//

Um espetáculo “dançante” de luz ultravioleta ajuda as plantas a crescerem mais rápido

Um designer holandês criou uma instalação de luz ultravioleta nas plantações para ajudar as plantas a crescerem de forma mais rápida e sustentável.

O projeto, que é a última criação de Daan Roosegaarde, chama-se GROW.

Segundo o Interesting Enginnering, a instalação é um paisagem etérea luminosa onde luzes ultravioletas azuis e vermelhas parecem fazer as várias filas de plantas balançarem numa “dança mágica”.

As luzes coloridas brilham verticalmente em 20 mil metros quadrados de terras agrícolas nos Países Baixos. As colheitas parecem normais durante o dia, mas à noite transformam-se numa peça viva de arte multicolorida.

Inspirado por “receitas científicas de luz”, GROW melhora o crescimento e a resiliência das plantas.

A iluminação é inspirada por tecnologias fotobiológicas da ciência da luz que demonstraram como uma mistura de iluminação ultravioleta, vermelha e azul pode aumentar o crescimento das plantas de forma sustentável, reduzindo a necessidade de pesticidas em até 50%, segundo explicou Roosegaarde.

Como acontece com a maioria das artes, há um significado mais profundo para a criação de GROW. “GROW pode ser bom para a natureza, mas também envia uma luz de esperança para as pessoas. Dá um novo significado à palavra ‘agricultura’ ao reformular a paisagem como uma obra de arte cultural viva”, afirmou o designer.

“O projeto GROW é um projeto fascinante e apoiado por investigações científicas que mostram receitas de luz específicas podem aumentar o crescimento e reduzir o uso de pesticidas em até 50%”, disse Jason Wargent, Diretor de Ciência da BioLumic e especialista líder mundial em fotobiologia de plantas.

A maior parte das pessoas mal notam os hectares de terras agrícolas que as cercam enquanto passam rapidamente por eles ao longo das autoestradas. No entanto, os agricultores e as suas culturas desempenham um papel importante na vida de todos.

Melhorar a forma como as plantações crescem é uma tarefa importante, como pode ser visto através de outras iniciativas, como o uso de drones para pulverizar proteções para as plantas com mais eficiência ou o uso de inteligência artificial (IA) e robôs para cultivar as plantações verticalmente. 

  Maria Campos, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.