Um mito arrepiante sobre a Disneyland acabou de ser confirmado

A Disneyland é conhecida por ser o lugar mais feliz do Mundo. Mas há mitos por trás do mundo encantado da Disney e um dos mais tenebrosos acabou de ser confirmado: é um dos locais preferidos para deixar cinzas de entes queridos.

No Disneyland Park, em Anaheim, Califórnia, e no Walt Disney World, em Bay Lake, na Flórida, isto acontece com tanta frequência que os funcionários têm um código especial quando identificam qualquer sinal de cinzas: “limpeza HEPA”.

A equipa, de seguida, vem com um aspirador de pó equipado com um filtro de ar de alta eficiência (HEPA), projetado especificamente para apanhar as partículas mais finas e aspirar os restos.

“As cinzas humanas são espalhadas em canteiros de flores, em arbustos e em relvados do Magic Kingdom; fora dos portões do parque e durante fogos de artifício; no parque dos Piratas das Caraíbas e no fosso debaixo dos elefantes voadores da viagem de Dumbo”, relata o Wall Street Journal.

Mais frequentemente, de acordo com guardas e funcionários do parque, foram espalhadas na Mansão Assombrada, a atração de 49 anos que conta com uma estranha e antiga propriedade cheia de fantasmas imaginários, acrescenta o jornal.

Os restos resultantes da cremação não são cinzas no sentido comum. Durante o processo de cremação, o tecido mole vaporiza sob o calor extremo tudo o que resta é o osso calcinado, que é esmagado, ficando em pó.

Por causa do calor, qualquer micro-organismo presente no corpo também é queimado, por isso não há risco para a saúde pública. Mas isso não significa que a Disney os queira espalhado no parque.

“Este tipo de comportamento é estritamente proibido e ilegal“, disse um porta-voz da Disney. “Os hóspedes que tentarem fazê-lo serão retirados da propriedade.”

De facto, na maioria dos Estados Unidos, espalhar cinzas em propriedade privada sem autorização, incluindo em parques de diversão, museus e estádios, pode levar a penas de multa ou serviço comunitário. Isso. Em 2005, um homem foi detido e acusado de invasão por espalhar as cinzas da mãe num estádio desportivo.

Há lugares nos EUA em que é permitido deixar cinzas, como os parques nacionais, desde que se tenha permissão e seja feito afastado das áreas de tráfego intenso, por exemplo, trilhos de caminhada e parques infantis.

O mar também é permitido, mas apenas a uma distância de pelo menos três milhas náuticas da terra (equivalente a 5,5 quilómetros).

Os fosfatos no pó ósseo calcinado são fertilizantes naturais, o que pode estimular o crescimento das plantas. Por outro lado, as cinzas humanas podem ter um alto teor de sal e também um pH alto, que pode ser tóxico para certas plantas.

Há leis semelhantes na Austrália e no Reino Unido, onde é permitido espalhar cinzas em terras públicas ou privadas, desde que se tenha a permissão do proprietário.

ZAP // N+1 / Science Alert

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E no metro em NY é permitido então…. foi altamente publicitado que por lá espalharam as cinzas de um português que perdeu a vida em NY… Será que não é um local público???? Até me arrepia respirar o ar dentro das estações de metro de NY quando lá vou, só de pensar, que estou a a respitar as cinzas daquele Senhor coitado….Mas claro há sempre exceções á regra, basta ser-se “conhecido”

RESPONDER

Morreu a atriz Mya-Lecia Naylor. Tinha 16 anos

A atriz, cantora e modelo britânica Mya-Lecia Naylor morreu no último dia 7, na sequência de um desmaio, mas a notícia só veio a publico esta quinta-feira. A causa da morte precoce de Mya-Lecia Naylor, com …

Embarcação de pesca localizada. Tripulantes estão bem

A embarcação de pesca que estava incontactável desde a noite de quarta-feira foi hoje encontrada e todos os tripulantes estão bem de saúde, disse à Lusa fonte da Marinha. Segundo o porta voz da Marinha, comandante …

Site expôs falhas em plugins Wordpress. Hackers agradeceram e invadiram 160 mil sites

Um trio de vulnerabilidades zero-day em plugins do WordPress deixou 160 mil sites expostos a ataques na última semana. O termo zero-day é usado para descrever uma ameaça que não foi corrigida ou que ainda …

Comissária de bordo em coma depois de contrair o vírus do sarampo

Uma comissária de bordo de Israel, de 43 anos, está em coma profundo há dez dias depois de contrair o vírus do sarampo. Segundo as autoridades de saúde israelenses, a mulher tem encefalite - ou …

Eintracht vs Benfica | Golos fora custam eliminação

Os dois golos que o Eintracht de Frankfurt marcou em Lisboa, na semana passada, acabaram por ser decisivos nos quartos-de-final da Liga Europa. Os alemães venceram o Benfica em casa por 2-0, num jogo em …

Gangue partia membros do corpo a pessoas vulneráveis e encenava acidentes para receber indemnizações

Um grupo criminoso em Palermo (Sicília) encenava acidentes de viação e partia membros do corpo às alegadas vítimas, a fim de receber indemnização de seguros. O esquema, que já levou à prisão mais de 40 …

Rival para Alexa e Siri. O Facebook também quer ouvir a sua voz

O Facebook está a trabalhar num novo assistente de voz para competir com a Siri, da Apple, e a Alexa, da Amazon. O projeto começou em 2018 e ainda não tem data de divulgação. O projeto …

O "polencalipse" chegou aos Estados Unidos

No início da semana, o fotógrafo Jeremy Gilchrist capturou algumas imagens incríveis do fenómeno que batizou de "Polenpocalypse" em Durham, Carolina do Norte. A cidade de Durham, na Carolina do Norte, Estados Unidos, declarou no início …

Candidato à presidência da Guatemala detido nos EUA por tráfico de cocaína

As autoridades norte-americanas detiveram na quarta-feira o candidato presidencial da Guatemala Mario Estrada Orellana, acusado por um tribunal federal de Nova Iorque de conspirar para importar cocaína. Estrada Orellana, do partido Unión del Cambio Nacional (UCN, …

Consumidores estão a gastar mais. Televisões e smartphones foram os mais vendidos em 2018

Em 2018 as vendas a retalho cresceram 3,4%, para quase 21 mil milhões de euros. O sector não alimentar foi o que mais contribuiu. São dados do barómetro de vendas da Associação Portuguesa de Empresas de …