“Três cartazes à beira da estrada” é o grande vencedor dos BAFTA

(dr) Fox Searchlight Pictures

“Três cartazes à beira da estrada”, filme de Martin McDonagh

O filme “Três cartazes à beira da estrada”, de Martin McDonagh, foi o triunfador da 71.ª edição dos prémios da Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão (BAFTA), com cinco prémios, incluindo melhor filme e melhor atriz.

A longa-metragem, que narra a história de uma mãe em busca de justiça depois da morte da filha, conquistou cinco prémios em Londres: melhor filme, melhor filme britânico, melhor argumento original, melhor atriz, para Frances McDormand, e melhor ator secundário, para Sam Rockwell.

Na categoria de melhor realizador, o galardão foi entregue ao cineasta mexicano Guillermo del Toro, de 53 anos, por “A forma da água”, sendo a segunda vez que recebe um BAFTA, depois de ter conquistado, em 2007, na categoria de melhor longa-metragem em língua inglesa, por “O labirinto do Fauno”.

“A forma da água” decorre em Baltimore, nos Estados Unidos, nos anos 1960, e narra uma história de amor entre uma jovem que trabalha num laboratório de alta segurança do governo, e uma criatura humanoide anfíbia que se encontra aprisionada.

O filme também venceu os BAFTA nas categorias de melhor música (Alexandre Desplat) e desenho de produção (Paul Austerberry, Jeff Melvin e Shane Vieau).

O BAFTA para melhor ator foi entregue ao britânico Gary Oldman pela sua interpretação de Winston Churchill em “A hora mais negra”, de Joe Wright.

O realizador e produtor britânico Ridley Scott recebeu o BAFTA honorífico pela sua contribuição para a indústria cinematográfica e foi aplaudido de pé pelo público presente na cerimónia, que decorreu no Royal Albert Hall.

“Não me quero comover, mas na verdade, estou emocionado. Há 40 anos que faço este trabalho, e é a primeira vez que me dão algo”, declarou.

Roger Deakins, por “Blade Runner 2049” recebeu o BAFTA na categoria de melhor direção de fotografia, Allison Janney conquistou o galardão na categoria de melhor atriz secundária em “Eu, Tonya”, de Craig Gillespie, e o filme “Dunkerque”, do britânico Christopher Nolan, venceu na categoria de melhor som.

“Chama-me pelo teu nome”, do italiano Luca Guadagnino, venceu o galardão para melhor argumento adaptado (James Ivory), e “I Am Not Your Negro”, do realizador haitiano Raoul Peck, ganhou o BAFTA para melhor documentário.

O britânico Daniel Kaluuya recebeu o BAFTA para melhor intérprete revelação, único prémio votado pelo público, pelo papel de Chris Washington, no filme “Get Out”.

“Coco”, do norte-americano Lee Unkrich, conquistou o prémio para o melhor filme de animação, e Mark Bridges foi galardoado com o BAFTA para melhor guarda-roupa por “Linha Fantasma”, dirigida por Paul Thomas Anderson.

O filme coreano “A Donzela”, de Chan-Wook Park, ganhou o BAFTA de melhor filme em língua não inglesa.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Austrália. Depois dos incêndios, chega o granizo (e já está a provocar estragos)

A Austrália está a recuperar dos enormes incêndios dos últimos meses. No entanto, a costa oriental do país debate-se agora com chuvas intensas que tem provocado inúmeras inundações. As fortes chuvas que caíram esta segunda-feira proporcionaram …

Taxa sobre produtos poluentes rendeu 200 milhões em dois anos

A taxa aplicada sobre produtos poluentes - plástico, cartão, embalagens de vidro, entre outros -, rendeu ao Estado português 199,6 milhões de euros em dois anos, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira. O valor, arrecadado …

"Mito sem sentido". Santos Silva rejeita que Portugal seja "amigo especial" da China

O ministro dos Negócios Estrangeiros rejeitou, em entrevista ao Financial Times, que Portugal esteja a desenvolver uma dependência problemática relativamente à China. É um "mito sem sentido", defendeu Augusto Santos Silva. O governante falou ao …

Justiça espanhola liga ex-ministro a alegado caso de corrupção. António Vitorino nega

A Justiça espanhola diz que o ex-ministro socialista se terá apropriado de 35 milhões de euros da petrolífera estatal venezuelana PDVSA. António Vitorino nega. A justiça espanhola alega que uma sociedade de António Vitorino, antigo ministro …

Há um obstáculo que pode travar a primeira condenação de Salgado

Ricardo Salgado foi condenado a pagar 4 milhões de euros e proibido de ser banqueiro nos próximos dez anos. No entanto, ainda há um último obstáculo que pode travar a sua condenação. O Tribunal Constitucional rejeitou …

Diplomatas portugueses salvaram entre 60 mil e 80 mil vidas durante a II Guerra Mundial

Os diplomatas portugueses terão salvo entre 60 mil a 80 mil refugiados do regime nazi, maioritariamente judeus, durante o período da II Guerra Mundial, estimou a historiadora Irene Flunser Pimentel em entrevista à agência Lusa. Além …

"Absolutamente determinantes." Autárquicas de 2021 vão ser a prova de fogo de Rui Rio

Rui Rio foi reeleito presidente do PSD este sábado, mas tem pela frente vários desafios. O maior deles todos serão as autárquicas de 2021 que vão ditar muito do seu futuro político.  Rui Rio mostrou-se disponível …

Deputados do PS querem reabrir linha do Tâmega

Os deputados do PS do distrito do Porto querem que a linha do Tâmega, que fazia a ligação ferroviária entre Livração, em Marco de Canaveses, e Amarante, como existia até março de 2009, seja reaberta …

Joacine disposta a fazer "cedências necessárias". Livre diz que só por milagre as relações serão retomadas

O Livre decidiu retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira. A deputada única do partido admite fazer as cedências necessárias, mas o partido diz que só por milagre as relações entre os dois vão …

Jorge Jesus diz que o campeonato português está pior (mas que o Benfica tem mais qualidade)

Jesus diz que o campeonato português está pior em comparação com outros anos, mas acredita que o Benfica está "num patamar superior" em relação a Porto e Sporting. Depois de um mês de férias em Portugal …