Turistas invadem o Porto em tuk tuks, riquitós, segways – e até de helicóptero

tuktourporto / Facebook

-

Entre os ‘tuk tuk’ de inspiração tailandesa, ‘riquitós’ a lembrar o Vietname, autocarros descapotáveis, bicicletas, ‘segways’, táxis, comboios e até helicópteros, o Porto está a registar uma avalancha de novos transportes para acompanhar o aumento de turistas.

O crescente número de visitantes a chegar ao Porto via terra, mar e ar está a levar a um aumento da oferta ao nível de transportes e roteiros turísticos para acolher os milhares de turistas e, embora a maioria dos operadores turísticos seja unânime a dizer que “há espaço para todos”, eles clamam, por seu turno, por um regulamentos municipal e uma harmonização de regras.

“Há espaço para todos, desde que todos percebam qual é a sua função”, defende Rui Saraiva, diretor do departamento da Douro Azul nas áreas dos autocarros panorâmicos, cruzeiros rabelos e helicópteros, explicando que os ‘tuk tuk’ e os autocarros descapotáveis, por exemplo, não estão talhados para um serviço de aeroporto/hotel, mas sim os táxis.

Rui Saraiva diz que “não há mau ambiente” entre os vários operadores e que o que existe é uma “concorrência saudável“, e sublinha que se todos fizerem um bom serviço, “amanhã o Porto não vai ter apenas alguns milhões de turistas, vai ter algumas dezenas de milhões de visitantes“.

“É preciso acompanhar este crescimento com qualidade e com sustentabilidade futura”, sugere, acreditando que “se falharmos enquanto operadores turísticos, estamos a dar uma má imagem do destino do Porto”.

A constatação de que há espaço para todos também é partilhada pela empresa de um casal francês, a Ecolotour, que tem uma frota de oito ‘tuk tuk’ elétricos a circular no Porto com variados roteiros turísticos e com preços entre os 10 e os 95 euros.

Gonçalo Bessa, 24 anos, motorista e guia turístico de um desses triciclos elétricos no Porto e que fala quatro idiomas, conta à Lusa que a mais-valia dos transportes típicos da Tailândia é poderem circular nas ruas mais estreitas do Porto onde não chegam nem táxis, nem autocarros.

A convivência com os outros operadores é saudável, apesar de haver algum “choque direto” com os taxistas, que por vezes mandam “bocas pouco agradáveis” do género “welcome to China” (bem-vindos à China) e “apitam”, conta Gonçalo Bessa-

Pelo contrário, os motoristas dos autocarros turísticos são uma espécie de “paizinhos” para os ‘tuk tuk’, protegendo-os no trânsito e dando-lhes mesmo prioridade na passagem.

Florêncio Vaz, 58 anos e motorista de táxi no Porto há 31, diz que lhe desagrada “bastante” o “empate” que os ‘Tuk tuk’ e os riquexós causam no trânsito, por pararem de “qualquer forma, em qualquer lado e não estão preocupados se estão a criar boas condições de circulação ou não”.

Gilberto Santos, 70 anos e taxista há 34 anos, também acusa os ‘tuk tuk’ e ‘riquitós’ de não terem condições para transportar pessoas, mas constata que os turistas não vêm para o Porto para andar de táxi e que preferem experimentar alternativas.

Miguel Guimarães, impulsionador dos ‘riquitós’ no Porto – a imitar os riquexós do Vietname -, defende que todos os meios de transporte turísticos “têm lugar” na cidade.

“Todos preenchem lacunas que estavam por preencher” e os turistas, quando questionados, acusam que uma das deficiências do Porto é a “falta de transportes”, refere o motorista de um dos quatro ‘riquitós’ que existem no Porto desde há um mês.

Para circularem, os ‘riquitós’, que têm uma autonomia de cerca de 40 quilómetros e vieram dos EUA por um custo de seis mil euros cada um, precisaram de uma licença do Turismo a confirmar que eram uma empresa de atividades de animação turística.

Miguel Guimarães conta que tem havido “muita recetividade dos turistas“, principalmente de franceses, para fazer os percursos da Ribeira à Ponte da Arrábida, Afurada (Gaia), margem direita do Douro ou Passeio Alegre.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …