Afinal foi Trump quem “ditou” a carta sobre o seu estado de saúde

Kevin Dietsch / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O ex-médico pessoal do Presidente dos EUA afirmou que não redigiu o documento no qual era declarado que o então candidato republicano à Presidência gozava de perfeita saúde, atribuindo a responsabilidade do texto ao próprio multimilionário.

Donald Trump ditou toda a carta. Não escrevi essa carta”, assegurou Harold Bornstein, em declarações feitas na terça-feira à CNN e hoje citadas pelas agências internacionais e por vários media norte-americanos.

Em dezembro de 2015, os responsáveis pela campanha presidencial de Donald Trump divulgaram uma nota escrita, atribuída ao médico Harold Bornstein, sobre o bom estado de saúde do então candidato republicano à Casa Branca.

O documento descrevia a resistência e a força física de Trump como “extraordinárias” e reforçava que o candidato republicano era “o individuo mais saudável alguma vez a ser eleito para a Presidência”.

O médico, que exerce na cidade de Nova Iorque, na zona de Manhattan, afirmou alguns meses mais tarde que tinha escrito o texto em questão de forma apressada, enquanto o carro de Trump aguardava pelo documento.

Nestas novas revelações, o médico indicou ainda que elementos próximos do Presidente, entre os quais um guarda-costas do chefe de Estado e um advogado da Organização Trump, entraram no seu gabinete em fevereiro de 2017 e levaram todos os registos médicos relacionados com o atual Presidente.

“Estiveram no gabinete entre 25 e 30 minutos. Foi um verdadeiro caos“, contou Bornstein, de 70 anos, declarando sentir-se “violentado, assustado e triste”.

Na terça-feira, a Casa Branca rejeitou estas alegações do médico, com a porta-voz da Presidência norte-americana, Sarah Sanders, a afirmar que se tratou de um “procedimento normal”. “Os dossiês estavam a ser transferidos para a unidade médica da Casa Branca”.

Harold Bornstein foi o médico pessoal de Donald Trump durante 35 anos, segundo a estação norte-americana NBC.

Em janeiro passado, o médico da Casa Branca, Ronny Jackson, declarou que o chefe de Estado, de 71 anos, gozava de uma “excelente saúde”.

“A visita médica de hoje do Presidente ao hospital militar nacional de Walter Reed decorreu extremamente bem. O Presidente está em excelente saúde”, declarou na altura Ronny Jackson, que desde 2013 estava encarregado de supervisionar o estado de saúde do anterior Presidente, o democrata Barack Obama.

Na semana passada, o médico Ronny Jackson viu-se envolvido numa polémica relacionada com a prescrição excessiva de medicamentos e com o consumo de álcool. Perante tal polémica, o médico foi forçado a desistir da nomeação para o cargo de secretário dos Assuntos dos Veteranos.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

SEF instaurou inspeção interna à morte de ucraniano, mas não detetou suspeitas de crime

Esta quarta-feira, o ministro da Administração Interna prestou esclarecimentos sobre a morte de um cidadão ucraniano à guarda do SEF, no aeroporto de Lisboa, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias. Eduardo Cabrita considerou …

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …