Trump e Michelle Obama, homem e mulher mais admirados nos EUA

O Presidente cessante dos Estados Unidos, Donald Trump, e a ex-primeira-dama Michelle Obama são o homem e a mulher mais admirados no país em 2020, segundo uma sondagem anual da empresa Gallup esta terça-feira divulgada.

Depois de ficar empatado no ano passado com o ex-Presidente Barack Obama (2009-2017), Trump subiu ao primeiro lugar em 2020, pondo assim fim ao reinado de 12 anos do seu antecessor no topo da lista.

Obama está empatado com o ex-Presidente Dwight Eiseinhower (1953-1961) como o mais admirado da história dos EUA.



Em resposta à pergunta “Quem é o homem vivo em qualquer parte do mundo sobre o qual leu ou ouviu falar e que mais admira?”, cerca de 18% dos inquiridos responderam Trump, 15% Obama, 6% o Presidente eleito Joe Biden e 3% o principal epidemiologista da Casa Branca, Anthony Fauci.

Na lista dos 10 mais admirados estão ainda o Papa Francisco, o magnata Elon Musk, o senador do Vermont Bernie Sanders, o filantropo e fundador da Microsoft, Bill Gates, o basquetebolista Lebron James e o Dalai Lama.

Das 74 vezes que a Gallup conduziu este inquérito desde 1946, o Presidente em exercício liderou a lista 60 vezes.

Os Presidentes que não figuraram no primeiro lugar enquanto estavam no poder foram Harry Truman entre 1946-47 e 1950-1952, Lyndon Johson, em 1967 e 1968, Richard Nixon, em 1973, Gerald Ford, em 1974 e 1975, Jimmy Carter, em 1980, George W. Bush, em 2008, e Donald Trump, em 2017 e 2018.

A Gallup explicou que quando o Presidente em exercício não ocupa o primeiro lugar é porque é impopular, o que foi o caso de Trump em 2017 e 2018, quando obteve percentagens de aprovação de 36% e 40%, respetivamente, e acabou atrás de Obama.

Embora o seu índice de aprovação seja atualmente semelhante, 39%, o domínio de Trump entre os republicanos contrasta com a divisão entre os democratas na escolha da figura que mais admiram, e isto foi o que o empurrou para o primeiro posto.

Entre as mulheres, Michelle Obama lidera a sondagem pelo terceiro ano consecutivo, seguida pela vice-presidente eleita, Kamala Harris, e pela primeira-dama, Melania Trump.

A completar a lista, seguem-se a apresentadora de televisão Oprah Winfrey, a chanceler alemã, Angela Merkel, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, a legisladora Alexandria Ocasio-Cortez, a rainha Isabel II de Inglaterra, a juíza ultraconservadora do Supremo Tribunal Amy Coney Barret e a ativista climática Greta Thunberg.

Tal como os Presidentes em exercício, os inquiridos costumam escolher a primeira-dama como a mulher mais admirada.

Nas 71 vezes que a Gallup perguntou sobre as mesmas, desde 1948, os norte-americanos responderam em 18 ocasiões a primeira-dama e em 57 ocasiões uma ex-primeira-dama.

Este tem sido o caso desde 1997, com Hillary Clinton, casada com o ex-Presidente Bill Clinton, como a mais nomeada, tal como Michelle Obama, de 2018 e 2020, e Laura Bush, em 2001.

Melania Trump esteve entre as 10 primeiras nos últimos quatro anos, mas nunca liderou a lista, tal como aconteceu anteriormente com Bess Truman (1945-1953) e Lady Bird Johnson (1963-1969).

O inquérito foi levado a cabo por telefone entre 1 e 17 de dezembro numa amostra aleatória de 1.080 adultos com mais de 18 anos em todos os 50 estados dos EUA e no Distrito da Colúmbia, onde se situa a capital, Washington.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …