U.Lisboa entre as 250 melhores universidades do mundo. Harvard é nº 1

Manuelvbotelho / Wikimedia

Reitoria da Universidade de Lisboa

Reitoria da Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa está entre as 250 melhores instituições de ensino superior do mundo, tendo subido mais de cem lugares no Ranking de Xangai, que continua a ser liderado pelas universidades americanas de Harvard e Standford.

As seculares instituições de ensino norte-americano, Harvard e Stanford, continuam a ocupar os dois primeiros lugares do “Academic Ranking of World Universities”, uma das mais prestigiadas avaliações feita às instituições de ensino superior pela Universidade Jiao Tong de Xangai.

Das mais de 1200 universidades analisadas, apenas 500 entram nesta lista, que este ano conta com três portuguesas: a Universidade de Lisboa, que fica próximo de um 200.º lugar; a Universidade do Porto e a de Coimbra (no grupo das 301-400 melhores e das 401-500 melhores, respetivamente).

A Universidade de Lisboa, que resultou da fusão entre a Técnica e a Clássica, é pela primeira vez avaliada como uma única instituição e sobe mais de cem lugares no ranking, pertencendo agora ao grupo que reúne as classificadas entre as 201.º e as 300.ª posições.

A lista só discrimina os lugares das universidades até ao 100.º lugar, criando depois grandes grupos (201-300; 301-400 e 401-500). No entanto, olhando para o gráfico percebe-se que a Universidade de Lisboa está entre as primeiras do seu grupo.

No ano passado, a Universidade Clássica ocupava uma posição algures entre o 301.º e o 400.º lugar e a Técnica entre o 401-500.

Já a Universidade de Coimbra, que entrou no ano passado pela primeira vez para o ranking, manteve-se inalterável em relação aos resultados conseguidos em 2013.

Além do ranking geral, Xangai faz também uma outra avaliação por grandes áreas do conhecimento e, neste campo, a Universidade de Lisboa surge no grupo das 76-100 melhores na área da Engenharia/Tecnologia e Ciências da Computação, seguindo-se depois a Universidade de Aveiro e a do Porto (ambas no grupo 151-200).

Harvard lidera ranking dominado por universidades americanas

O ranking de Xangai é feito tendo em conta inúmeros itens, tais como o desempenho académico per capita mas também as citações de artigos científicos realizados por investigadores das universidades; o número de alunos e professores que receberam o Prémio Nobel ou o Fields Medals também é tido em conta assim como os artigos publicados nas publicações Nature e Science.

Os resultados do ranking da Universidade Jiao Tong de Xangai mostram que as instituições norte-americanas continuam a liderar, já que nas dez universidades melhor cotadas, oito são norte-americanas e duas britânicas (Cambrigde em 5.º e Oxford em 9.º).

Tal como no ano passado, as universidades de Harvard e de Stanford aparecem em 1.º e 2.º lugar, seguindo-se o Massachusetts Institute of Technology (MIT), que recuperou o 3.º lugar que havia sido perdido em 2013 para a Universidade da Califórnia, Berkeley.

Entre as 500 melhores, 177 são americanas, 205 são europeias, 113 estão situadas na Ásia e Oceânia, havendo apenas cinco africanas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …

"Messiah", da Netflix, reacende controvérsia sobre os limites da liberdade de expressão

A série Messiah, disponível na plataforma de streaming Netflix, acende a controvérsia em torno dos limites da liberdade de expressão e da criatividade no mundo das artes e do entretenimento. Messiah, uma série produzida por Michael …

Quadro encontrado por jardineiro era mesmo a obra desaparecida de Klimt

Em 1997, Retrato de uma Senhora desapareceu da Galeria de Arte Moderna Ricci Oddi, em Piacenza. Em dezembro, o quadro foi descoberto. Estava escondido numa parede da instituição. O quadro encontrado em dezembro, escondido na reentrância …

Terramotos modificaram a geografia de Porto Rico (e a NASA mostra como)

Os terramotos que Porto Rico tem sentido desde dezembro passado, que causaram pelo menos um morto e milhões de dólares em prejuízos, estão também a mudar a geografia desta ilha das Caraíbas. A agência espacial …