Trump diz que China ligou para desbloquear negociações. Chineses não sabem “de chamada nenhuma”

Donald Trump disse que a China fez “duas chamadas muito, muito boas” a pedir o regresso a mesa de negociações. Pequim nega.

Contrariando o que Donald Trump disse no final da cimeira do G7, esta segunda-feira, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China negou ter havido qualquer chamada para os Estados Unidos da parte de Pequim a pedir o recomeço das negociações para pôr fim à guerra comercial entre as duas potências.

Não sabemos nada dessas chamadas ao longo do fim-de-semana de que fala”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês Geng Shuang, em conferência de imprensa esta terça-feira, citado pelo Observador.

As declarações do responsável surgem depois de o Presidente norte-americano ter dito que dois membros do governo chinês tinham feito “duas chamadas muito, muito boas“. De acordo com Donald Trump, os emissários chineses tinham dito ao telefone que queriam “fazer um acordo” para pôr um ponto final à guerra comercial entre os dois países.

Desde que a China avisou que ia colocar tarifas a importações no valor de 75 mil milhões de dólares, cerca de 67,5 mil milhões de euros, em produtos norte-americanos, Trump tem-se desdobrado em afirmações e anúncios contraditórios, e este é mais um capítulo nesta história de avanços e recuos.

Na sexta-feira, o Presidente dos Estados Unidos escreveu no Twitter que o país tinha perdido “de forma estúpida” bilhões de dólares com a China ao longo do anos, acusando Pequim de roubo de propriedade intelectual. “Não precisamos da China e, sinceramente, estaríamos melhores sem eles”, escreveu.

Depois, Trump escreveu algo que fez soar alguns alertas. “As excelentes empresas americanas têm, desta forma, ordens para começarem imediatamente a procurar uma alternativa à China, inclusive trazerem as suas empresas de volta para o nosso país, fabricando os seus produtos nos EUA”, escreveu.

Além destas declarações, Trump anunciou também que os EUA iriam aumentar as tarifas para bens importados da China, atualmente nos 25%, para 30% a partir de 1 de outubro. O Presidente anunciou também que os EUA se preparavam para aumentar de 10 para 15%, em duas fases, as tarifas correspondentes a 300 mil milhões de dólares (270 mil milhões de euros) de importações da China.

Contudo, no sábado, Trump admitiu mudar de ideias quanto aos anúncios feitos na véspera. Quando questionado pelos jornalistas se tinha “dúvidas” quanto ao aumento anunciado de tarifas, o Presidente dos EUA respondeu: “Sim, porque não? Pode ser que sim, pode ser que sim. Eu tenho dúvidas em relação a tudo”.

Mais tarde, depois da polémica levantada pelas palavras de Trump, a porta-voz da Casa Branca disse que foram “muito mal interpretadas”, referindo que o seu “pode ser que sim” era uma resposta à possibilidade de aumentar ainda mais as tarifas.

Logo depois, Donald Trump acrescentou que não sabia qual ia ser o próximo passo – “neste momento não tenho um plano” – e referiu que os Estados Unidos estavam a dar-se “muito bem com a China” naquela altura. “Acho que eles querem um acordo muito mais do que eu quero.”

As incertezas nos discursos de Trump levaram a uma queda das bolsas asiáticas. Segundo o Observador, esta segunda-feira, o Hang Seng (Hong Kong) caiu uma média de 2,16% nos últimos cinco dias, tudo isto acompanhado para uma queda do valor do yuan, a moeda chinesa, para um mínimo histórico em 11 anos.

O japonês Nikkei 225 perdeu em igual período um total de 1,07%, com a maior queda a verificar-se na abertura dos mercados esta segunda-feira, em que perdeu 2,3%.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …

Covid-19. Mais 1.027 casos e 58 mortes em Portugal

Portugal registou hoje 58 mortes e 1.027 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico desta sexta-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.027 novos …

Costa anuncia "passaporte sanitário" para circulação na UE (e aposta em novos modelos económicos)

O primeiro-ministro António Costa anunciou esta sexta-feira que a Comissão Europeia vai preparar um documento para facilitar a circulação entre países da União Europeia (UE). Segundo avançou o Correio da Manhã, este "passaporte sanitário", que estará …

Vírus já circulava "de forma silenciosa" em Portugal em fevereiro (e veio principalmente do Reino Unido)

O Reino Unido, com mais casos, e a Itália, com mais peso na transmissão comunitária, foram os países com maior impacto no início da pandemia de covid-19 em Portugal, revela esta sexta-feira um estudo do …

Morreu Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto

Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto, faleceu esta sexta-feira, aos 32 anos. O internacional português sofreu uma paragem cardiorrespiratória no treino de segunda-feira. Alfredo Quintana, guarda-redes da equipa de andebol do FC Porto e …

Rainha de Inglaterra encoraja população a ser vacinada. Processo é "inofensivo"

A rainha de Inglaterra, Isabel II, encorajou esta sexta-feira as pessoas a serem vacinadas contra a covid-19, garantindo que a injeção é rápida, inofensiva e vai ajudar a proteger todos os cidadãos contra a doença. Numa …