Tribunal emite mandado de captura para ex-primeira-ministra da Tailândia

worldeconomicforum / Flickr

Yingluck Shinawatra, ex-primeira-ministra da Tailândia

A antiga primeira-ministra tailandesa esteve, esta sexta-feira, ausente da leitura da sentença, o que levou o tribunal a emitir um mandado de captura, anunciou o Supremo Tribunal da Tailândia.

“O advogado disse que Yingluck Shinawatra está doente e que pede para adiar a sentença (…) O tribunal não acredita que ela esteja doente (…) e decidiu emitir um mandado de captura”, disse o juiz de Cheep Chulamon.

O julgamento da ex-primeira-ministra da Tailândia, acusada de negligência, começou em janeiro de 2016 em Banguecoque.

Milhares de apoiantes de Shinawatra estavam concentrados no exterior do Supremo Tribunal, onde se encontravam também mais de quatro mil elementos das forças de segurança, indicou a agência France Presse.

O tribunal adiou a leitura da sentença, na sequência da ausência de Yingluck Shinawatra, que incorre numa pena de dez anos de prisão.

Entretanto, um alto responsável do partido a que pertence a antiga governante afirmou que Shinawatra abandonou o país para evitar um processo judicial. “Ela já não está cá, partiu na quarta-feira”, disse a fonte do Pue Thai, que pediu para não ser identificado.

Antes, a imprensa de Banguecoque noticiava que a ex-PM tinha abandonado o país, num voo com destino a Singapura, para evitar a sentença. Segundo o jornal Khaosod, a antiga chefe do governo encontra-se em Singapura na companhia do irmão mais velho que foi ministro e que já tinha abandonado a Tailândia em 2008 para evitar uma pena de dois anos de prisão.

Yingluck foi acusada de responsabilidade nas falhas de supervisão de um plano de ajudas alimentares (arroz) que, segundo a comissão anti-corrupção, causou prejuízos de 17.100 milhões de euros ao Estado, além de ter fomentado a corrupção. A ex-governante tem afirmado que está inocente e que está a ser “vítima” de um “jogo político”.

Yingluck venceu as eleições gerais de 2011, como líder de um dos partidos políticos fundados pelo irmão, Thaksin, tendo sido deposta poucos dias antes do golpe de Estado militar de maio de 2014, na sequência de uma polémica decisão do Tribunal Constitucional.

As plataformas políticas ligadas a Thaksin, deposto em 2006, tinha vencido todas as eleições desde 2001 graças ao apoio do eleitorado rural do nordeste, apesar da oposição ligadas aos setores monárquicos e militares do país.

A Tailândia enfrenta uma profunda crise política há mais de uma década, marcada por protestos anti-governamentais e períodos ditatoriais encabeçados pelo Exército.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ah!!!!! Eu quero aplaudir!!!! Eles tambem “dão de frosques”. Oh abre, daqui me sirvo. Com licença quero passar, Ai que aqui eu não me sinto mesmo nada bem!!!!

Desagravou-se a seca no país, mas Algarve mantém seca extrema

24,5% do continente estava em seca fraca, 23,8% em chuva fraca, 23,3% em seca moderada e 10,9% em seca severa. Sotavento algarvio manteve-se em situação de seca extrema. Portugal continental registou em novembro um desagravamento da …

Procurador do MP investigado por ajudar traficante a fugir da prisão

Carlos Figueira, procurador do Ministério Público de Lisboa, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por corrupção. O magistrado é suspeito de ter ajudado um traficante a fugir da prisão. Um procurador do Tribunal de Execução …

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …