Tradição nas Ilhas Faroé. Massacre de 300 baleias deixa o mar vermelho e gera revolta

Sea Shepherd UK/Triangle News

A tradição do “Grindadràp” nas Ilhas Faroé.

No dia 15 de julho, cerca de 300 baleias foram massacradas numa tradição que tem lugar todos os anos em Hvalba, nas llhas Faroé.

As baleias são “empurradas” por pescadores para a costa, onde são mortas com arpão espetado no pescoço, que parte a sua espinha dorsal. A matança das baleias (e de pelo menos 35 golfinhos) deixou o mar totalmente vermelho. O ritual conhecido como “Grindadràp” tem mais de mil anos, escreve o All That’s Interesting.

As baleias mortas são levadas para a costa, onde a sua carne e gordura são cortadas e distribuídas gratuitamente pelos moradores locais – embora esteja disponível para venda nos supermercados.

Return of the Bloody FjordsOn Thursday, 252 long-finned pilot whales and 35 Atlantic white-sided dolphins were killed…

Publicado por Sea Shepherd Global em Segunda-feira, 20 de julho de 2020

A situação foi denunciada nas redes sociais pela ‘Sea Shepherd Global’. A organização escreve que o massacre acontece depois de uma paragem na pesca destes animais devido à pandemia do novo coronavírus.

A organização considera que esta tradição é “triste e barbárica”. Várias fotografias do evento têm circulado pelas redes sociais, onde é possível ver as baleias mutiladas e o sangue que deixou o mar encarnado.

A ‘Sea Shepherd Global’ conseguiu impedir a realização do abate em 2014, mas uma lei local posteriormente aprovada proibiu a entrada dos navios da organização. Há outras organizações, como a ORCA Conservancy, que têm levado a cabo esforços para travar esta prática.

O governo defendeu o evento anual, descrevendo-o como uma importante tradição comunitária “baseada na partilha”. O território dinamarquês autogovernado registou 188 casos de covid-19 e zero mortes até ao momento.

ZAP //

PARTILHAR

19 COMENTÁRIOS

  1. Há mil anos comíamos gente da Faroé ainda cru.
    São os selvagens vikings que ainda não aprenderam que baleias não são deles. Mas sempre roubaram, portanto é preciso combatelos onde doi

  2. É barbaro?. É, mas quem somos nós para criticar?. Ao menos matam por tradição e para distribuir como comida. Por cá e por muitos sítios, mata-se por desporto/espectáculo e não para comer.
    Já para não falar dos que matam seres Humanos por causa de religião/fantasias.

  3. Eu exigia que mantivessem também o ritual igualmente milenar de sacrificar um homem em honra de Odin. Querem um ritual, têm também que ter o outro.

    • Melhor ainda era porem, à condição da continuidade da hedionda e assassima matança desses animais (que são racionais embora de forma mais limitada q os seres humanos), a continuidade dos sacrifícios das tradições antigas destes brutos povos do norte (brutos não só os que participam, como também a maioria ou observa ou tolera sem nada fazerem os atis desses animais raivosos)
      Claro que também em Portugal, de entre os espetadores das touradas, deveria sempre ser selecionado aleatóriamente qual o espetador a também ser toureado, antes ou depois do touro.
      A coragem, diria, a total cobardia deste javardos (cá da terra dos dos confins da Europa), via-se logo, …, assim que uma mera réstia de possibilidade de lhes calhar na rifa este petisco, tentaria terminar logo com o triste e macabro espetáculo.
      O ser humano TEM DE ACABAR com estas desumanidades gratuítas e totalmente injustificadas. Se precisam de matar alguém, que se matem eles próprios. Atirem-se a um poço, afoguem-se, simplesmente deixem de existir, pois são nefastos para o resto da existência, especialmente a humana, pela sua má influência, ou então eduquem-se e evoluam, e por mim, serão então e só aí, seres humanos por inteiro.

  4. Cambada de tenrinhos.
    Heróis de barriga cheia. São a nova ‘Esquerda Caviar’ (pelo menos têm a mesma metodologia)
    Têm todos opiniões muito fortes e sentidas em defesa dos animais. Pelo menos uns tantos animais, selectos.
    Sejam Baleias, Golfinhos, Macacos, até Tubarões.
    Alguém se preocupa com o ‘jaquinzinho’? Ou com o horrível sofrimento do plâncton a ser devorado às toneladas todos os dias por animais imensamente mais poderosos do que eles? Não pois não?
    Isto de ter opiniões ‘tenrinhas’ é muito giro, mas é só hipocrisia.
    Leiam Kant, seus ‘palhacinhos’

    • Não é preciso ler seja o que for, para uma pessoa se insurgir contra todos os tipos de maus tratos gratuitos feitos aos Animais em geral. No caso deste tipo de caça para consumo Humano em Regiões especificas, é no limite aceitável. Não tenho nada contra o abate de Animais com o mínimo de sofrimento, destinado ao nosso consumo. Tenho sim muito repudio , por a tortura Animal para satisfazer o simples Sádico Prazer. Pode crer que não preciso das opiniões Filosóficas de Immanuel Kant ou mesmo do Sr. que se permite de insultar quem vê a Vida por outro prisma !….

        • No seu caso penso que deveria ser internado na ala psiquiátrica de doentes perigosos de uma prisão de alta segurança. O problema, é que por haver muitos como você, que são a grande maioria das pessoas, andam e andarão todos à solta. Têm de ser tratados em ambulatório, e de forma subliminar, com jeitinho pois são violentos, embora cobardes, pois defendem a violência gratuita contra quem não se consegue defender. LOL
          Apenas foi uma resposta “mordaz”, à letra, e à altura do seu comentário anterior, à parte, acima de tudo acredito que a grande maioria dessas pessoas poderá ser curada com educação (não manipulada pelos interesses das grandes indústrias dos negócios agro-alimentares e farmaceutico-hospitalares privados), que nos metem pela goela abaixo carne e comida processada e cheia de quimicos ea seguir, já doentes, mais químicos e outros quejandos, para tratar sintomas, não as causas.

          Declaração de interesses: sou toralmente a favor da ciência e da evolução rdesenvolvimento, não de um que é distorcido e destrutor e muitas vezes usados como se de uma religião se tratasse, tornando muita gente cega.

          O comportamento da maioria se resume a uma ignorância profunda, vivendo iludidos (e mostram quererem continuar nessa onda), embora as evidências e a informação científica (e cientisticas) não faltem e estejam à disposição de todos nesta sociedade de informação e conhecimento, sobre estes assuntos, cada vez mais parece que a ignorância que é promovida por alguns oportunistas e desonestos (diria criminosos minoritários) sobre o comodismo e conformismo da grande maioria, sem que os políticos e a grande maioria dos médicos se decidam a começar a cumprir as suas reais obrigações que juraram cumprir quando foram acometidos de funções nas suas respectivas profissões.

          E ESTES (1° políticos, 2° médicos, 3° estupidez da generalidade das pessoas), para mal da humanidade e dos restantes condóminos deste planeta, NÃO ESTÃO A CUMPRIR A SUA OBRIGAÇÃO!!!

  5. As baleias reproduzem- se livremente sem terem predadores, excepto os pescadores japoneses ( para certo tipo de baleias) e a noticiada matanca anual. Cada baleia alimenta- seengolindo de uma so assentada um cardume imteiro de peixes enquanto o Homem impoe restricoes a pesca para evitar a sobrepesca. Ate nas reservas de cinegeticas africanas se fomenta o abate de certas esoecies quando ultrapassam um certo numero para evitar a depredacao do ambiente. Entao se as baleias comem o peixe de que o Homem precisa para se alimentar, devia ser permitido matar baleias quando ultrapassassem um certo numero, a definir.

RESPONDER

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …

Novo estudo diz que Remdesivir não tem "impacto significativo" nos doentes com covid-19

Ao contrário do que se pensava, o medicamento antiviral remdesivir não reduz as mortes entre os pacientes com covid-19, sobretudo quando comparado com o tratamento padrão, de acordo com os resultados de um estudo internacional. Em …