Trump quer os professores armados nas escolas para acabar com os tiroteios

Shawn Thew / EPA

Donald Trump, estudantes, professores, vítimas Parkland

Donald Trump encontrou-se com estudantes, professores e familiares das vítimas de Parkland

O Presidente dos Estados Unidos recebeu na Casa Branca professores, estudantes e familiares das vítimas do tiroteio da Florida.

Donald Trump sugeriu esta quarta-feira que armar professores poderia ser a solução no que toca a prevenir massacres como o de quarta-feira da semana passada quando, numa escola secundária da Florida, um rapaz de 19 anos, Nikolas Cruz, entrou armado e fez um saldo de 17 mortes.

Depois de se reunir com os sobreviventes do tiroteio, o Presidente disse: “Se tivéssemos um professor especialista em armas de fogo, o ataque poderia terminar muito rapidamente”. Donald Trump admitiu saber que a ideia seria controversa, segundo a Reuters.

Em semicírculo, no restaurante Estatal da Casa Branca, o Presidente dos Estados Unidos ouviu professores, familiares das vítimas e estudantes que exigem mudanças para que novos massacres não voltem a acontecer.

Trump comprometeu-se a tomar medidas para melhorar a verificação de antecedentes de quem adquire armas, avança a RT.

Na reunião participaram seis estudantes de Parkland, a escola que foi tomada de assalto por Nikolas Cruz que, com uma semi-automática AR-15, matou indiscriminadamente quem aparecia à sua frente.

Por fim, o Presidente assegurou a todos os participantes da reunião que a sua Administração trataria de fazer um “finca-pé” para melhorar as comprovações dos antecedentes e da saúde mental dos alunos num esforço para tornar as escolas mais seguras.

Este tiroteio foi o 18º numa escola dos Estados Unidos, só este ano, e o segundo mais mortífero, desde o de Sandy Hook, que aconteceu em 2012 e fez 26 mortos.

De acordo com a Everytown Research, que contabiliza tiroteios em escolas e universidades desde 2013, 291 tiroteios tiveram lugar em escolas dos EUA desde 2013, ou seja, uma média de um por semana.

Trump usou cábula para se lembrar de mostrar empatia com vítimas de tiroteio

Durante a reunião, Donald Trump segurou uma folha que acabou por ser fotografada pelos jornalistas presentes. A folha tinha 5 pontos, como “O que gostariam que soubesse sobre a vossa experiência?”, “O que podemos fazer para vos ajudar a sentirem-se seguros?”.

O ponto três e quatro são impercetíveis, mas o que está a captar a atenção é o ponto cinco. “I hear you“, lê-se no último ponto, que traduzido à letra, seria “eu ouço-vos”, mas a expressão poderá ser traduzida como “Compreendo-vos”.

De acordo com o Jornal de Notícias, vários meios de comunicação norte-americanos e utilizadores de redes sociais criticaram o Presidente por, aparentemente, precisar de ser lembrado de mostrar empatia para com as vítimas.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Brilhante!…
    Mas, o que se podia esperar do Trampa?!…
    Controlar/diminuir o numero de armas?! Não; vender ainda mais!…
    É que está mais que “provado” que quantas mais armas existirem, menor é a probabilidade de haver tiroteios – not!!…
    Daqui a pouco está armar os médicos nos hospitais, o carteiros nas ruas, os bombeiros, etc, etc…
    Está-se mesmo a ver que é assim que aos EUA vão deixar de ser o país com maior numero de mortos por armas de fogo… ou não!…

  2. Fica a dúvida se este gajo é estúpido ou burro mesmo. Colocar professores armados nas escolas para acabar com os tiroteios, é como pôr as raparigas da escola a vender sexo para acabar com as violações.

  3. Eu acho que falta um detalhe nesta ideia! Então que tal armar os alunos (todos)? Que melhor proposta do que esta para evitar estes massacres?
    O paspalhaço que está na Casa Branca é o espelho da sociedade que representa! O Far West na sua plenitude!
    Lamentável!

  4. Este Trump na prática é apenas mais um dos muitos milhões de americanos defensores da utilização de armas por qualquer cidadão com a agravante que ele é o presidente dessa cambada de loucos que ainda não conseguiram entender que vão no caminho errado!.

RESPONDER

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …