tradicionais”…

    Infelizmente, em Portugal muitas licenciaturas não preparam os alunos para coisa alguma. Muitos cursos têm mais professores do que alunos. Essas licenciaturas parece que existem unicamente para dar trabalho aos professores, e os poucos alunos que se formam nesses cursos depois não arranjam trabalho porque o pouco que há é monopolizado precisamente pelos professores e pelas universidades que os formaram. Há coisas do diabo..

RESPONDER

Comissão Europeia envia primeiro “cheque” do PRR na próxima semana

A Comissão Europeia irá fazer o pagamento da primeira verba do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) no decorrer da próxima semana. Na sessão de assinatura dos contratos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União …

Marcelo pede ao TC fiscalização do artigo 6.º da Carta de Direitos na Era Digital

O Presidente da República pediu, esta quinta-feira, ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital em vigor, tendo em conta o "importante debate público" sobre …

Portugal regista mais 10 mortes e 3009 casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais 10 mortes e 3009 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3009 novos …

Ministra da Coesão diz que Portugal vai precisar de imigrantes

A ministra da Coesão Territorial disse hoje que a perda de população é preocupante e que Portugal vai ter de trabalhar numa política de imigração muito ativa e acolhedora para fazer face aos investimentos previstos. "Estando …

Testes rápidos serão gratuitos até ao final de agosto

A comparticipação a 100% dos testes rápidos de antigénio (TRAg), que vigorava até final do mês, foi alargada até 31 de agosto, segundo uma portaria esta quinta-feira publicada em Diário da República. "Perante a atual situação …

Tiago Antunes acusa Rui Rio de usar Constituição como "moeda de troca" para agradar ao Chega

No podcast Política com Palavra do PS, o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Tiago Antunes, acusou Rui Rio de propor a revisão da Constituição e do sistema eleitoral como "moeda de troca" para o …

Pedro Nuno Santos quer receitas da rodovia a ajudar a financiar a ferrovia

Há dois anos, o ministro defendia a possível separação da REFER das Estradas de Portugal. Agora, volta atrás e quer que as receitas de rodovia ajudem a financiar a ferrovia. O Ministro das Infraestruturas e da …

A China está a construir 110 novos silos nucleares. Estados Unidos estão preocupados

Na segunda-feira, a Federação de Cientistas Americanos (FAS) publicou um relatório no qual denuncia a existência de um campo de instalações nucleares perto da cidade de Hami, na província chinesa de Xinjiang. Estarão a ser …

Inglaterra desconfinou totalmente. Então, porque estão os novos casos a descer?

O fim das restrições a 19 de Julho fez soar alarmes por toda a Europa sobre o possível aumento exponencial de casos. Na verdade, o número de novos casos tem vindo a descer e a …

Siza Vieira admite possibilidade de "alargar" funcionamento das atividades económicas

O ministro de Estado e da Economia disse que o Conselho de Ministros desta quinta-feira vai analisar "todas as medidas restritivas" atualmente em vigor e terá a possibilidade de "alargar" o funcionamento das atividades económicas. "Eu …