Mexicanos armados, travessias ilegais e fraude. Denúncia divulga o que se passa na construção do muro de Trump

Numa denúncia divulgada na semana passada, informantes que trabalham na construção do muro de Trump acusaram os empreiteiros de empregar ilegalmente guardas mexicanos para proteger as obras. Segundo os trabalhadores, estes encontram-se armados.

Os dois funcionários acusaram a empresa Sullivan Land Services Co. (SLS), bem como uma empresa subcontratada, a Ultimate Concrete of El Paso, de contratar trabalhadores que não foram aprovadas pelo governo dos EUA.

Os trabalhadores revelam que a Ultimate Concrete construiu uma estrada rústica para agilizar as travessias ilegais da fronteira e usou veículos de construção para bloquear as câmaras de segurança. De acordo com a denúncia registada em fevereiro e divulgada na sexta-feira, dia 4 de dezembro, o processo foi autorizado por um supervisor não identificado do Corpo de Engenheiros do Exército.

As alegações vieram à tona quando dados obtidos pelo The New York Times mostraram que o muro ao qual Donald Trump chamou de “impenetrável”, se mostrou bastante penetrável, pois foi repetidamente atravessado por migrantes.

O Departamento de Justiça notificou o tribunal na semana passada que não iria intervir no caso, levando um juiz a retirar a reserva de divulgação. A lei federal permite que os denunciantes investiguem o caso “em nome dos Estados Unidos” ou, com a permissão do governo federal, procurem um acordo.

Um dos trabalhadores que fez a denúncia, disse ao FBI que tinha descoberto as movimentações através de auditorias mensais dos trabalhadores no local.

Os documentos mostram que a SLS, uma das principais construtoras do muro de Trump, recebeu contratos no valor de mais de 1,4 mil milhões de dólares para trabalhar em vários setores da fronteira. Com esses fundos, a empresa teria permitido que a sua subcontratada, Ultimate Concrete, contratasse mexicanos armados e facilitasse as travessias da fronteira que o presidente propôs fechar.

Segundo os denunciantes, a Ultimate Concrete “construiu uma estrada rústica que permitiria o acesso do lado mexicano da fronteira aos Estados Unidos“.

Em julho de 2019, um gerente de projeto do SLS pressionou um dos informantes a não incluir informações sobre os guardas de segurança mexicanos nos relatórios que seriam apresentados ao Corpo de Engenheiros do Exército.

Os funcionários também acusaram as empresas de apresentar faturas fraudulentas para os custos do muro e de “esconder” todos os lucros do projeto.

Liz Rogers, porta-voz da SLS, afirmou em comunicado que a empresa não tinha comentários a fazer sobre as acusações.

Jesse Guzmán, presidente da Ultimate Concrete, revelou ao New York Times que não tinha conhecimento da queixa, mas rejeitou as acusações. “Qualquer um pode reivindicar o que quiser e isso não o torna correto ou verdadeiro”, comentou.

Tanto o Departamento de Justiça dos EUA, como o advogado dos denunciantes, não quiserem prestar nenhuma declaração ao jornal The New York Times.

  ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ainda bem para o Trump que ele nunca começou construir uma pirâmide. Iria ser durante +5 mil anos a prova viva de uma incompetência. Mas possivelmente a historia ia esquecer que era o marco de um loser e atribui-lo com a fama de ‘Grande Construtor de Megalomanitos’ dos séculos 20 a 22

    • Mesmo quando estas empreitadas estiverem concluídas o muro assim só vai estar 10% daquilo que o Donald Trump queria e com os custos dos 100%. Com a economia Americana a colapsar, o desemprego no máximo de sempre, o número de sem-abrigo a aumentar, já mais de 16,5 milhões de casos COVID e já mais de 305 mil mortos durante este ano até agora (com os números a atingirem novos máximos semanais a cada semana) dúvido que sobrem verbas para o Biden continuar o muro. Se fizer mais 1% durante o mandato é uma sorte (até porque ainda não há muito tempo alguns kilómetros desta estrutura foi destruída por um furacão).

  2. Corrupção, exploração e elevados interesses só poderão estar nas mãos desses infiéis empreiteiros que deverão ser levados à justiça e pagarem pelo mal feito.

RESPONDER

Administração Biden vai reativar programa anti-imigração de Trump

A Administração Biden anunciou, esta sexta-feira, que vai reativar a política anti-imigração nas fronteiras da era Trump, que forçou milhares de requerentes de asilo a aguardarem a conclusão dos seus processos no México, muitas vezes …

José Sena Goulão / Lusa

"Rangel fez o roteiro da carne assada" (e Rio pode não sobreviver à "golpada")

Rui Rio ainda não desfez o tabu sobre a sua recandidatura, ou não, à presidência do PSD, mas está pressionado a tomar uma decisão. No seio do partido, e mesmo entre os seus apoiantes, só …

Bolsonaro será acusado de 11 crimes na gestão da pandemia, entre os quais homicídio

O senador Renan Calheiros, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão da pandemia, anunciou que Jair Bolsonaro deverá ser indiciado de 11 crimes, entre os quais o de homicídio. O relator da …

Nuno Melo arranca campanha interna para a liderança do CDS

O candidato à liderança do CDS-PP arranca, este fim-de-semana, a sua campanha interna até ao congresso de final de novembro, tendo como objetivo privilegiar o diálogo com os militantes por todo o país. Fonte da candidatura …

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

La Palma regista sismo de 4,6, a maior magnitude desde o início da erupção

Um total de 36 sismos foram registados na ilha de La Palma desde a noite passada, um deles registado em Mazo com 4,6, o de maior magnitude desde que a erupção do vulcão Cumbre Vieja …

O deputado britânico David Amess

Assassínio de deputado britânico considerado "incidente terrorista"

O assassínio do deputado britânico, esta sexta-feira, foi considerado um "incidente terrorista", com a investigação inicial a apontar para uma "potencial motivação ligada ao extremismo islâmico", informou a Polícia Metropolitana (Met) de Londres. A investigação está …

O quadro "Native American Treaty", de Roman Fekonja, mostra um tratado entre índios e colonizadores.

Com dedo português, estudo revela que índios norte-americanos têm uma origem inesperada

Um novo estudo, que contou com a ajuda de um programa desenvolvido por um português, sugere que os índios norte-americanos podem ter origem na Sibéria. Dá-se o nome de povos nativos dos Estados Unidos aos povos …

Enfermeiros marcam greve para 3 e 4 de novembro

Os enfermeiros que trabalham no Serviço Nacional de Saúde (SNS) vão fazer greve a 3 e 4 de novembro, uma paralisação decidida, esta sexta-feira, numa reunião que juntou sete sindicatos desta classe profissional. Na base da …

Sem surpresas, CDS, IL e Chega saíram de Belém a reafirmar o seu voto contra

No final das audiências com o Presidente da República, sem surpresas, os partidos de direita deixaram críticas à proposta do Orçamento do Estado e mantiveram a sua intenção de votar contra. "Este primeiro-ministro sempre sustentou a …

"Viagra dos Himalaias", o fungo mais caro do que ouro, mostra potencial contra cancro

Uma molécula produzida pelo chamado "fungo de lagarta", também conhecido por "Viagra dos Himalaias", pode fornecer uma base para tratamentos de cancro mais eficazes. Em ensaios clínicos recentes, o composto chamado cordicepina mostrou ser bem-sucedido a …