Não há acordo. Trump acaba com última esperança dos dreamers

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Donald Trump afirmou este domingo que não há acordo sobre a legalização dos jovens imigrantes abrangidos pelo antigo programa DACA, Deferred Action for Childhood Arrivals, e deu por terminadas as negociações com os democratas.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou este domingo que não vai haver acordo para regularizar a situação dos jovens imigrantes ilegais protegidos da deportação pelo DACA, e pediu aos congressistas republicanos para usarem a maioria no Congresso para aprovar leis migratórias mais duras.

As declarações de Trump representam uma mudança de postura do presidente em relação ao DACA. Até então, ele afirmava querer solucionar o problema dos dreamers, os jovens imigrantes conhecidos como “sonhadores”, e tinha culpado os democratas pelo bloqueio das negociações sobre o assunto.

Hoje, porém, Trump pediu aos correligionários que usem a chamada “opção nuclear” para mudar o regimento do Senado e aprovar uma lei de imigração sem contemplar uma solução para o DACA. “Os republicanos devem usar a opção nuclear para aprovar leis duras. Não mais acordos com o DACA“, disse Trump no Twitter.

A “opção nuclear” faz com que os projetos sejam aprovados por maioria simples (51 votos) e não com 60, como normalmente ocorre. Quem pode convocar a medida é o líder do Senado, o republicano Mitch McConnell.

Congressistas dos dois partidos apresentaram várias propostas para dar uma solução definitiva para a situação dos “sonhadores”, mas Trump não aceitou nenhuma delas por não garantirem dinheiro suficiente para o muro com o México ou porque não acabavam com o atual sistema de reagrupamento familiar.

No Twitter, Trump também criticou o México e voltou a ameaçar acabar com o NAFTA, Tratado de Livre-Comércio da América do Norte, que os EUA estão a renegociar com mexicanos e canadianos.

O México está a fazer muito pouco, quase nada, para evitar que as pessoas cheguem ao país através da sua fronteira sul e, depois, aos Estados Unidos. Riem das nossas leis tolas de imigração. Eles têm que acabar com as drogas e o fluxo de gente, ou vou acabar com o NAFTA. Precisamos de um muro!”, disse Trump.

ZAP // EFE

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Por este andar, a America vai ficar deserta ou apenas com os índios, se é que não os exterminaram já todos. São todos emigrantes ou filhos deles…

      • Exato.
        E só para relembrar mentes mais esquecidas, quando o Clinton começou a construir o muro, ninguém se lembrou de o chamar de racista… A campanha suja dos democratas continua.

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …