Turista multado em 300 euros em Itália. Estava a dormir a sesta numa rede

Itália parece continuar a sua “guerra” contra os turistas. Depois de uma casal de alemães ter sido multado em 950 euros por fazer café na rua, agora foi a vez de um austríaco ser obrigado a pagar 300 euros por dormir a sesta numa rede.

O homem, de 52 anos, foi multado em 300 euros depois de ser apanhado a dormir a sesta numa cama de rede na cidade de Trieste, no nordeste de Itália, noticia a Deutsche Welle.

“O homem instalou uma rede bloqueando parte de uma passagem para pedestres na orla marítima de Trieste. Estamos a falar de uma avenida onde as pessoas fazem passeios de lazer. [O turista] bloqueou o caminho e tirou uma sesta”, revelou o porta-voz da polícia italiana em declarações à DW.

De acordo com a mesma fonte, este tipo de intervenções está previsto na regulamentação municipal para os espaços verdes da cidade. “É uma regulamentação que diz respeito a todos os patrimónios públicos e espaços verdes da cidade”, sublinhou.

Não é normal que alguém vá para a rua e instale uma rede, mesmo que haja árvores”.

O austríaco pendurou uma cama de rede entre duas árvores no bairro marítimo de Barcola, conhecido pela sua floresta de pinheiros e praias, sendo depois interrompido pelas autoridades que receberam queixas de pessoas que por lá passavam.

O antigo presidente da cidade de Trieste, Roberto Cosolini, recorreu à sua página de Facebook e, com alguma ironia à mistura, criticou a situação, sugerindo que a cidade deve, antes de multar turistas, informá-los sobre o que podem ou não fazer.

“Felizmente, a minha paixão pelo México e pelas suas redes levou-me a instalar uma confortável rede de Yucatán em casa”, escreveu no seu mural.

“Posso relaxar com uma cerveja ou daiquiri sem correr nenhum risco. Brincadeiras à parte, talvez possamos começar por explicar, principalmente aos turistas estrangeiros numa cidade acolhedora, sobre as regras e convidá-los a respeitá-las”, pode ler-se.

Veneza aprovou recentemente uma legislação para tentar controlar os comportamentos dos 30 milhões de turistas que todos os anos visitam a cidade lagunar. A nova lei, aprovada em maio, estabelece regras de decência, limpeza e segurança.

São proibidos piqueniques em determinados locais, tomar banho em fontes e não usar camisola em espaços públicos, podendo os infratores serem multados.

Em dezembro passado, a cidade ganhou aprovação para introduzir uma taxa de entrada de até 10 euros para turistas de curta duração.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …

Cruzeiros vazios no meio do oceano tornam-se destinos turísticos

Embarcados num pequeno ferry, turistas dirigem-se até aos locais onde grandes navios cruzeiros estão parados e desertos. Esta foi uma solução encontrada para reavivar o setor. A pandemia de covid-19 está a fazer com que, genericamente, …

Todas as pensões mais baixas vão ter aumento extra de dez euros

As pensões mais baixas, até aos 658 euros, vão ter um aumento extraordinário de dez euros no próximo ano. O Governo confirmou a informação avançada pelo PCP. A ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes …

Na fase inicial da pandemia, o setor privado "não quis e não entrou no combate à pandemia"

A antiga ministra da Saúde Ana Jorge considera que os privados podem ser envolvidos na luta contra a pandemia, recebendo doentes não covid-19, mas avisa que é preciso um “equilibro” nessa ação, depois de estes …

Uso de máscara pode salvar 130 mil vidas nos EUA até final de fevereiro, revela estudo

As medidas de distanciamento social, principalmente o uso de máscaras em público, podem salvar até 130 mil vidas nos Estados Unidos (EUA), revelou um novo estudo divulgado na sexta-feira. Em abril, o Presidente dos Estados Unidos …

A guerra contra o plástico está a distrair-nos da poluição invisível

O atual foco na poluição de plástico está a fazer com que as pessoas descurem o tipo de poluição que não é possível ver, alerta uma equipa de investigadores. O plástico é um material incrivelmente útil …