“Turistas do Instagram” multiplicam-se em Chernobyl. Escritor da série pede respeito

O escritor da série da HBO Chernobyl condenou a multiplicação de selfies e fotografias inapropriada tiradas por turistas e influencers que visitam o local do maior desastre nuclear da Ucrânia. Craig Mazin pediu respeito para todos os que sofreram com a catástrofe que atingiu a cidade em 1986. 

A produção norte-americana, que é já a série com melhor pontuação no IMBD, fez disparar o turismo na região entre 30 a 40%. Deu-se um boom turístico na cidade de Chernobyl e as fotografias nas redes sociais começaram a proliferar.

Vários influencers e turistas têm sido criticados nos últimos dias por utilizarem o local onde ocorreu um desastre para encenar fotografias para as redes sociais. Numa das publicações mais recentes, é possível ver uma jovem a pousar para a fotografia em fio dental. É este tipo de imagens impróprias que Mazin lamenta.

“É maravilhoso que Chernobyl tenha inspirado uma onda de turismo para a Zona de Exclusão (…) Mas sim, eu vi as fotografias que andam por aí”, escreveu esta quarta-feira na sua conta oficial no Twitter.

“Se visitarem o local, lembrem-se que uma tragédia horrível aconteceu lá. Comportem-se com respeito por todos aqueles que sofreram e se sacrificaram”, pediu.

Fazendo uma pesquisa nas redes sociais por localização ou tag com as palavras Pripyat e Chernobyl, as zonas mais afetadas pelo desastre, é possível ver inúmeras fotografias de pessoas a pousar no local do desastre. A Roda Gigante de Pripyat, que está dentro do parque de diversões abandonado da cidade, é um dos cenários mais populares, a par dos prédios abandonados e em ruínas.

Apesar das críticas, há também vários internautas que alertam que nem todo o turismo na zona é inapropriado ou protagonizado por influencers ou “turistas do Instagram”.

Atualmente, a zona é uma “cidade-fantasma” e não será habitável durante vários séculos. Os cientistas estimam que a concentração de elementos radioativos só deverá desaparecer em 24.000 anos. Chernobyl parou no tempo, sendo agora o espelho de uma das mais modernas cidades da antiga União Soviética.

Restam prédios abandonados num cenário pós-apocalíptico, onde a vegetação e a floresta invadem os edifícios. Em 1980, antes dos desastre, viviam na zona 50 mil pessoas. Hoje, vivem lá alguns animais selvagens.

Não há números certos sobre as vítimas do desastre de Chernobyl. As Nações Unidos estimaram 9.000 mortes devido a cancros relacionados coma. exposição à radiação, já a Green Peace estima 200.000 mortos em consequência de outros problemas de saúde associados à explosão. 31 pessoas morreram quando reator nuclear explodiu, sendo este o número oficial da União Soviética, que permanece inalterado desde 1987.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

As montanhas geladas de Plutão são fruto de um processo único (e inverso ao da Terra)

As montanhas descobertas em Plutão durante o "flyby" da nave New Horizons pelo planeta anão em 2015 estão cobertas por um manto de metano gelado, criando depósitos brilhantes impressionantemente parecidos aos das cadeias de montanhas …

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …