Uber discrimina mulheres e negros, conclui estudo do MIT

UBER.com

-

Trajectos mais demorados e mais caros para as mulheres e tempos de espera e viagens canceladas para os passageiros negros, eis aquilo que um estudo de dois anos, feito por três universidades norte-americanas, conclui na análise aos serviços da Uber e da Lyft.

Feito com passageiros e motoristas da Uber e da Lyft, nas cidades de Boston e de Seattle, este estudo envolveu cerca de 1.500 viagens e concluiu que as duas aplicações de transportes discriminam os negros e as mulheres.

Realizado por investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), da Universidade Stanford e da Universidade de Washington, a investigação constatou que os motoristas da Uber e da Lyft cancelaram de forma desproporcional o transporte de passageiros com nomes que soavam afro-americanos.

“A média de cancelamentos para nomes que soavam afro-americanos foi  duas vezes mais frequente em comparação com nomes que soavam brancos”, salientam os autores no estudo divulgado no site do Gabinete Nacional de Pesquisa Económica.

A investigação ainda concluiu que os passageiros negros esperam mais tempo pelo serviço e que há “evidências de que os motoristas levaram passageiras mulheres para viagens mais longas, mais caras, em Boston”, constata-se no estudo.

“A viagem adicional a que as passageiras mulheres são expostas parece ser uma combinação entre lucrar e flirtar com uma audiência cativa”, notam os investigadores.

O estudo teve um grande impacto nos EUA e já levou o senador Al Franken a escrever uma carta aberta às duas empresas, na qual as questiona sobre os “esforços” levados a cabo na tentativa de “atacar o problema da discriminação”.

As duas empresas já reagiram ao estudo, negando qualquer forma de discriminação.

“A discriminação não tem lugar na sociedade e não tem lugar na Uber“, garante a aplicação de transportes num comunicado enviado à BBC, salientando que acredita que está, pelo contrário, “a ajudar a reduzir as desigualdades de transporte”.

Por seu turno, o porta-voz da Lyft, Adrian Durbin, auto-elogia o “impacto positivo” que a sua empresa tem “nas comunidades de cor, conforme cita a BBC.

“Por causa da Lyft, pessoas a viverem em áreas mal servidas – que os táxis historicamente negligenciaram – são agora, capazes de acederem a viagens convenientes e acessíveis”, destaca Durbin, garantindo que a empresa não tolera “qualquer forma de discriminação”.

SV, ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pois cá entre nós não! Sou grande utilizador da Uber desde o dia da manifestação da Antral, que constituiy o melhor Marketing à Uber e pelo facto estou-lhes muito grato!
    Ja andei com motoristas do sexo feminino e outros de “cor” embora não saiba muito bem o que é isso da cor porque todos temos uma e apenas os estúpidos e ignorantes poderão descriminar com base nela.
    E todas essas viagens foram óptimas!
    VIVA A UBER! ABAIXO A ANTRAL!

RESPONDER

Advogados podem ter de processar os próprios familiares para conseguirem subsídio

Os advogados terão de provar a quebra de rendimentos - poderão ter de desencadear ações judiciais contra os próprios familiares que se recusarem a sustentá-los - para acederem a um subsídio destinado a compensá-los pela …

Suécia pondera alterar estratégia e aplicar medidas mais drásticas em Estocolmo

Depois de um grande aumento de casos na capital do país durante a última semana, as autoridades suecas ponderam alterar toda a sua estratégia de combate à pandemia e adotar novas medidas. A Europa foi considerada …

"O PS não se pode calar." Líder parlamentar promete combate à extrema-direita

Para a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, os tempos atuais "não estão para brincadeiras ou para aventureirismos". A líder parlamentar do PS prometeu, esta terça-feira, o combate político aos "populismos" oriundos de correntes de …

"Nem fria, nem quente." China não quer nenhuma guerra

O Presidente chinês, Xi Jinping, assegurou que o país não quer nenhuma guerra e acredita que "a Humanidade vencerá a batalha" da covid-19. Xi Jinping assegurou, esta terça-feira, que a China não quer nenhuma guerra “nem …

Pegadas com 120 mil anos mostram como é que os humanos saíram de África

Uma equipa de investigadores encontrou centenas de pegadas na Arábia Saudita que podem retratar como é que os antigos humanos saíram de África para a Eurásia. Há cerca de 120 mil anos, naquilo que hoje é …

Nélson Semedo oficializado no Wolves de Nuno Espírito Santo

O Wolverhampton oficializou esta quarta-feira nas redes sociais a contratação do português Nélson Semedo, que terminou o vínculo com o Barcelona. Depois de três épocas ao serviço da equipa catalã, o jogador de 26 anos …

Líder da JSD propõe aliança entre PSD, CDS e IL nas autárquicas de 2021

O líder da JSD, Alexandre Poço, apelou aos presidentes do PSD, CDS-PP e Iniciativa Liberal para um acordo de centro-direita nas eleições autárquicas de 2021, sublinhando que o debate político está cada vez mais …

Jota não entra nas contas de Jesus. Florentino cada vez mais perto do Mónaco

Diogo Jota e Florentino Luís devem deixar a Luz nesta temporada por empréstimo, segundo escreve a imprensa desportiva esta quarta-feira. Jota deverá em breve deixar o Benfica e rumar a Inglaterra por empréstimo, avança o …

Se o próximo Orçamento for "mais do mesmo", PCP vota contra

Se o próximo Orçamento do Estado for mais do mesmo, Jerónimo de Sousa garante que o PCP vai votar contra. Esta manhã, em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa admitiu que o PCP poderá votar …

Cientistas desenvolvem adesivo para verificar (sem dor) níveis de glicose

Cientistas desenvolveram um sensor que dizem poder penetrar a pele, sem dor associada, para conduzir testes de diagnóstico para condições de saúde como pré-diabetes. De acordo com o site Science Alert, a equipa de cientistas investigou …