Trump usa “Purple Rain” em comício contra a vontade dos herdeiros de Prince

Sound Opinions / Flickr

O artista anteriormente conhecido como Prince (quando ainda era Prince)

O Presidente norte-americano, Donald Trump, utilizou esta semana a música “Purple Rain” de Prince durante um comício, contrariando assim um acordo firmado com os herdeiros do músico.

O comício decorreu em Minneapolis, no estado norte-americano do Minnesota, terra natal do músico que faleceu em abril de 2016. Durante a sua intervenção, conta a revista Blitz, o Presidente dos Estados Unidos criticou várias celebridades.

Contudo, o que está a causar polémica na intervenção de Trump é a utilização da música “Purple Rain”, uma vez que o Presidente norte-americano tinha assinado um acordo com a família do músico, no qual se comprometia a não fazê-lo em eventos políticos.

“Nunca vamos permitir que o Presidente Trump use as canções de Prince”, escreveu a família do músico norte-americano no Twitter.

A Casa Branca, por sua vez, ainda não reagiu ao sucedido.

ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Palavras para quê?
    É o Trump a ser Trump…
    Só acho estranho ele se ter comprometido e, mais estranho ainda, é alguém achar que um papel assinado pelo Trump vale alguma coisa… é ver o que ele ainda agora fez aos curdos!…

Responder a Eu! Cancelar resposta

FBI prende Ghislaine Maxwell, ex-namorada de Jeffrey Epstein

A ex-namorada de Jeffrey Epstein, Ghislaine Maxwell, foi esta quinta-feira detida pelo FBI. A mulher de 58 anos é acusada de ajudar a montar uma rede de tráfico de mulheres. O FBI deteve, esta quinta-feira, Ghislaine …

Polícia italiana apreendeu 14 toneladas de anfetaminas. Droga foi produzida pelo Estado Islâmico

As autoridades italianas apreenderam na quarta-feira 14 toneladas de anfetaminas produzidas na Síria por membros do Estado Islâmico, cujos lucros serviriam para reativar as suas operações. "É um facto que o Daesh [Estado Islâmico] utiliza a …

Câmara de Lisboa defende fim do financiamento público às touradas

A Câmara de Lisboa defendeu hoje a criação de legislação que impeça o financiamento público de espetáculos que "causem sofrimento animal", salientando que as touradas incluem "atos de violência". Numa moção “pelo fim de espetáculos com …

Acordo entre Neeleman e Governo já só depende da confirmação da Azul

O acordo entre David Neeleman e o Governo está prestes a concretizar-se, escreve o Expresso. Aparentemente já só falta a confirmação da Azul para garantir o acordo. Depois de a nacionalização da companhia ter sido dada …

Medina recua e diz que "há convergência total" com Governo no combate à pandemia

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse hoje que “há convergência total” com o Governo no combate à pandemia de covid-19, recusando que as críticas que fez à atuação das autoridades de saúde …

Parlamento vai debater o teletrabalho por iniciativa do PAN

O PAN considera que "o teletrabalho é uma ferramenta que pode ajudar a conciliar a vida profissional e a vida familiar", ainda que apresente fragilidades como a "invasão da vida pessoal". O PAN agendou para sexta-feira …

PSP também queria prémio semelhante ao dos profissionais de saúde

O Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP) manifestou-se esta quinta-feira “desiludido” com “a falta de respeito” que o Governo demonstra em relação à PSP e a outras forças de segurança que estão na “linha da …

Líderes catalães vão poder sair da prisão aos fins de semana

Uma decisão dos estabelecimentos prisionais faz com que os líderes independentistas catalães possam sair da prisão aos fins de semana, passando para um dos regimes de detenção menos restritivos. Em outubro do ano passado, nove líderes …

Mais oito mortos e 328 infetados. Câmara de Lisboa tem 33 casos "ativos"

Há mais oito mortos e 328 casos positivos em Portugal nas últimas 24 horas. A Câmara de Lisboa regista atualmente 33 casos de infeção por covid-19 “ativos”. Portugal regista, esta quinta-feira, mais oito mortos e 328 …

Limitação dos apoios a sócios-gerentes não é "justa", diz Confederação das empresas

A Confederação das Micro, Pequenas e Médias Empresas não entende a razão para limitar a ajuda a sócios-gerentes ao valor de 1.905 euros, proposta que não consideram justa. Em entrevista à Rádio Observador na quinta-feira, o …