Uber discrimina mulheres e negros, conclui estudo do MIT

UBER.com

-

Trajectos mais demorados e mais caros para as mulheres e tempos de espera e viagens canceladas para os passageiros negros, eis aquilo que um estudo de dois anos, feito por três universidades norte-americanas, conclui na análise aos serviços da Uber e da Lyft.

Feito com passageiros e motoristas da Uber e da Lyft, nas cidades de Boston e de Seattle, este estudo envolveu cerca de 1.500 viagens e concluiu que as duas aplicações de transportes discriminam os negros e as mulheres.

Realizado por investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), da Universidade Stanford e da Universidade de Washington, a investigação constatou que os motoristas da Uber e da Lyft cancelaram de forma desproporcional o transporte de passageiros com nomes que soavam afro-americanos.

“A média de cancelamentos para nomes que soavam afro-americanos foi  duas vezes mais frequente em comparação com nomes que soavam brancos”, salientam os autores no estudo divulgado no site do Gabinete Nacional de Pesquisa Económica.

A investigação ainda concluiu que os passageiros negros esperam mais tempo pelo serviço e que há “evidências de que os motoristas levaram passageiras mulheres para viagens mais longas, mais caras, em Boston”, constata-se no estudo.

“A viagem adicional a que as passageiras mulheres são expostas parece ser uma combinação entre lucrar e flirtar com uma audiência cativa”, notam os investigadores.

O estudo teve um grande impacto nos EUA e já levou o senador Al Franken a escrever uma carta aberta às duas empresas, na qual as questiona sobre os “esforços” levados a cabo na tentativa de “atacar o problema da discriminação”.

As duas empresas já reagiram ao estudo, negando qualquer forma de discriminação.

“A discriminação não tem lugar na sociedade e não tem lugar na Uber“, garante a aplicação de transportes num comunicado enviado à BBC, salientando que acredita que está, pelo contrário, “a ajudar a reduzir as desigualdades de transporte”.

Por seu turno, o porta-voz da Lyft, Adrian Durbin, auto-elogia o “impacto positivo” que a sua empresa tem “nas comunidades de cor, conforme cita a BBC.

“Por causa da Lyft, pessoas a viverem em áreas mal servidas – que os táxis historicamente negligenciaram – são agora, capazes de acederem a viagens convenientes e acessíveis”, destaca Durbin, garantindo que a empresa não tolera “qualquer forma de discriminação”.

SV, ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pois cá entre nós não! Sou grande utilizador da Uber desde o dia da manifestação da Antral, que constituiy o melhor Marketing à Uber e pelo facto estou-lhes muito grato!
    Ja andei com motoristas do sexo feminino e outros de “cor” embora não saiba muito bem o que é isso da cor porque todos temos uma e apenas os estúpidos e ignorantes poderão descriminar com base nela.
    E todas essas viagens foram óptimas!
    VIVA A UBER! ABAIXO A ANTRAL!

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …