Portugal abre com três medalhas europeus de atletismo para deficiência intelectual

Portugal fechou com três medalhas, duas das quais de ouro, o primeiro dia dos campeonatos da Europa de atletismo em pista coberta para atletas com deficiência intelectual, que decorrem até domingo na cidade francesa de Nantes.

No triplo salto, Ana Filipe conquistou o ouro no concurso feminino, com a marca de 11,65 metros, e Lenine Cunha no masculino, com a marca de 12,68 metros.

Nos 1500 metros, Cristiano Pereira conquistou o bronze, ao percorrer a distância em 04.05,13 minutos, e Cristiano Silva Pereira foi sexto lugar, com o tempo de 04.39,14 minutos.

A prova dos 400 metros, na qual Carlos Freitas alcançou o quinto lugar, ficou marcada pela lesão de Sandro Baessa, que assim abandonou a competição.

Os VIRTUS Campeonatos da Europa em Pista Coberta completam este ano a sua 10.ª edição, sendo que Portugal participou em todas arrecadando, desde 2000, 201 medalhas. Na última edição, que decorreu em 2019, na Turquia, Portugal conquistou 19 medalhas.

Este foi o primeiro dia da competição, que decorre até domingo em Nantes, França.

Na semana passada, Portugal também se despediu dos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun, na Polónia, com três medalhas de euro, tendo conquistado um inédito segundo lugar no quadro de medalhas.

O triplo sucesso, através de Auriol Dongmo, Pedro Pichardo e Patrícia Mamona, é mesmo o melhor registo de sempre da seleção lusa, que só tinha tido duas vitórias por uma ocasião, em 1996, em Estocolmo.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.