U.Lisboa entre as 250 melhores universidades do mundo. Harvard é nº 1

Manuelvbotelho / Wikimedia

Reitoria da Universidade de Lisboa

Reitoria da Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa está entre as 250 melhores instituições de ensino superior do mundo, tendo subido mais de cem lugares no Ranking de Xangai, que continua a ser liderado pelas universidades americanas de Harvard e Standford.

As seculares instituições de ensino norte-americano, Harvard e Stanford, continuam a ocupar os dois primeiros lugares do “Academic Ranking of World Universities”, uma das mais prestigiadas avaliações feita às instituições de ensino superior pela Universidade Jiao Tong de Xangai.

Das mais de 1200 universidades analisadas, apenas 500 entram nesta lista, que este ano conta com três portuguesas: a Universidade de Lisboa, que fica próximo de um 200.º lugar; a Universidade do Porto e a de Coimbra (no grupo das 301-400 melhores e das 401-500 melhores, respetivamente).

A Universidade de Lisboa, que resultou da fusão entre a Técnica e a Clássica, é pela primeira vez avaliada como uma única instituição e sobe mais de cem lugares no ranking, pertencendo agora ao grupo que reúne as classificadas entre as 201.º e as 300.ª posições.

A lista só discrimina os lugares das universidades até ao 100.º lugar, criando depois grandes grupos (201-300; 301-400 e 401-500). No entanto, olhando para o gráfico percebe-se que a Universidade de Lisboa está entre as primeiras do seu grupo.

No ano passado, a Universidade Clássica ocupava uma posição algures entre o 301.º e o 400.º lugar e a Técnica entre o 401-500.

Já a Universidade de Coimbra, que entrou no ano passado pela primeira vez para o ranking, manteve-se inalterável em relação aos resultados conseguidos em 2013.

Além do ranking geral, Xangai faz também uma outra avaliação por grandes áreas do conhecimento e, neste campo, a Universidade de Lisboa surge no grupo das 76-100 melhores na área da Engenharia/Tecnologia e Ciências da Computação, seguindo-se depois a Universidade de Aveiro e a do Porto (ambas no grupo 151-200).

Harvard lidera ranking dominado por universidades americanas

O ranking de Xangai é feito tendo em conta inúmeros itens, tais como o desempenho académico per capita mas também as citações de artigos científicos realizados por investigadores das universidades; o número de alunos e professores que receberam o Prémio Nobel ou o Fields Medals também é tido em conta assim como os artigos publicados nas publicações Nature e Science.

Os resultados do ranking da Universidade Jiao Tong de Xangai mostram que as instituições norte-americanas continuam a liderar, já que nas dez universidades melhor cotadas, oito são norte-americanas e duas britânicas (Cambrigde em 5.º e Oxford em 9.º).

Tal como no ano passado, as universidades de Harvard e de Stanford aparecem em 1.º e 2.º lugar, seguindo-se o Massachusetts Institute of Technology (MIT), que recuperou o 3.º lugar que havia sido perdido em 2013 para a Universidade da Califórnia, Berkeley.

Entre as 500 melhores, 177 são americanas, 205 são europeias, 113 estão situadas na Ásia e Oceânia, havendo apenas cinco africanas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Lavar as mãos". Vídeo da DGS é o mais popular do ano no YouTube

2020 foi um ano atípico em vários aspetos do quotidiano, obrigando à introdução de novas rotinas e ao reforço de outras por muitos já descuradas. Reflexo dessa disrupção é o ranking anual do YouTube, divulgado esta …

Drenthe falido: "Não é muito importante"

Antigo futebolista do Real Madrid não está preocupado com a declaração feita por um tribunal dos Países Baixos. Drenthe joga numa equipa da terceira divisão nacional. Royston Ricky Drenthe foi, enquanto adolescente, considerado um dos melhores …

Sonda espacial chinesa conclui recolha de amostras da superfície lunar

A sonda chinesa Chang'e 5 concluiu a recolha e armazenamento de rochas e detritos da superfície lunar, e prepara-se para voltar à Terra, informou esta quinta-feira a Administração Espacial Nacional da China. "Às 22 horas de …

Seca obriga Namíbia a por à venda 170 elefantes

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte devido ao crescente conflito entre humanos e animais desta espécie ameaçada …

Benfica 4 - 0 Lech Poznań | “Saco cheio” rumo ao apuramento

Um, dois, três e quatro. Foram estes os golos – apontados por Vertonghen, Darwin Núñez, Pizzi e Weigl – que o Benfica marcou na goleada que aplicou na noite desta quinta-feira ao Lech Poznań, num …

Cientistas encontram evidências de uso de drogas psicadélicas numa caverna com arte rupestre

Uma flor vermelha redemoinhada rabiscada numa parede de uma caverna há cerca de 400 anos é a primeira evidência definitiva de que os nativos norte-americanos consumiam drogas psicadélicas em locais de arte rupestre. Descoberta na caverna …

Musk queria batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas o México disse que não

O multimilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, quis batizar a sua tequila de "Teslaquila", mas as autoridades mexicanas impediram a utilização do nome, invocando os direitos do uso da palavra e …

Namíbia acaba de eleger um deputado chamado Adolf Hitler. É ativista e "anti-apartheid"

A Namíbia acaba de eleger nas eleições regionais um deputado chamado Adolf Hitler, um conhecido ativista e "anti-apartheid" em Uunona, a sua cidade natal, localizada no norte do país africano. "Adolf Hitler teve uma vitória …

Empresário de media pró-democracia preso por acusação de fraude em Hong Kong

O dono do jornal antigoverno Apple Daily, Jimmy Lai, conhecido pela luta pela democracia em Hong Kong, foi detido sem fiança, acusado de irregularidades no contrato de 'leasing' do edifício onde está o órgão de …

Novos drones de resgate usam Inteligência Artificial para encontrar pessoas perdidas na floresta

Em situações em que as pessoas se perdem na floresta, o tempo é essencial para resgatá-las, pois quanto mais tempo ficam perdidas mais perigosa a situação se torna. Mas será que existem todas as ferramentas …