Sob pressão, Trump cede (para já) e acaba com o shutdown

O presidente americano Donald Trump anunciou esta sexta-feira, na Casa Branca, que vai fazer um acordo para colocar fim ao shutdown, que paralisa a administração dos Estados Unidos há cinco semanas.

Sob forte pressão social, Donald Trump cedeu no braço de ferro com os democratas, tendo aceitado uma proposta de acabar com o shutdown antes de retomar a discussão sobre a construção do muro na fronteira com o México.

Com este acordo para o fim do shutdown, o chefe de Estado norte-americano criou  condições para o financiamento dos serviços federais até ao dia 15 de fevereiro, mas ameaçou voltar a paralisar a administração do estado se, até essa data, nenhum consenso tenha sido encontrado sobre a construção do muro com o México.

Após mais de um mês de paralisação, que afecta 800 mil funcionários federais, que se encontram privados de salário, o presidente pediu que o novo texto seja submetido imediatamente a votação no Congresso.

Apesar de ter esta sexta-feira aparentemente cedido às pressões que nas últimas semanas se tÇem vindo a intensificar, Trump não desistiu do seu muro. “Não temos outra opção a não ser construir um muro resistente ou uma barreira de aço”, insistiu mais uma vez.

O acordo vai agora ser submetido a votação no Senado, de maioria republicana. Para ser aprovado, o texto precisa de 60 votos de um total de 100, após o que será enviado à Câmara de Representantes, de maioria democrata.

A pressão contra o shutdown subiu de tom esta sexta-feira, obrigando Donald Trump a tomar uma decisão para acalmar os 800 mil funcionários federais que estão sem se deslocar para o emprego ou a trabalhar sem salário desde o dia 22 de dezembro do ano passado. Alguns destes funcionários serão pagos posteriormente, mas parte deles ficarão mesmo sem o vencimento que deixaram de receber.

Entretanto, diversas perturbações foram registadas nos aeroportos de Nova York e de Filadélfia por falta de funcionários. As associações do controle aéreo já tinham alertado, desde quinta-feira, para as consequências do shutdown na segurança dos transportes em geral, e para os riscos de segurança na aviação comercial em particular.

De acordo com sondagens publicadas desde o início da semana, Donald Trump e os republicanos são vistos como responsáveis pela situação. No partido republicano, do presidente americano, o mal-estar tem vindo a instalar-se, perante a avalanche de testemunhos de trabalhadores infelizes com a situação.

ZAP // RFI

PARTILHAR

RESPONDER

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …