Turquia proíbe fumar em locais públicos por violar imposição de máscara

O Ministério do Interior da Turquia decretou a proibição de fumar em locais públicos, em particular em zonas movimentadas, alegando que os fumadores que o fazem violam a obrigatoriedade do uso de máscara, instaurada para combater a pandemia.

Em comunicado divulgado na quarta-feira, o ministério informou que a interdição se aplica em ruas movimentadas, paragens de autocarro e praças, quando necessário.

Na nota, alega-se que a obrigatoriedade do uso de máscara no espaço público, em vigor em todo o país há vários meses, deve ser respeitada, acusando os fumadores de violarem a medida sempre que fumam na rua.

O ministério informou também que as províncias que registem um aumento de infeções em doentes de risco podem impor restrições à circulação de pessoas com mais de 65 anos. Em Istambul e Ancara, na capital turca, já foram introduzidas restrições esta semana, limitando as saídas de casa dos idosos aos horários entre as 10:00 e as 16:00.

No início do mês de outubro, o Governo turco foi acusado de esconder o número de casos que eram registados diariamente por covid-19. A revelação gerou protestos nas redes sociais e pedidos ao Governo para que revele a verdadeira extensão do novo coronavírus entre a população que conta com 83 milhões de habitantes.

Agora, a Turquia tem vindo a registar um aumento no número de casos de covid-19 desde maio, altura em que começou a ser levantado o confinamento e as lojas reabriram. Segundo o Ministério da Saúde turco, o país registou 86 mortes provocadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 11.145.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.