Trump: 5G “é uma corrida que vamos vencer”

Cristobal Herrera / EPA

O Presidente dos Estados Unidos afirmou na sexta-feira que o país tem de desenvolver e implementar a tecnologia da quinta geração móvel (5G), sublinhando que esta é uma corrida que o país “tem de vencer”.

“Não podemos permitir que qualquer outro país ultrapasse os EUA nesta poderosa indústria do futuro (…) simplesmente não podemos permitir que isso aconteça”, disse Donald Trump, na sexta-feira, na Casa Branca.

“A corrida 5G é uma corrida que os Estados Unidos devem vencer e, francamente, é uma corrida em que as nossas grandes empresas já estão envolvidas. Damos-lhes o incentivo de que precisam e é uma corrida que vamos ganhar“, acrescentou.

Embora Trump não tenha feito referência direta a outros países, a China e outros países da Ásia também estão a desenvolver de forma acelerada a tecnologia 5G. No dia 5 de abril a Coreia do Sul começou a disponibilizar a rede móvel de quinta geração através de três operadoras, tornando-se no primeiro país com esta tecnologia, em 85 cidades, rodovias ou linhas ferroviárias de alta velocidade e que pretende estender a todo o território.

Nos Estados Unidos, o 5G só está disponível, neste momento através da operadora Verizon e em certas áreas de Chicago e Minneapolis. No entanto, Trump assegurou que os EUA vão reforçar os mercados 5G até o final do ano: “Os EUA terão 5G em 92 mercados no país”. “Vamos acelerar esse ritmo rapidamente”, afirmou.

“Não podemos descansar, a corrida está longe de terminar, as empresas americanas precisam de liderar a tecnologia de telemóveis globalmente, as redes 5G precisam de estar seguras, precisam de ser fortes, precisam de ser protegidas do inimigo”, disse o Presidente norte-americano. No discurso, Trump deixou claro que o Governo deixou toda a iniciativa de desenvolvimento 5G para o setor privado.

O desenvolvimento do 5G tem, porém, vindo a ser marcado por polémicas relacionadas com a fabricante chinesa Huawei. A Huawei é acusada de espionagem industrial e outros 12 crimes pelos Estados Unidos, país que chegou a proibir a compra de produtos da marca em agências governamentais e que tem tentado pressionar outros, como Portugal, a excluírem a empresa no desenvolvimento das redes 5G.

Portugal já disse que não o fará e desvalorizou a polémica.

A Huawei tem também rejeitado as suspeitas, insistindo que não tem ‘portas traseiras’ para aceder e controlar qualquer dispositivo sem o conhecimento do utilizador.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não basta prometer, é preciso fazer.
    E até ao momento só têm boicotado os asiáticos, com ameaças de perigos… Chegaram a prender a representante da Huawei.

  2. Sim, vão “vencer” se continuarem a excluir empresas asisticas e europeias, senão (sem batota!) ficam como estão agora – em ÚLTIMO!!

RESPONDER

Líder da CSU quer cadeira de Merkel (e vai disputar corrida com líder da CDU)

Se a aliança democrata-cristã CDU/CSU vencer nas eleições legislativas de setembro, o próximo chanceler alemão será um homem: o líder da CDU Armin Laschet ou o homólogo da CSU, Markus Soeder. O líder da CSU, Markus …

Irão acusa Israel de ataque a central nuclear e promete "vingança"

O Irão acusou Israel de responsabilidade num ataque que atingiu, este domingo, a instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, deixando entender que se registaram danos nas centrifugadoras, e prometendo "vingança". "Com esta ação, o regime …

Abel Ferreira expulso e Palmeiras perde Supertaça para o Flamengo

O Flamengo bateu o Palmeiras nos penáltis, este domingo, depois de um empate 2-2 no tempo regulamentar, na final da Supertaça do Brasil, na qual o treinador português acabou expulso por protestos. O médio Raphael Veiga, …

Centeno quer que BdP possa vender bancos sem aval da Autoridade da Concorrência. Regulador está contra

As novas regras da banca preveem que o Banco de Portugal (BdP) possa alienar total ou parcialmente um banco a outra instituição sem ter de esperar pela decisão da Autoridade da Concorrência. Porém, o regulador …

Ruben Amorim falou do "campeonato cheio de artistas", mas fintou arbitragem após novo empate

O Sporting empatou o segundo jogo consecutivo e Ruben Amorim acabou expulso já depois do apito final no jogo com o Famalicão (1-1). Fintando o tema da arbitragem, o treinador dos leões falou de um …

"Só amamos as batalhas difíceis." Sócrates culpa silêncio da esquerda pela ascensão da extrema-direita

"Passei sete anos a defender-me da mentira da fortuna escondida e no final ouço, pela primeira vez, que há indícios de um crime que já prescreveu." José Sócrates escreveu um artigo de opinião, no jornal …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: O Alpinista Descendente

Maior animação no topo da tabela. Um líder em queda, o dragão europeu, uma águia mais artística. Números e frases da semana, visto da Linha de Fundo. Fama sem proveito Sporting CP (Pedro Gonçalves 25') 1 …

Mourinho soma mais uma derrota. Ingleses desiludidos com o seu futebol

O Tottenham atrasou-se, este domingo, na luta pelo acesso à Liga dos Campeões, com uma derrota caseira por 3-1 perante o Manchester United. Em Londres, na 31.ª jornada da Premier League, o Tottenham até esteve em …

TAP alarga ainda mais medidas voluntárias. Podem sair mais 600 pessoas

Elevado interesse de muitos funcionários levou a companhia aérea a criar uma fase intermédia, que começou no domingo e dura até sexta-feira, que pode levar à saída de mais 600 pessoas. A TAP anunciou que vai …

AC Milan define preço a pagar por Rafael Leão

Face ao interesse de clubes como Everton e Juventus, o AC Milan definiu a fasquia das futuras propostas por Rafael Leão: no mínimo, 50 milhões de euros. A cumprir a sua segunda temporada ao serviço do …