Trump apoia Boris Johnson como novo líder conservador britânico

BackBoris2012 / Flickr

O ex-mayor de Londres e ex-ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Boris Johnson

O presidente dos EUA, Donald Trump, que inicia segunda-feira uma visita de Estado ao Reino Unido, manifestou o seu apoio a Boris Johnson como novo líder conservador, ao afirmar quer seria um “excelente” primeiro-ministro britânico.

“Creio que Boris faria um trabalho muito bom”, disse Trump sobre o ex-chefe da diplomacia britânico, numa entrevista publicada hoje no The Sun. O presidente norte-americano manifestou o seu apoio a Johnson antes de o Partido Conservador britânico iniciar oficialmente, no próximo dia 10, o processo para eleger o novo líder “tory” e chefe do Executivo, após demitir Theresa May do Governo, no próximo dia 7.

Para substituir May, num processo que se espera que termine em meados ou finais de julho, apresentaram-se mais de dez deputados conservadores, entre os quais o ministro das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, e o do Interior, Sajid Javid.

“Conheço os vários candidatos. Mas creio que Boris faria um trabalho muito bom. Creio que seria excelente. Gosto dele, sempre gostei dele”, assinalou Trump, que qualificou o antigo responsável do Ministérios das Relações Exteriores como um político “muito talentoso”.

O dirigente norte-americano recusou-se a dizer os nomes dos políticos conservadores que lhe terão pedido o seu apoio, embora se tenha expressado de forma favorável relativamente a Hunt.

Boris Johnson aparece como favorito para suceder a May, num processo de várias votações entre os deputados, no qual, pouco a pouco, os candidatos serão eliminados até restarem apenas dois. Os dois últimos candidatos devem, então, submeter-se à eleição dos afiliados conservadores.

Na passada quarta-feira, um juiz ordenou que Johnson comparecesse perante um tribunal por supostamente “mentir” sobre as contribuições do país para a União Europeia (UE) na campanha do referendo de 2016. Na campanha, em que defendeu o Brexit, o político chegou a dizer que o Reino Unido destinou 350 milhões de libras (396 milhões de euros) por semana ao bloco europeu. Johnson enfrenta uma acusação privada do ativista Marcus Ball, que o acusa de “má conduta em cargos públicos” devido a esta afirmação.

Os advogados representantes de Ball pediram que Johnson fosse responsabilizado pelo tribunal, argumentando que o político enganou deliberadamente os cidadãos durante a campanha antes do referendo, realizado em 23 de junho de 2016. Além disso, de acordo com a acusação, o político britânico reiterou essa mesma mensagem durante as eleições gerais de 2017.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Responder a Eu! Cancelar resposta

Venda de vinhos alentejanos para a Suécia disparou (e foi graças à pandemia)

Nunca se tinham vendido tantos vinhos alentejanos para a Suécia como durante o período de confinamento em Portugal. A estratégia menos restritiva dos suecos contra a covid-19 ajuda a explicar esse cenário, verificando-se a mesma …

Spray nasal investigado na Austrália pode travar covid-19 (e tem uma taxa de eficácia de 96%)

É simples: com apenas uma ou duas aplicações por semana, o novo spray pode evitar que as pessoas infetadas com o novo coronavírus contagiem as outras à sua volta. Muito se tem falado sobre uma potencial …

Brad Parscale, ex-diretor de campanha de Trump, hospitalizado após tentativa de suicídio

O antigo diretor digital de campanha de Donald Trump, Brad Parscale, foi hospitalizado depois de a mulher ter alertado para tentativa de suicídio. Brad Parscale, ex-diretor digital de campanha do atual Presidente dos Estados Unidos, Donald …

Variante de SARS-CoV-2 oriunda de Itália marcou início da pandemia. Circulou durante dias sem controlo

O arranque da epidemia em Portugal foi marcado pela “disseminação massiva” de uma variante do SARS-CoV-2 com uma mutação específica, que começou a circular nas regiões Norte e Centro mais de uma semana antes do …

Existem 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas

Existem atualmente em Portugal 51 surtos ativos de covid-19 em lares e 12 em escolas, revelou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, a diretora-geral da Direção-Geral da Saúde, Graça Freitas. Sem identificar especificamente os lares …

Catalunha. Supremo Tribunal espanhol confirma inabilitação de Quim Torra

O Supremo Tribunal espanhol confirmou esta segunda-feira a inabilitação por um ano e meio do presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, por desobediência à junta eleitoral central. O acórdão, aprovado por unanimidade, obriga Torra …

Já há mais 6.829 mortes do que em 2019, mas covid-19 só fez 2 mil. Óbitos em casa subiram 18%

Desde o início da pandemia, há registo de um aumento de 18% de óbitos que ocorrem em casa e as mortes em investigação subiram 24%. Nos hospitais há uma subida de 5,6% na taxa de …

PCP diz que pandemia é usada como pretexto para intensificar exploração dos trabalhadores

O secretário-geral do PCP consideraque a pandemia de covid-19 está a ser utilizada como pretexto para se tentar fazer regredir décadas em conquistas de direitos, através do que apelidou de "teorias do 'novo normal'". Jerónimo de …

Morreu o bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa

O bailarino e coreógrafo Jorge Salavisa, que dirigiu o Ballet Gulbenkian e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), morreu esta segunda-feira, aos 81 anos, confirmou à agência Lusa fonte oficial da CNB. A notícia da morte …

Suíça chumbou restrições à entrada de estrangeiros proposta por nacionalistas

Os suíços votaram em referendo, este domingo, contra a imposição de restrições à imigração para cidadãos da União Europeia. Os eleitores rejeitaram por 61,7% a iniciativa popular lançada pela direita populista do SVP, maior partido do …