“Troco todo o mundo da segurança”. Moro apresenta vídeo que prova pressões de Bolsonaro

Isac Nóbrega / PR

O presidente do Brasil Jair Bolsonaro, com o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro

“Não vou esperar f**** alguém da minha família. Troco todo o mundo da segurança. Troco o chefe. Troco o ministro”, afirmou o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante uma reunião com o então ministro da Justiça, Sérgio Moro, a 22 de abril, revelou o portal de notícias G1.

Segundo referiu o Expresso, Moro disse às autoridade que o vídeo era a principal prova de que sofria pressões de Bolsonaro, enquanto ministro, e que o Presidente interferia na Polícia Federal. O Governo, apontou a publicação, tardou a cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de permitir o visionamento do vídeo.

Entretanto, o ex-superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro, Carlos Henrique Oliveira, confirmou na quarta-feira que um dos filhos do Presidente foi investigado. No depoimento à Justiça, a que o Globo teve acesso, afirmou ter “conhecimento de uma investigação no âmbito eleitoral”, embora não tenha “havido indiciamento”.

Estas declarações do ex-superintendente, afastado na semana passada da Polícia Federal do Rio de Janeiro, contrariam Bolsonaro, que na véspera declarará à imprensa que “a Polícia Federal nunca investigou ninguém” da sua família. Carlos Henrique Oliveira indicou que nunca recebeu qualquer pedido de Bolsonaro em relação às investigações em curso.

O ex-superintendente prestou depoimento numa investigação solicitada pela Procuradoria-Geral da República, sob a supervisão do STF, sobre a alegada interferência política na Polícia Federal por parte de Bolsonaro.

O Globo revelou ainda o senador Flávio Bolsonaro, filho do Presidente, era investigado num inquérito em curso na Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro sobre um alegado branqueamento de capitais e falsidade ideológica eleitoral, investigação que a Polícia arquivou em março.

Senado Federal / Flickr

O senador Flávio Bolsonaro, filho do Presidente brasileiro Jair Bolsonaro

O depoimento de Carlos Henrique Oliveira e de outros membros da Polícia e do Executivo foi determinado pelo STF, após as declarações de Moro que, em 24 de abril, pediu a demissão do cargo ministerial e acusou Bolsonaro de interferir na Polícia Federal, na sequência da demissão do ex-chefe Maurício Valeixo sem motivo aparente.

“O Presidente disse-me, mais de uma vez, expressamente, que queria ter uma pessoa do contacto pessoal dele [para quem] ele pudesse ligar, [de quem] ele pudesse colher informações, [com quem] ele pudesse colher relatórios de inteligência. Seja o diretor [da Polícia Federal], seja um superintendente”, declarou, na altura, Moro.

O antigo ministro referiu que Bolsonaro queria interferir na Polícia Federal por estar preocupado com investigações em curso no STF que podiam envolver os filhos ou aliados políticos. No início do mês, Moro denunciou que Bolsonaro queria controlar a Polícia Federal do Rio de Janeiro através da indicação de um novo superintendente para aquele departamento. “Moro, você tem 27 superintendências. Eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro”, terá dito Bolsonaro ao seu então ministro, no relato deste.

Segundo Moro, a “pressão” para substituir o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro começou no final de agosto de 2019 e cresceu até há algumas semanas, quando o mandatário lhe disse que poderia ser demitido caso não aceitasse essa alteração.

No depoimento de Carlos Henrique Oliveira ficou ainda registado que a sua indicação para o cargo de superintendente no Rio de Janeiro demorou a ser confirmada porque Bolsonaro queria nomear outra pessoa.

“Houve uma demora na nomeação do depoente para esse cargo pois, na época, houve uma manifestação pública do Presidente, Jair Bolsonaro, noticiada na imprensa, no sentido que ele, o Presidente, desejava que outro delegado assumisse o cargo de superintendente no Rio de Janeiro”, revela o documento a que o Globo teve acesso.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Bem eu acho que ele enquanto ele trabalhava pro presidente, ele tinha de ter um certo compromisso, é o mesmo que se aplica a qualquer pessoa em qualquer empresa.

    Eu acho que isso é espionagem que essa pessoa fez ali, sabendo que o local é privado e grava ou vaza conversa isso é caso de segurança nacional, e essa pessoa tinha arcar criminalmente por isso.

    E fora espionagem ele sabendo de tudo e se manteve no emprego durante todo esse tempo, ele é no minimo conivente com erro, ou melhor dizendo ele é comparsa, e deve arcar com isso também.

    Só que essa pessoa é esperta pelas profissões que já teve, já conhece todas manobras

    E se ele fosse uma grande pessoa, ele não deveria ter solto pra todos, e sim pro ministro da justiça, sendo que a pandemia era o principal problema, ele colocou mais fogo no pais

    Agora ele mesmo fala que tem que mostrar pra todo mundo video, não, tem que mostrar apenas pro ministro da justiça.

    Essa pessoa não é o que aparenta ser não, e muita gente estão caindo nessa conversa fiada dessa pessoa desde do ininicio

    parece ser uma novela, muda os atores, mas o fim a gente já conhece

  2. o pseudo-presidente Bolsonaro foi a melhor prenda que a esquerda no Brasil alguma vez recebeu…

    pobre país, com o tamanho e as riquezas naturais que possui poderia ser uma potência global, infelizmente é completamente desgovernado seja ele pelos ladõres da esquerda seja por estes cromos que se dizem de direita.

    triste sina!

    • Seja pelos ladrões da esquerda, seja pelos ladrões da direita, quer você dizer. Ou quando um gajo da direita rouba e corrompe, dizem que deixou de ser de direita, para exonerar a ideologia? Triste desonestidade intelectual.

    • Será que na dita “Direita Brasileira” existe algum Politico Idóneo, ou só cromos como diz ????… Será, que pura e simplesmente existem supostos Candidatos de ( Esquerda-Direita ou até Independente) a Presidência “Honestos” ???… Se algum existe está ainda por Nascer !

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …

Exame de Matemática A criticado. Prova "infeliz" não permite "distinguir" alunos

A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) criticou esta quinta-feira a elaboração do exame nacional de Matemática A, prova realizada por mais de 38.699 alunos que pretendem concorrer ao Ensino Superior. No entender da SPM, "o …

Ninguém quer o novo aeroporto do Montijo. Medina apela a "avanço" na decisão

Autarcas e ambientalistas foram ouvidos, esta quarta-feira, no Parlamento, onde se discutiu o projeto do novo Aeroporto do Montijo. A posição de ambos parece clara: ninguém quer avançar com a ideia. A construção do aeroporto …

Pandemia acelera nos Estados Unidos. Uso de máscara pode salvar 40 mil vidas

Os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez a barreira dos 70 mil casos de covid-19, nas últimas 24 horas, elevando para mais de 3,49 milhões o total de contágios no país, indicou a Universidade Johns …

Presidente polaco falou ao telefone com Guterres sobre a comunidade LGBT e a 2.ª Guerra (mas não era Guterres)

O recém-eleito Presidente da Polónia, Andrzej Duda, julgava que estava a conversar por telefone com António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas. Falou-se da pandemia, da comunidade LGBT e da II Guerra Mundial. Porém, do outro …