Trump diz que China ligou para desbloquear negociações. Chineses não sabem “de chamada nenhuma”

Donald Trump disse que a China fez “duas chamadas muito, muito boas” a pedir o regresso a mesa de negociações. Pequim nega.

Contrariando o que Donald Trump disse no final da cimeira do G7, esta segunda-feira, um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China negou ter havido qualquer chamada para os Estados Unidos da parte de Pequim a pedir o recomeço das negociações para pôr fim à guerra comercial entre as duas potências.

Não sabemos nada dessas chamadas ao longo do fim-de-semana de que fala”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês Geng Shuang, em conferência de imprensa esta terça-feira, citado pelo Observador.

As declarações do responsável surgem depois de o Presidente norte-americano ter dito que dois membros do governo chinês tinham feito “duas chamadas muito, muito boas“. De acordo com Donald Trump, os emissários chineses tinham dito ao telefone que queriam “fazer um acordo” para pôr um ponto final à guerra comercial entre os dois países.

Desde que a China avisou que ia colocar tarifas a importações no valor de 75 mil milhões de dólares, cerca de 67,5 mil milhões de euros, em produtos norte-americanos, Trump tem-se desdobrado em afirmações e anúncios contraditórios, e este é mais um capítulo nesta história de avanços e recuos.

Na sexta-feira, o Presidente dos Estados Unidos escreveu no Twitter que o país tinha perdido “de forma estúpida” bilhões de dólares com a China ao longo do anos, acusando Pequim de roubo de propriedade intelectual. “Não precisamos da China e, sinceramente, estaríamos melhores sem eles”, escreveu.

Depois, Trump escreveu algo que fez soar alguns alertas. “As excelentes empresas americanas têm, desta forma, ordens para começarem imediatamente a procurar uma alternativa à China, inclusive trazerem as suas empresas de volta para o nosso país, fabricando os seus produtos nos EUA”, escreveu.

Além destas declarações, Trump anunciou também que os EUA iriam aumentar as tarifas para bens importados da China, atualmente nos 25%, para 30% a partir de 1 de outubro. O Presidente anunciou também que os EUA se preparavam para aumentar de 10 para 15%, em duas fases, as tarifas correspondentes a 300 mil milhões de dólares (270 mil milhões de euros) de importações da China.

Contudo, no sábado, Trump admitiu mudar de ideias quanto aos anúncios feitos na véspera. Quando questionado pelos jornalistas se tinha “dúvidas” quanto ao aumento anunciado de tarifas, o Presidente dos EUA respondeu: “Sim, porque não? Pode ser que sim, pode ser que sim. Eu tenho dúvidas em relação a tudo”.

Mais tarde, depois da polémica levantada pelas palavras de Trump, a porta-voz da Casa Branca disse que foram “muito mal interpretadas”, referindo que o seu “pode ser que sim” era uma resposta à possibilidade de aumentar ainda mais as tarifas.

Logo depois, Donald Trump acrescentou que não sabia qual ia ser o próximo passo – “neste momento não tenho um plano” – e referiu que os Estados Unidos estavam a dar-se “muito bem com a China” naquela altura. “Acho que eles querem um acordo muito mais do que eu quero.”

As incertezas nos discursos de Trump levaram a uma queda das bolsas asiáticas. Segundo o Observador, esta segunda-feira, o Hang Seng (Hong Kong) caiu uma média de 2,16% nos últimos cinco dias, tudo isto acompanhado para uma queda do valor do yuan, a moeda chinesa, para um mínimo histórico em 11 anos.

O japonês Nikkei 225 perdeu em igual período um total de 1,07%, com a maior queda a verificar-se na abertura dos mercados esta segunda-feira, em que perdeu 2,3%.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …

Nani entre os candidatos a melhor jogador da época na MLS

O internacional português, capitão dos Orlando City, está entre os 46 jogadores nomeados para o prémio de melhor da época na liga norte-americana de futebol (MLS), anunciou, esta quinta-feira, o organismo. A eleição decorre até 9 …

"Estranho, muito estranho". Ana Gomes comenta morte do marido de Isabel dos Santos e é criticada

O empresário congolês Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, morreu no Dubai, durante a prática de mergulho. Uma morte prematura aos 48 anos que leva Ana Gomes a comentar o assunto como "estranho", "muito …

Conselho Europeu. Vacinas distribuídas de forma justa e fronteiras não vão fechar

O presidente do Conselho Europeu garantiu, esta quinta-feira, no final de uma videoconferência entre os líderes da União Europeia, que os 27 estão "unidos" para enfrentar a "luta difícil" contra a segunda vaga da covid-19. "A …

Teletrabalho sim, confinamento não. O que vai sair do Conselho de Ministros de sábado

O Conselho de Ministro reúne no próximo sábado para discutir novas medidas para conter a propagação do novo coronavírus e em cima da mesa está o regresso ao teletrabalho e medidas de restrição à circulação. A …

Conselho de Disciplina instaura dois processos disciplinares a Varandas

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou, esta quinta-feira, dois processos disciplinares ao presidente do Sporting, na sequência das declarações proferidas sobre o seu homólogo do FC Porto e das …