Sob pressão, Trump cede (para já) e acaba com o shutdown

O presidente americano Donald Trump anunciou esta sexta-feira, na Casa Branca, que vai fazer um acordo para colocar fim ao shutdown, que paralisa a administração dos Estados Unidos há cinco semanas.

Sob forte pressão social, Donald Trump cedeu no braço de ferro com os democratas, tendo aceitado uma proposta de acabar com o shutdown antes de retomar a discussão sobre a construção do muro na fronteira com o México.

Com este acordo para o fim do shutdown, o chefe de Estado norte-americano criou  condições para o financiamento dos serviços federais até ao dia 15 de fevereiro, mas ameaçou voltar a paralisar a administração do estado se, até essa data, nenhum consenso tenha sido encontrado sobre a construção do muro com o México.

Após mais de um mês de paralisação, que afecta 800 mil funcionários federais, que se encontram privados de salário, o presidente pediu que o novo texto seja submetido imediatamente a votação no Congresso.

Apesar de ter esta sexta-feira aparentemente cedido às pressões que nas últimas semanas se tÇem vindo a intensificar, Trump não desistiu do seu muro. “Não temos outra opção a não ser construir um muro resistente ou uma barreira de aço”, insistiu mais uma vez.

O acordo vai agora ser submetido a votação no Senado, de maioria republicana. Para ser aprovado, o texto precisa de 60 votos de um total de 100, após o que será enviado à Câmara de Representantes, de maioria democrata.

A pressão contra o shutdown subiu de tom esta sexta-feira, obrigando Donald Trump a tomar uma decisão para acalmar os 800 mil funcionários federais que estão sem se deslocar para o emprego ou a trabalhar sem salário desde o dia 22 de dezembro do ano passado. Alguns destes funcionários serão pagos posteriormente, mas parte deles ficarão mesmo sem o vencimento que deixaram de receber.

Entretanto, diversas perturbações foram registadas nos aeroportos de Nova York e de Filadélfia por falta de funcionários. As associações do controle aéreo já tinham alertado, desde quinta-feira, para as consequências do shutdown na segurança dos transportes em geral, e para os riscos de segurança na aviação comercial em particular.

De acordo com sondagens publicadas desde o início da semana, Donald Trump e os republicanos são vistos como responsáveis pela situação. No partido republicano, do presidente americano, o mal-estar tem vindo a instalar-se, perante a avalanche de testemunhos de trabalhadores infelizes com a situação.

RFI ZAP // RFI

PARTILHAR

RESPONDER

Assistente que não validou golo de Portugal na Sérvia afastado do Euro 2020

O holandês Mario Diks, o árbitro assistente que não validou o golo de Cristiano Ronaldo nos instantes finais do Sérvia-Portugal, na qualificação para o Mundial 2022 de futebol, confirmou nesta terça-feira que vai falhar o …

Rússia está a criar a primeira unidade militar com tanques robôs

A agência de notícias estatal TASS avança que o Exército russo está a montar a sua primeira unidade militar armada com tanques robôs. O Exército russo está a desenvolver a sua primeira unidade militar armada com …

PSD propõe solução ao Governo para reduzir injeção no Novo Banco

O PSD defende que o Governo tem um argumento jurídico que pode usar para limitar os pagamentos do Fundo de Resolução ao Novo Banco este ano. Em causa está um artigo do Código Civil que …

Quarentena de 21 dias, testes e fecho de casinos levam Macau a erradicar covid-19

Macau, um dos primeiros territórios a identificar o novo coronavírus, é agora um dos locais livres de covid-19, estando há cerca de 380 dias sem qualquer registo de infeção local, segundo os dados oficiais. O …

Costa preocupado com desconfinamento. Concelhos de risco dão dores de cabeça

Com a terceira fase de desconfinamento aí à porta, o Governo ainda tem dúvidas sobre o que fazer, mantendo algumas pontas soltas. A maior preocupação incide nos conselhos onde há mais casos. Durante a reunião do …

Para prevenir acidentes, China inaugura o primeiro semáforo para camelos do mundo

Autoridades do norte da China inauguraram este domingo o que dizem ser o primeiro sinal de trânsito para camelos do mundo perto da cidade de Dunhuang, província de Gansu. O semáforo para camelos entrou em operação …

PRR terá mecanismo de fiscalização no Parlamento. PSD quer bazuca durante a presidência portuguesa da UE

O ministro do Planeamento, Nelson Souza recebeu nesta terça-feira, os partidos com assento parlamentar e as deputadas não inscritas para conversas bilaterais sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Trata-se da chamada "bazuca" que virá …

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …