Turistas multados em 950 euros e convidados a sair de Veneza por fazerem café na rua

Dois turistas alemães foram multados por fazerem um café nos degraus da famosa ponte Rialto, em Veneza. Depois, tiveram de deixar a cidade, segundo as autoridades municipais.

Os dois turistas de Berlim, com idades entre 32 e 35 anos, acomodaram-se ao pé do marco mundialmente famoso – a mais antiga das quatro pontes no Grande Canal – e usaram os seus equipamentos portáteis de café quando foram vistos por um transeunte que os denunciou à polícia da cidade.

Usando uma lei recém-aprovada, os polícias aplicaram uma multa de 950 euros por comportamento impróprio e pediram que os turistas abandonassem Veneza.

“Veneza deve ser tratada com respeito e as pessoas indelicadas que vêm aqui e pensam que podem fazer o que querem, devem entender que, graças à polícia local, podem ser detidos, multados e mandados embora“, disse o presidente da câmara da cidade, Luigi Brugnaro.

“A partir de agora, também comunicaremos as identidades das pessoas que foram convidadas a sair para as embaixadas e consulados do seu país de origem”, disse o prefeito.

A nova lei, aprovada em maio, estabelece regras de decência, limpeza e segurança na cidade lagunar, que tem uma população de apenas 55 mil habitantes, mas é invadida todos os anos por cerca de 30 milhões de visitantes e está a sentir cada vez mais os efeitos prejudiciais do turismo de massa. Em dezembro passado, a cidade ganhou aprovação para introduzir uma taxa de entrada de até 10 euros para turistas de curta duração.

A lei proíbe piqueniques em certos locais, tomar banho em fontes e não usar uma camisola em espaços públicos, aplicando muitas vezes com multas aos infratores.

ZAP //

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Ir para Itália é bobagem, os italianos não gostam de turistas e se for brasileiros então piorou. Daí mesmo que saem expulsos dela. Para qualquer outro país os brasileiros são um povo sem educação. E é mesmo verdade. Mas daí aos alemães já é um pouco demais. Pois dizem ser tão educados.

    • Se os brasileiros se comportassem de forma mais civilizada, não teriam problemas na Itália.
      Eu já lá fui várias vezes (incluindo a Veneza) e sempre sem qualquer problema – portanto, os italianos apenas não gostam de alguns turistas!…
      E também não faltam alemães mal educados…

  2. Se os brasileiros se comportassem de forma mais civilizada, não teriam problemas na Itália.
    Eu já lá fui várias vezes (incluindo a Veneza) e sempre sem qualquer problema – portanto, os italianos apenas não gostam de alguns turistas!…
    E também não faltam alemães mal educados…

  3. eu se estivesse em Veneza vinha-me embora. fui a Italia há muitos muitos anos ver o FCP a Milano e na altura não era a roubalheira que é agora, apanham os turistas e só lhe falta ficar com a carteira. Livra.

    • Não, isso é o portugues. Nao ouviu falar que querem quotas consoante a raça para as universidades? Proposta do racista BE.

  4. “Fazer café na rua” – crime hediondo!!!
    Ainda para mais, numa cidade cujas águas que a banham não t êm um pingo de poluição… (ironia)
    Honestamente, há coisas bem piores… A sério que não têm nada com que se preocupar???

  5. Foram recriminados por não condizer com o padrão social do local. Visivelmente são viajantes mochileiros que se desprendem de valores para viajar e conhecer lugares, porém muitas vezes são rotulados. Só porque não pagaram por um café a preço turístico.

  6. Quem não sabe comportar-se dentro dos padrões normais da sociedade tem o que merece. A ponte não é para fazer cafés. Em Veneza já paguei café a 3€ e a 7€ e não foi por isso que fiz café na ponte, já agora também podiam ter montado lá uma tenda de campismo, porque o alojamento é muito caro. Devemos tentar entender o lugar onde estamos e quem assim não proceder o melhor é ficar em casa.
    T

    • Deixe de ser saloio. Certamente estes turistas têm mais dinheiro inteligência que o senhor. No sul da Europa está tão entranhado esta vontade de se querer fazer parecer o que não se é. Se pagou 7€ por um café deixe-me desde já informá-lo que é burro. Nunca fui q Veneza e depois de ler esta notícia já a a pouca vontade de lá ir ainda mais diminuiu. A minha noção de um território livre é exactamente o oposto do que esta notícia relata…estes turistas fizeram muito bem e não tenho vergonha nenhuma em dizer que faria o mesmo 😀

      • Saloio e burro deve ser você. Nota-se pela forma como aborda pessoas educadas que nem sequer lhe dirigiram a palavra. Nunca foi a Veneza e talvez nunca tenha ido a lado nenhum, pela forma como se exprime é notório. Viaje, conheça culturas, países e pessoas e constatará como depois disso terá opiniões completamente diferentes e não chama burro a ninguém que não conhece. Quanto a inteligencia, está aqui expresso, os factos falam por si.

        • É só para dizer que o Carlos Costa é mais inteligente e educado que o Rui Figueiredo. E quanto ao ser viajado abrir horizontes e trazer mundividência… tem muito que se lhe diga.
          E já agora, eu fui a Veneza e não paguei 7 euros por um café. E também não tive de o fazer. Apenas deverei ser um pouco mais esperto que o amigo.

          • Se você o diz….é porque é verdade, aliás é uma característica das pessoas inteligentes, tiram logo as ilações todas (e ainda mais algumas) sem conhecer os outros. De facto não está ao alcance de qualquer um. Quanto a você ser mais esperto que eu…talvez. Antes de entrar para tomar um simples café procura o preço, vejo disso aqui na pastelaria da rua (antes de comprar o pão telefonam a perguntar quanto custa), felizmente não preciso de o fazer. Para terminar, parabens pela inteligência de ambos e não fui eu que a realcei, também não necessito de o fazer, maior ou menor….é evidente. A vossa tambem (constata-se).

            • Eu não preciso ver a tabela de preços para saber se o café é caro ou não. Se me afastar, ainda que ligeiramente, (uma ou duas artérias é quase sempre suficiente) dos principais locais turísticos sei que consigo preços mais baixos.
              Olhe que essa de telefonar para saber a quanto está o pão?!!! Por amor de Deus, em que mundo é que vive mesmo?!
              Vá, fique lá com esta de borla que da próxima vez já pode poupar um pouco mais.

  7. Um dia destes, estarão a fazer o mesmo cá. Não faltará muito, se é que já não estão fazer até pior. Com a proliferação dos alojamentos baratos em Lisboa e Porto, sobretudo, em que só atraem os patas descalças da Europa e não só, e nos deixam lixo com fartura, e empobrece um turismo de qualidade, que nos interessava, tendo em conta a dimensão do nosso país. Mas a politica é assim. Já ouviram dizer a alguém do Turismo, que o Algarve está ás moscas? Ainda não, pois não? E não vão ouvir. É a politica no seu melhor.

  8. Esperemos que criem regras similares no nosso parque natural da costa alentejana! E que finalmente as carrinhas que deixam mijo e bosta por todo o lado sejam deportadas (sim as chamadas campervans)!! Isto entre outras coisas… o turismo está a crescer e nem sempre da melhor maneira….

  9. Realmente Veneza é um caso de extrema arrogância pois em nenhum espaço publico existe qualquer banco ou outro cómodo, onde os visitantes se possam sentar um pouco, tal como não existem sanitários públicos e nem nas escadarias é permitido alguém se sentar. E se uma pessoa inadvertidamente tira uma foto dentro de algum monumento é imediatamente expulso do local pelos funcionários que se revelam muito autoritários e mal educados.
    “Barriga cheia é no que dá” mas esta falta de humildade um dia vai ter consequências, porque quem vai uma vez a Veneza raramente lá volta e a imagem com que se fica dos Italianos é muito negativa.
    A imagem idílica de Veneza desapareceu da minha mente desde o dia que lá estive

  10. ” ADOREI VENEZA”…… Razão porque fui lá 2 vezes: “A PRIMEIRA E A ÚLTIMA”… e certamente a TERCEIRA de nunca, nunca mais lá colocar os pés, vivo ou morto. Pior que a máfia….só Veneza!!!! e Falo de todas as outras ilhas com excepção a dos MORTOS (cemitério)…… Gostei imenso de todo o norte de Itália… mas Veneza… NEIN, DANKE!!!!!! ou melhor dizendo “nunca mais”.

  11. Também achei um pouco de exagero. Mas para fazer café numas escadas … à partida é preciso acender-se um lume … e aí já consigo entender.
    Sim, é preciso cuidado quando se visita uma cidade que não é a nossa. Já fui a Veneza 3 vezes e mais vezes irei. Nunca fui maltratada, muito pelo contrário. Há um outro italiano, mais arrogante, mas a maioria, pelo menos comigo, são muito simpáticos. Quando se é simpático normalmente tem-se simpatia de volta, excepto em raras excepções, às quais não se dá importância.

    • Fantástico! Conseguiu ver Italianos em Veneza! Os meus parabéns. Estive lá várias vezes e praticamente nunca vi nenhum.

RESPONDER

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …

Quase cem mil crianças contraíram a covid-19 em apenas duas semanas nos Estados Unidos

Noventa e sete mil crianças norte-americanas foram identificadas como infetadas com o novo coronavírus (covid-19) nas últimas semanas de julho. Os números relativos a estas duas semanas são avançados pela empresa norte-americana, que cita um relatório …

A1 terá novo acesso em Grijó no sentido sul/norte em 2021

A autoestrada A1 terá em 2021 um novo acesso em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, no sentido sul/norte, revelou esta segunda-feira o presidente da autarquia que acredita que, com este projeto, o nó …

Tiros em frente à Casa Branca levam à retirada de Trump de conferência de imprensa

Um agente do Serviço Secreto retirou, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano da sala na Casa Banca na qual estava a começar uma conferência de imprensa. O período em que Donald Trump esteve fora da sala foi …

Nani candidato a melhor jogador nos Estados Unidos

Internacional português e o colega João Moutinho (este para melhor jovem) estão na corrida para os prémios e também para o onze. Os futebolistas portugueses Nani e João Moutinho, ambos do Orlando City, estão entre os …

102 dias depois, coronavírus regressa à Nova Zelândia

A Nova Zelândia anunciou a sua primeira infeção por coronavírus transmitida localmente em 102 dias esta terça-feira, o que levou a primeira-ministra do país a emitir uma ordem de confinamento em Auckland, a maior cidade …