Trump veta proibição de venda de armas à Arábia Saudita

Jim Lo Scalzo / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente norte-americano, Donald Trump, vetou esta quinta-feira as resoluções do Congresso que bloqueavam a venda de armas à Arábia Saudita e a outros aliados dos Estados Unidos.

Estas resoluções, adotadas na semana passada, “iriam enfraquecer a competitividade da América no mundo e prejudicariam importantes relações” que o país tem com os “aliados e parceiros”, escreveu Donald Trump numa carta enviada ao Senado. “Por estes motivos, é meu dever reenviar [estas resoluções] ao Senado sem a minha aprovação”, acrescentou.

Segundo a SIC Notícias, a Casa Branca alega que a ameaça do Irão é razão para aprovar a venda de 8 milhões de dólares em armas para os aliados dos Estados Unidos.

Na semana passada, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos condicionou a vendas de armas à Arábia Saudita à autorização do Congresso, depois de o Senado ter votado no mesmo sentido em junho. A decisão significou um revés para o Presidente norte-americano, que podia exercer, no entanto, o seu direito de veto.

Apesar do apoio da Câmara dos Representantes e do Senado, era necessária a assinatura de Donald Trump para que a legislação entrasse em vigor e era previsível que o Presidente usasse o poder de veto.

No total, a câmara baixa do Congresso aprovou três resoluções, que já tinham sido aprovadas na câmara alta, que pretendiam impedir que Trump vendesse armas sem autorização do Congresso, designadamente à Arábia Saudita, Espanha, Reino Unido, Itália, Emirados Árabes Unidos e Jordânia.

Os contratos de armamento, estimados em 8 mil milhões de dólares (7,1 mil milhões de euros), incluem milhares de munições teleguiadas, outras bombas e munições, e apoio à manutenção de aeronaves.

Devido à morte de civis no Iémen, os representantes tinham aprovado uma resolução na qual se pedia a suspensão do apoio militar à Arábia Saudita nesse conflito, a menos que fosse para combater diretamente a Al-Qaeda, o que Trump vetou imediatamente.

Os congressistas também têm sido muito críticos com as autoridades sauditas, pelo seu alegado envolvimento no assassínio do jornalista Jamal Khashoggi.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

União Europeia acrescenta quatro paraísos fiscais à "lista negra"

Ilhas Caimão, Palau, Panamá e Seicheles juntam-se a Samoa Americana, Fiji, Guame, Samoa, Omã, Trindade e Tobago, Vanuatu e Ilhas Virgens Americanas na lista de não respeitadores das regras comunitárias. O Conselho da União Europeia (UE) …

"Relação estava cristalizada". PS satisfeito com retoma do "diálogo cordial" com CDS

O presidente do PS saudou, esta terça-feira, a "retoma" de um relacionamento "cordial" com a nova direção do CDS-PP em torno de matérias de interesse nacional, considerando que se verificou uma transição e acabou uma …

Ministra espanhola não pensa "nem um segundo" em substituir Centeno

A ministra dos Assuntos Económicos de Espanha, Nadia Calviño, assegurou que não dedica “nem um segundo” a pensar numa candidatura à presidência do Eurogrupo, apontando que Mário Centeno “está a fazer um excelente trabalho”. A cerca …

Grupo alemão de extrema-direita tinha planos "assustadores" para atacar mesquitas

Um grupo alemão de extrema-direita, em que 12 elementos foram detidos na semana passada, é suspeito de planear ataques em larga escala "assustadores e chocantes" contra muçulmanos, semelhantes aos realizados na Nova Zelândia no ano …

Novo Banco deverá pedir perto de mil milhões de euros ao Fundo de Resolução

O Novo Banco prepara-se para pedir uma nova injeção ao Fundo de Resolução a rondar os mil milhões de euros. Com este montante, o banco atinge o teto definido na venda ao fundo Lone Star. O …

"Nunca tive um processo como este". Juiz Carlos Alexandre "surpreendido" com o caso Tancos

O juiz Carlos Alexandre assumiu, em pleno tribunal, estar "surpreendido" com os meandros que envolvem ocaso de Tancos. "Nunca tive um processo como este", terá desabafado em mais uma audiência, notando que o caso "mostra …

Maduro anuncia exercícios militares permanentes e de surpresa

O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira que o país fará exercícios militares "de surpresa" e de maneira permanente, em manobras que poderão incluir centenas de milhares de membros da Força Armada Nacional Bolivariana …

Bolsonaro recebe Jorge Jesus, mas muitos não gostaram da fotografia

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recebeu esta segunda-feira, em Brasília, o treinador português Jorge Jesus, após ter conquistado no domingo a Supertaça ao serviço do Flamengo. Depois de, no domingo, ter conquistado a Supertaça ao serviço …

Cientistas encontram 300 vírus "enormes" com habilidades estranhas

Uma equipa de investigadores identificou 300 novos vírus "enormes" com habilidades estranhas encontrados em vários ambientes. Estes podem causar doenças nos seres humanos. Os vírus têm sido um tema habitual ultimamente, abrindo jornais e deixando a …

Seguro de saúde específico para britânicos visa "mitigar" consequências do Brexit

Com o objetivo de minimizar o impacto do 'Brexit' no turismo, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, informou que estão em curso estratégias para "mitigar as consequências" e encorajar os "turistas a continuar a …