Em apenas um ano, escolas perderam 25 mil alunos

USP Imagens

O pré-escolar perdeu quase 15 mil crianças e só no 2.º ciclo registou-se uma diminuição de mais de 5.500 alunos. A tendência inverteu-se no secundário.

As escolas portuguesas perderam mais de 25 mil alunos no passado ano letivo, quando comparado com o ano anterior, sendo o pré-escolar o nível de ensino mais afetado, segundo dados do Ministério da Educação divulgados esta segunda-feira.

No ano passado, havia 1.627.751 crianças e jovens nas escolas públicas e privadas desde o pré-escolar até ao ensino secundário, revelam resultados preliminares do Recenseamento Escolar 2017/18 da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC).

Comparando com o ano letivo anterior, houve uma diminuição de quase 26 mil alunos, com destaque para o pré-escolar que perdeu quase 15 mil crianças, segundo os dados disponíveis.

Apenas o ensino secundário teve um aumento do número de alunos. No ano passado havia quase 401 mil estudantes inscritos entre o 10.º e os 12.º anos de escolaridade, mais 0,3% do que no ano anterior. Nos restantes anos, a crise demográfica e a quebra de natalidade nos tempos da crise económica voltaram a fazer-se sentir nas salas de aula.

No 1.º ciclo, as escolas perderam cerca de quatro mil crianças, passando para pouco mais 401 mil alunos no ano letivo de 2017/2019, uma redução de quase 1%. No 2.º ciclo, registou-se uma diminuição de mais de 5.500 alunos. No ano passado passou a haver 220 mil alunos no 5.º e 6.º anos de escolaridade, menos 2,5%. A diminuição de alunos foi menos sentida no 3.º ciclo, que passou de 370 mil para 266 mil estudantes, menos 1,2%. No ensino secundário, o número de alunos aumentou de 399.775 para quase 401 mil.

Os dados agora divulgados mostram que também houve mais alunos a optar pelos cursos profissionais. Em relação ao ano letivo de 2016/2017, mais de dois mil estudantes escolheram a via profissional.

O Ministério da Educação sublinha, em comunicado, que mesmo com a redução global de alunos, a tutela aumentou o número de docentes. “A rede pública foi reforçada com mais dois mil docentes” em relação ao ano anterior, lembra o ME, referindo que este aumento serviu para “aprofundar a qualidade e inclusão do sistema educativo, através de medidas como o Plano Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, o Apoio Tutorial Específico, a Redução do Número de Alunos por Turma”.

Além disso, o ME aponta o facto de em 2017/18 mais de 85 mil adultos terem frequentado as modalidades de educação e formação, o que representa “um aumento de quase 11% face ao ano anterior e resulta de uma política de promoção da aprendizagem ao longo da vida e de valorização da população ativa, nomeadamente, através do Programa Qualifica”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …

"Ganhámos a primeira batalha". Presidente renova estado de emergência

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou oficialmente a renovação do estado de emergência nesta quinta-feira por mais quinze dias, prolongando-se este estado de exceção até 17 de abril. Numa mensagem ao país a …