Trump acusa China de querer travar a sua reeleição. Casa Branca prepara medidas de retaliação

Jim Lo Scalzo / EPA

Numa entrevista à Reuters, Donald Trump acusou o Governo chinês de ter escondido a gravidade do novo coronavírus e sugeriu que este comportamento teve como objetivo dificultar a sua reeleição.

O Presidente dos Estados Unidos afirmou, numa recente entrevista à agência Reuters, que a China “fará tudo o que puder para me fazer perder esta corrida”, acusando as autoridades chinesas de preferirem a eleição do candidato do Partido Democrata, Joe Biden.

Para Donald Trump, a vitória de Biden nas eleições presidenciais faria com que os Estados Unidos aliviassem a pressão sobre a China para a renegociação de acordos comerciais.

Por um lado, Trump acusa a China e a Organização Mundial ds Saúde de serem as principais responsáveis pela pandemia e suas consequências nos EUA. Por sua vez, segundas figuras do regime chinês acusam o Presidente norte-americano de querer esconder os seus próprios erros na gestão da crise.

Segundo o Público, na entrevista à Reuters, o Presidente dos EUA não acusou directamente Xi Jinping, de quem disse, em várias ocasiões, ser amigo. No entaot, pela primeira vez, Trump estabeleceu uma ligação direta entre a pandemia e as eleições presidenciais nos Estados Unidos.

Questionado sobre se está em preparação alguma resposta concreta à China pela forma como geriu o desenvolvimento da crise de saúde, Donald Trump não entrou em pormenores e disse que o assunto ainda está a ser investigado.

“Eu tenho poder para fazer muitas coisas. E eles estão sempre a usar relações públicas para fazerem crer que são inocentes”, disse.

Casa Branca prepara medidas de retaliação

A Casa Branca já está a iniciar os trabalhos de preparação de medidas retaliatórias tomadas pelos EUA visando a China, avança o The Washington Post.

As medidas retaliatórias, pela forma como o regime geriu o início do surto do novo coronavírus, podem ser sanções económicas ou pedidos de indemnizações pelos danos económicos causados pela pandemia.

Segundo fontes ouvidas pelo diário, além de pessoas de várias agências governamentais vão, também, ser envolvidos responsáveis ligados aos serviços secretos. Ainda assim, o Washington Post sabe que está em cima da mesa a hipótese de retirar à China o seu estatuto de “imunidade soberana”.

Tal permitiria que empresas, pessoas e o próprio Governo pudessem demandar a China, judicialmente, pedindo reparações financeiras. Apesar de estar a ser ponderado, a hipótese não parece exequível, uma vez que envolveria passar legislação nesse sentido no Congresso.

Castigar a China é, sem dúvida, o objeto de fixação da cabeça do Presidente neste momento”, revelou uma das fontes.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Trump tornou-se patético, obcecado com o sucesso da China e do seu regime comunista. É claro q este sucesso é uma ameaça para o capitalismo, culpado de ser incapaz de erradicar a pobreza, se não a miséria em q vivem milhões de seres humanos, com crianças a morrer de fome.

RESPONDER

Merkel cede e aceita levantamento progressivo das medidas. França estima que situação melhore em abril

A chanceler alemã, Angela Merkel, aceitou na quarta-feira um levantamento progressivo das restrições contra a pandemia na Alemanha, cedendo a um descontentamento crescente na opinião e no próprio governo a sete meses das eleições legislativas. Ao …

Não tem de "haver culpados" no incêndio que matou cães em Santo Tirso, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu ontem que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo …

Diagnóstico de grupo de peritos confirma cenário negro na Saúde Pública

A Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação pinta um retrato negro do estado da Saúde Pública em Portugal. Em fevereiro do ano passado, a ministra Marta Temido nomeou …

"Raciocínio Neandertal". Biden critica fim das máscaras obrigatórias no Texas

O Presidente norte-americano criticou, esta quarta-feira, a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara, classificando-a de "raciocínio Neanderthal". "Estamos à beira de ser capazes de mudar fundamentalmente a natureza …

Joacine já exonerou quatro assessores desde que saiu do Livre

Silavnia de Barros e Inês Beleza Barreiros saíram do gabinete de Joacine Katar Moreira. A deputada não-inscrita já exonerou quatro assessores desde que se desvinculou do Livre. Esta quarta-feira, um despacho publicado em Diário da República …

Redução da renda, mais apoio e menos burocracia. As propostas do PCP para ajudar pequenos empresários

O PCP vai entregar quatro propostas e um projeto de lei para que o Governo adote medidas para auxiliar as pequenas e médias empresas após ouvir as queixas dos pequenos e médios empresários. De acordo com …

Lista do PSD faz estalar o verniz: há candidatos que não o são e autarcas que não foram contactados

O PSD anunciou, esta quarta-feira, uma lista com 100 nomes para concorrerem às eleições autárquicas, mas há autarcas a demarcarem-se da decisão anunciada pela direção. O nome de Paulo Manuel Santos, atual presidente da Câmara de …

Catarina Martins diz que "PS é muito permeável ao poder económico"

Apesar de afastar uma coligação pré-eleitoral com o PS em Lisboa, Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, admite que o partido está disponível para dialogar com António Costa, mas sem "chantagens". Em entrevista ao Público …

Polícia do Capitólio alerta para ameaça de nova invasão já esta quinta-feira

A polícia do Capitólio, responsável pela segurança do Congresso dos Estados Unidos, alertou para a ameaça de uma milícia invadir a sede do Congresso na quinta-feira, com ligações a uma teoria de conspiração. A agência …

AstraZeneca reduz risco de hospitalização de idosos. Cuba tem nova vacina (e pode envolver 3 doses)

A injeção de uma dose da vacina AstraZeneca/Oxford contra a covid-19 permite reduzir em mais de três quartos o risco de hospitalização de idosos com mais de 80 anos, conclui um estudo britânico. Os resultados, ainda …