Tweets que denunciam teoria da conspiração entre 5G e covid-19 podem estar a popularizá-la

Uma análise aos tweets sobre uma conspiração que relaciona o 5G com o surgimento da covid-19 mostra que 35% das publicações apoiavam a teoria e 32% a denunciavam, tornando involuntariamente o tópico numa tendência.

Segundo noticiou o PsyPost, uma teoria criada no início de janeiro de 2020, que relacionava o lançamento da rede móvel 5G ao surgimento da covid-19, começou a ganhar força nas redes sociais. A rede sem fio de quinta geração substitui a atual rede 4G e a teoria refere que essa nova tecnologia é responsável pela covid-19.

“A teoria da conspiração 5G e covid-19 tornou-se um tópico de tendência no Twitter e isso inicialmente despertou o nosso interesse pelo assunto”, explicou Wasim Ahmed, da Newcastle University Business School, autor do estudo publicado em maio no Journal of Medical Internet Research.

Apesar da falta de provas científicas, essa teoria da conspiração espalhou-se rapidamente nas redes sociais e teve sérias consequências, incluindo ameaças a funcionários de operadoras e ataques a antenas de telecomunicações.

Ahmed e a sua equipa queriam explorar de que forma a teoria circula nas redes sociais, se os utilizadores realmente acreditam na conspiração e quais ações podem ser tomadas pela saúde pública para impedir a sua propagação.

No estudo foram examinados os dados do Twitter que continham a palavra-chave “5Gcoronavirus” ou a ‘hashtag’ #5GCoronavirus, durante um período de sete dias – entre 27 de março de 2020 e 04 de abril de 2020 -, durante o tópico foi tendência no Reino Unido. A análise incluiu um total de 10.140 tweets de 6.556 utilizadores da rede social.

A análise aos utilizadores identificou dez contas consideradas mais influentes, com base no que os investigadores classificam como “centralidade entre as duas partes”, através da qual identificam utilizadores que possuem maior ou menor controle indireto sobre a partilha de informações.

A maioria desses utilizadores influentes eram cidadãos cujas contas mostravam tendência para partilhar teorias da conspiração. Ao quinto mais influente pertencia uma conta com o nome “5gcoronavirus19”, utilizada para espalhar a teoria, através da qual tinham sido publicados 303 tweets durante o período do estudo, antes de ser desativada pelo Twitter. A conta fazia parte de um “cluster” que incluía 408 outras contas.

Os investigadores analisaram igualmente uma amostra de 10% dos tweets sobre o coronavírus e o 5G. Verificou-se que 35% dos tweets apoiavam a teoria da conspiração, sugerindo que um número razoável de pessoas acredita na mesma. Em 33% dos tweets não havia qualquer opinião pessoal e 32% denunciavam-na ativamente.

Com base nos números recolhidos, os autores acreditam que as publicações contra a teoria estavam, mesmo sem querer, a acrescentar combustível à discussão e a tornar o tópico numa tendência. “Quando os utilizadores ingressaram na discussão para dissipar ou ridicularizar, o tópico foi elevado e teve maior visibilidade”, indicaram.

À PsyPost, Ahmed disse que espera que estes resultados mostrem “que uma das melhores maneiras de combater a desinformação da covid-19 no Twitter (ou noutras plataformas sociais) é denunciar o conteúdo ao invés de o partilhar e/ou se envolver com ele”.

A equipa sugere que as autoridades de saúde aconselhem o público a não se envolver com informações falsas, direcionando os utilizadores a denunciar esse tipo de publicação. Sugerem ainda que devem ser aumentados os esforços para encerrar as contas de propaganda, que espalham informações incorretas.

“O nosso foco estava numa única teoria da conspiração. O nosso trabalho futuro passa por examinar outras teorias da conspiração partilhadas em torno da covid-19”, referiu Ahmed.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hospitais da Papua-Nova Guiné recusam atender grávidas. Médico aconselha mulheres a evitar gravidez

Um obstetra da Papua-Nova Guiné aconselhou as mulheres daquele país a não engravidarem nos próximos dois anos, revelando que o medo de transmissão do coronavírus tem levado os hospitais a recusarem atender grávidas. Segundo noticiou esta …

China vai encerrar gradualmente todos os mercados de aves vivas

A China vai fechar gradualmente todos os mercados onde aves vivas são vendidas, visando reduzir os riscos para a saúde pública, informou hoje a imprensa oficial. Chen Xu, alto funcionário da Administração Estatal de Regulação do …

Em 33 anos, Amazónia perdeu 72,4 milhões de hectares de floresta. O equivalente ao território do Chile

A floresta amazónica, presente em nove países da América do Sul, perdeu 72,4 milhões de hectares de cobertura vegetal entre 1985 e 2018, uma área equivalente ao território do Chile, segundo dados divulgados na quinta-feira …

Decisão do Reino Unido é "absurda", "errada" e "desapontante"

O chefe da diplomacia portuguesa considerou hoje a decisão do Reino Unido de excluir Portugal dos “corredores de viagem internacionais” como um “absurdo”, “errada” e que causa “muito desapontamento”, trazendo ainda graves consequências económicas e …

"Peixe racista". Estátua da Pequena Sereia novamente vandalizada

A icónica estátua da "Pequena Sereia" em Copenhaga, um dos monumentos mais famosos da Dinamarca, foi novamente vandalizada, ao ter sido pintada com uma frase antirracismo, divulgou hoje a polícia dinamarquesa. “A Pequena Sereia foi vandalizada …

Itália admite segunda vaga e defende restrições a viagens

Itália abriu esta terça-feira fronteiras aos viajantes de países que não integram o espaço europeu de livre circulação Schengen, mas com restrições. O ministro da Saúde de Itália afirmou, esta quinta-feira, não poder afastar uma segunda …

Menos férias e mais dias de aulas para quem não tem exames no próximo ano letivo

O próximo ano letivo vai ter menos dias de férias e mais dias de aulas para os alunos que não tenham exames. Os alunos terão aulas presenciais e aulas à distância. O ministro da Educação, Tiago …

FC Porto revela camisola para a próxima época (e as opiniões dividem-se)

O FC Porto revelou a camisola oficial do clube para a próxima temporada. Pelas redes sociais, as opiniões dividem-se, havendo quem não esteja satisfeito com a mudança. Os adeptos portistas acordaram esta sexta-feira com a imagem …

Veto da Índia ao TikTok pode custar mais de 5 mil milhões de euros à ByteDance

O executivo indiano anunciou o bloqueio de 59 aplicações móveis chinesas, assegurando que as aplicações roubam dados dos utilizadores e partilham informações com o governo chinês. O grupo chinês de tecnologia ByteDance, que desenvolveu o TikTok, …

Covid-19. “Exemplo de Portugal mostra muito claramente como a situação é frágil”

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, considerou que a situação pandémica é ainda "frágil", dando o exemplo da evolução da covid-19 em Portugal para sustentar que é necessário continuarmos vigilantes. “Penso que o exemplo de …