Tribunal constitucional russo aprova reforma. Putin pode ser presidente até 2036

Yuri Kochetkov / EPA

O Tribunal constitucional russo aprovou, esta segunda-feira, a vasta reforma constitucional impulsionada pelo Presidente Vladimir Putin e que lhe permitirá designadamente garantir dois mandatos suplementares após o final do atual em 2024.

O Tribunal constitucional russo publicou no seu site um parecer no qual considera que o projeto de reforma está em conformidade com a legislação em vigor. O Tribunal acrescenta que já informou o Kremlin desta decisão.

O texto deve ser ainda definitivamente aprovado num “voto popular” nacional previsto para 22 de abril e, apesar dos receios relacionados com a pandemia de Covid-19, a data mantém-se.

No sábado, Putin tinha já assinado esta vasta reforma constitucional que, devido a uma emenda acrescentada, para surpresa geral, alguns dias antes e fortemente denunciada pela oposição, poderá permitir ao Presidente russo manter-se no poder até 2036. A emenda em questão permitirá a Vladimir Putin fazer voltar a zeros a contagem dos seus mandatos presidenciais. A lei russa proíbe o Presidente de efetuar mais de dois mandatos.

Na terça-feira, o chefe de Estado russo tinha já considerado que cabia ao Tribunal constitucional decidir sobre a possibilidade de se candidatar a um novo mandato presidencial após a adoção da sua vasta reforma da Constituição.

Ao exprimir-se no parlamento, Putin considerou que ser possível “reiniciar” a norma que limita as funções a dois mandatos presidenciais após a aprovação da revisão constitucional, e que lhe permitiria apresentar-se após o final do seu atual mandato em 2024.

Putin afirmou ainda que um “poder presidencial forte é absolutamente necessário à Rússia” e que “a atual situação económica e securitária o recorda uma vez mais”. Apesar de reconhecer que “os russos devem ter uma alternativa em qualquer eleição”, considerou que “a estabilidade é mais importante e deve ser prioritária”.

Os deputados russos aprovaram na passada terça-feira, em segunda leitura, a mais importante, as alterações constitucionais pretendidas por Putin e que a oposição extraparlamentar considera uma manobra para se perpetuar no poder.

Anunciada em janeiro pelo Presidente, esta primeira revisão da Constituição desde a sua adoção em 1993 é considerada uma forma de preparar o pós-2024, a data em que termina o seu segundo mandato presidencial.

As alterações aprovadas abrangem em simultâneo o sistema político, as garantias socioeconómicas e os valores societários conservadores defendidos pelo Presidente russo.

Assim, a nova lei fundamental inclui a figura de Deus, o casamento como a união de um homem com uma mulher e a proibição de ceder territórios a outros países. As emendas também incorporam o conceito de “povo fundador do Estado”, ao assinalar que o seu idioma, o russo, é a língua oficial do país.

O conjunto de alterações anunciado por Putin não exige a aprovação dos cidadãos através de referendo, por não abranger os capítulos fundamentais da Constituição, mas o Presidente russo decidiu convocar uma votação nacional para 22 de abril.

Na perspetiva de diversos analistas citados pela agência AFP, esta reforma deixa a Putin o máximo de portas abertas para, no mínimo, preservar a sua influência e perenizar o sistema que ergueu durante os seus 20 anos no poder, e quando já não tinha possibilidades teóricas de permanecer na presidência.

A oposição, incluindo Alexeï Navalny, denunciaram vigorosamente a revisão constitucional, ao afirmarem que o Presidente pretende permanecer indefinidamente no poder. Estas afirmações têm sido rejeitadas por Putin, que há duas semanas assegurou que um dirigente empenhado em manter os seus poderes arrisca-se a “destruir” o país. “É isso que não tenho a intenção de fazer”, disse.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Tirámos Trump de lá". Funcionário da CNN admite que canal quis ajudar Biden a vencer eleições

Um funcionário da CNN falou abertamente com um jornalista disfarçado sobre as motivações políticas que a emissora teve durante a eleição presidencial de 2020. A investigação foi divulgada pela Fox News, que relatou que o funcionário …

Cem mil famílias vão receber 1.300 euros para melhorar conforto térmico de casa

Cerca de 100 mil famílias carenciadas vão receber vouchers no valor de 1.300 euros para melhorar a eficiência energética das suas casas. Parte do dinheiro da “bazuca europeia” vai destinar-se a melhorar a eficiência energética. O …

Juventude Popular defende que corrupção deve prescrever apenas ao fim de 20 anos

A Juventude Popular (JP) preparou um conjunto de "propostas contra a corrupção" e defende que crimes como corrupção ativa e passiva devem prescrever ao fim de 20 anos. A Juventude Popular (JP) defende que crimes como …

EUA abrem "a cada 10 horas" uma nova investigação contra a China

O Departamento Federal de Investigação (FBI) dos Estados Unidos tem mais de duas mil investigações abertas relacionadas com o governo chinês e abre uma nova “a cada 10 horas”, disse o diretor da instituição ao …

São Miguel em Alto Risco a partir das 00h00 de sexta-feira

A ilha de São Miguel, nos Açores, entra oficialmente em situação de Alto Risco de contágio a partir da meia noite desta sexta-feira. A ilha de São Miguel, nos Açores, vai passar para o nível de …

Grupo de enfermeiros recorreu de queixa arquivada contra bastonária

O grupo de enfermeiros que tinha feito uma participação disciplinar contra a bastonária por causa de comentários nas redes sociais que consideram violadores dos deveres deontológicos, recorreu do arquivamento da queixa para o Tribunal Administrativo …

Myanmar. Junta militar retém familiares de soldados para impedir fugas

Um capitão, que desertou do exército birmanês para se juntar ao movimento de oposição ao golpe militar de fevereiro, acusou a junta militar de reter familiares de soldados para impedir deserções. Lin Htet Aung, que desertou …

NATO segue Estados Unidos e anuncia retirada de tropas do Afeganistão

O secretário-geral da NATO anunciou, esta quarta-feira, que as tropas da Aliança irão começar a sair do Afeganistão a 1 de maio, prevendo a retirada total do país nos meses que se seguirão. "Tendo em conta …

Matrículas poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo

As matrículas para o próximo ano letivo dos alunos do ensino obrigatório poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo, se não houver alterações substantivas, de acordo com um despacho publicado na quarta-feira. O …

NOS avança com providência cautelar contra alteração das regras do leilão 5G

A NOS vai avançar com uma providência cautelar contra a alteração das regras do leilão propostas pela ANACOM, no dia em que termina o prazo para as operadores responderem. Na última quinta-feira, no 60.º dia de …