70 anos depois, assassinato de Gandhi ainda levanta dúvidas

O Supremo Tribunal indiano rejeitou uma ação que pedia novas investigações ao assassinato do líder pacifista Mahatma Gandhi, há 70 anos.

A 30 de janeiro de 1948, o nacionalista hindu Nathuram Vinayak Godse matou a tiro Mahatma Gandhi. Ou, pelo menos, assim concluiu a investigação oficial.

Quem não acredita nesta teoria são alguns grupos hindus de direita, dos quais se destaca o Abhinav Bharat, que acreditam que Godse foi usado como bode expiatório para encobrir os verdadeiros autores do crime.

Segundo o investigador dessa organização hindu de direita, Pankaj Phadnis, Gandhi não terá sido assassinado pela terceira bala que lhe acertou, mas sim por uma quarta, cujo autor continua por identificar.

Por essa razão, Pankaj Phadnis, um dos investigadores dessa organização, solicitou, em outubro de 2017, que fosse aberta uma nova investigação a respeito do homicídio.

Os juizes S. A Bobde e L. Nageswara Rao ouviram o advogado Amarinder Sharan, que durante meses estudou o caso e avaliou o material inédito apresentado pelo investigador e engenheiro Phadnis, e acabaram por negar a reabertura do caso, dando-o como encerrado definitivamente, segundo a Ansa Brasil.

O pedido, que já foi rejeitado pelo Superior Tribunal de Bombaim em junho de 2016, foi de novo rejeitado pelo máximo tribunal indiano, por considerarem que a verdade sobre o assassinato de Gandhi “já é perfeitamente conhecida“.

O Supremo afirmou, além disso, que o pedido de Phadnis ocorre com um “enorme” atraso em relação ao assassinato de Gandhi a de janeiro de 1948, segundo a Exame.

“Não estamos, portanto, preparados para aceitar a teoria de uma quarta bala proposta pelo peticionário. Consideramos a tentativa do peticionário de reabrir esta controvérsia como um esforço inútil“, declarou em sua sentença.

No twitter, o bisneto do líder pacifista, Tushar Gandhi, que reiterou em várias ocasiões que está cansado de teorias “incríveis” sobre o acontecimento, disse: “O Supremo Tribunal despreza o pedido de voltar a investigar o assassinato de Gandhi. Bravo!”.

À agência EFE, Phadnis afirmou que não se dará por vencido na sua tentativa de questionar a versão oficial, apesar da sentença contra do Supremo. “Este é um projeto multidimensional, o aspeto legal é só uma parte. Ainda há, acima dos tribunais, o Tribunal Popular da Índia”, sentenciou.

O pai da Índia

Mahatma Gandhi, nascido numa cidade do litoral ocidental, Porbandar, a 2 de outubro de 1869, foi o idealizador e fundador do moderno Estado indiano e o maior defensor do protesto não violento como meio de revolução.

Gandhi formou-se em direito e foi um político e líder no movimento de independência da Índia, que era governada pelos ingleses.

Foi na África do Sul, para onde partiu em 1893 que começou a sua luta pelos direitos dos hindus. Quando voltou à Índia, em 1915, foi recebido como um herói pelas lutas que travou a favor do seu povo.

No seu primeiro confronto com o governo britânico, em 1922, Mahatma Gandhi organizou uma greve geral com a estratégia de não colaborar, mas sem violência e de forma pacífica. A ousadia valeu-lhe uma condenação a seis anos de prisão, acusado de rebelião, tendo saído após 2 anos devido a uma apendicite aguda.

Depois de muitos aos a pregar a paz e a lutar pela independência da Índia, Gandhi retorna a Nova Deli, onde se assusta com as atrocidades cometidas, pois grupos de hindus expulsavam de forma violenta os muçulmanos que ainda restavam.

A cada surto de violência, Gandhi fazia jejum, a favor da união entre as comunidades. Interrompia o jejum quando o surto de violência passava. Os hindus temiam causar a morte de Gandhi, e os muçulmanos temiam as represálias, caso Gandhi morresse durante um desses jejuns.

No dia 30 de janeiro de 1948, após o fim de um jejum de 5 dias, Gandhi foi assassinado com três tiros pelo hindu Nathuram Vinayak Godse, no jardim de sua casa, onde estava a ser realizada uma grande reunião de orações.

Godse terá matado Gandhi por ser contra a tolerância religiosa pregada pelo pacifista, que teria levado à criação do Paquistão, contra a qual era.

O cortejo fúnebre, realizado no dia seguinte, durou 5 horas, numa procissão acompanhada por milhões até o rio Yamuna, onde o corpo foi colocado numa jangada e incinerado, como manda a tradição hindu.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. se nem a familia quer saber exatamente como e porque morreu gandi… entao fica tudo explicado… nao percebo qual a razao do jornalista fazer referencia “a direita” nesta noticia….. nao tenho nem os conhecimentos nem as informaçoes para poder concluir qualquer coorelaçao com o caso em questao.

RESPONDER

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …

Invocando Sá Carneiro, Miguel Albuquerque também defende diálogo entre PSD e Chega

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu que o PSD deve dialogar com vários partidos, incluindo o Chega de André Ventura. Depois de Rui Rio admitir em entrevista à RTP que poderá vir …

Sobe para 18 o número de mortos no acidente de avião na Índia

As autoridades indianas atualizara para 18 o número de mortes no acidente com o avião da Air India Express, que voava do Dubai para Kozhikode, no sul da Índia, e que se partiu em dois …

Luz verde para reabertura de centros de dia. DGS sugere dois metros de distância entre idosos

Os centros de dia vão poder reabrir a partir de 15 de agosto, mas de forma faseada e condicionados a uma avaliação prévia da Segurança Social e entidade de saúde local sempre que funcionem juntamente …